Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga perde 4-3 em Vila do Conde depois de estar a ganhar 0-2

29.ª jornada

em

O SC Braga perdeu com o Rio Ave na terça-feira por 4-3, em partida da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com contornos emocionantes e desequilibrada já nos descontos com um penálti decisivo de Taremi.

O avançado iraniano dos vila-condenses, que ‘bisou’ no encontro, ao marcar aos 34 e 90+6 minutos, contribuiu de forma decisiva para a reviravolta no marcador operada pela equipa na primeira parte, também com os tentos de Nuno Santos (35) e Gelson Dala (41), já depois de Paulinho, que marcou aos 21 e aos 81, e Ricardo Horta (27) terem dado fôlego inicial aos bracarenses.

Com este resultado, o Rio Ave sobe ao quinto lugar do campeonato, com 47 pontos, ultrapassando o Famalicão, que perdeu com o Portimonense (1-0), enquanto que o SC Braga desperdiçou a oportunidade de, nesta ronda, subir ao pódio da Liga, embora à condição, continuando no quarto posto, com 50 pontos, menos dois do Sporting.

As duas equipas mostraram cedo que este poderia ser um jogo com contornos frenéticos, cabendo aos locais, ainda antes do quarto de hora, os primeiros sinais de perigo, com duas iniciativas, num remate de Taremi cortado em cima da linha de golo por David Carmo, e um remate de Gelson Dala, ao lado.

O atrevimento inicial dos vila-condenses não intimidou o Braga, que desde cedo reclamou controlo do meio-campo, mas só conseguiu responder os contra-ataques do adversário aos 21 minutos, numa jogada de envolvimento de todo setor ofensivo, finalizada no 1-0 por Paulinho.

O Rio Ave descompensou-se com tento sofrido, e, pouco depois, numa sucessão de faltas, entregou um livre direto aos ‘arsenalistas’, em posição frontal, que Ricardo Horta foi exímio a converter no 2-0, aos 27.

Os dois golpes quase consecutivos não foram, ainda assim, suficientes para derrubar o ânimo dos vila-condenses, que logo que voltaram a estabilizar, recuperaram a capacidade de criar perigo em contra-ataque.

O trio Taremi, Nuno Santos e Gelson Dala esteve então em destaque nessa missão, e em menos de sete minutos operou a reviravolta no marcador, em jogadas onde os três partilharam os louros dos golos.

O iraniano reduziu, aos 34, servido por Nuno Santos, e um minuto depois devolveu a assistência para que o avançado português recuperasse o empate, tendo os dois, aos 41, criado a jogada para que Gelson Dala fixasse o 3-2 ao intervalo.

Com adrenalina da reviravolta ainda presente, os donos do terreno voltaram do descanso com a motivação em alta, e pouco depois do reatamento Gelson Dala e Taremi ameaçaram ampliar a vantagem.

Ainda assim, o Braga não se intimidou e paulatinamente foi crescendo no jogo, reforçando a sua presença no meio-campo contrário com um futebol mais envolvente, que acabou por dar frutos aos 81 minutos, quando Galeno conseguiu escapar à marcação e serviu Paulinho, que de cabeça ‘bisou’ e recuperou o empate.

Os minhotos ainda tentaram forçar algo mais, e tiveram chances para resgatar a vantagem, mas ao abrirem a frente de ataque, acabaram por se expor aos contra-ataques do Rio Ave, acabando por cometer um erro fatal já nos descontos.

Rolando, que tinha entrado aos 88 minutos, foi displicente ao cortar com o braço um remate de Leandro que ia para baliza bracarense, acabando expulso e por entregar uma grande penalidade, que Taremi, já ao 90+6 não desperdiçou, para selar o triunfo do Rio Ave, por 4-3.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde.

Rio Ave – SC Braga, 4-3

Ao intervalo: 3-2

Marcadores:

0-1, Paulinho, 21 minutos.

0-2, Ricardo Hora, 27.

1-2, Taremi, 34.

2-2, Nuno Santos, 35.

2-3, Gelson Dala, 41.

3-3, Paulinho, 81

4-3, Taremi, 90+6 (grande penalidade)

Equipas:

– Rio Ave: Kieszek, Nélson Monte, Borevkovic, Santos, Matheus Reis, Al Musrati, Tarantini, Diego Lopes (Leandro), Gelson Dala (Carlos Mané, 65), Nuno Santos (Bruno Moreira, 90+8) e Taremi (Pedro Amaral, 90+8).

(Suplentes: Paulo Vítor, Bruno Moreira, Vitó, Carlos Mané, Nadjack, Pedro Amaral, Rúben Gonçalves, Messias e Leandro).

Treinador: Carlos Carvalhal.

– SC Braga: Matheus, Bruno Viana, Pedro Amador (Abel Ruíz, 71), David Carmo, Ricardo Esgaio, Palhinha (João Novais, 78), Fransérgio, Galeno, Trincão (Rui Fonte, 88), Paulinho (Rolando, 88) e Ricardo Horta (Wilson Eduardo,78).

(Suplentes: Eduardo, Rolando, Wilson Eduardo, Abel Ruiz, Diogo Viana, André Horta, João Novais, Rui Fonte e Raul Silva).

Treinador: Custódio Araújo.

Árbitro: Nuno Almeida (AF Algarve).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Santos (57), Ricardo Esgaio (83), Taraninti (85) e Fransérgio (89). Cartão vermelho direto para Rolando (90+2).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares