Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga nunca perdeu com o Porto para a Taça da Liga

Final realiza-se no sábado

em

Foto: Facebook de SC Braga (Arquivo)

O SC Braga venceu o FC Porto numa final, em 2012/13, e empatou outro encontro, em 2014/15, estando invicto face aos ‘dragões’ na Taça da Liga de futebol, em vésperas da decisão da 13.ª edição.

A final de sábado repete-se sete anos depois de um embate em Coimbra, em 13 de abril de 2013, que os ‘arsenalistas’ ganharam por 1-0, graças a um tento do brasileiro Alan, nos descontos da primeira parte, aos 45+2 minutos, de grande penalidade.

Nesse encontro, o primeiro entre os dois clubes na prova, os ‘arsenalistas’ foram comandados por José Peseiro, que convocou o atual treinador dos bracarenses, Rúben Amorim, mas manteve-o no banco dos suplentes os 90 minutos.

O cabo-verdiano Zé Luís, presentemente no FC Porto, mas ausente da ‘final four’ devido a lesão, também começou o encontro no banco dos ‘arsenalistas’, tendo sido lançado aos 78 minutos, em substituição do brasileiro Carlão.

Do lado dos portistas, nenhum dos 18 elementos que estiveram à disposição do treinador Vítor Pereira poderá repetir a presença no duelo de sábado, na ‘pedreira’, pois, há mais ou menos tempo, já todos abandonaram o Dragão.

O embate do Estádio Cidade de Coimbra ficou marcado pelo lance do penálti, pois permitiu aos bracarenses marcarem o único golo do encontro e deixou os portistas reduzidos a 10, pois o central senegalês Abdoulaye Ba viu o segundo amarelo.

Os bracarenses entraram com Quim, Baiano, Nuno Coelho, Aderllan Santos, Elderson, Custódio, Hugo Viana, Ruben Micael, Mossoró, Alan e Carlão e os portistas com Fabiano, Danilo, Mangala, Abdoulaye Ba, Alex Sandro, Fernando, Lucho, João Moutinho, James Rodríguez, Defour e Jackson Martínez.

Depois dessa final, os dois conjuntos só se encontraram mais uma vez, na terceira fase da edição 2014/15, num embate disputado em Braga e que terminou empatado a um golo.

Em 21 de janeiro de 2015, e mais do que os dois tentos, o jogo foi ‘pautado’ por mais duas expulsões nos ‘dragões’ na primeira parte, do central mexicano Diego Reyes, aos 34 minutos, por acumulação de amarelos, e do médio brasileiro Evandro, que viu o vermelho direto aos 42.

Antes dos vermelhos, o FC Porto adiantou-se precisamente por Evandro, aos 25 minutos, num castigo máximo, com Alan, de novo ele, a empatar aos 52, em mais um penálti – nos dois jogos, os três golos aconteceram todos de grande penalidade.

Com mais dois, os bracarenses, curiosamente orientados por Sérgio Conceição, que agora estará do outro lado, não tiveram arte para chegar ao triunfo, com um ataque que tinha Alan, Zé Luís e também o agora benfiquista Rafa e Éder, o autor do mais importante golo da história do futebol luso, na final do Euro2016.

Quanto ao FC Porto, então comandado pelo espanhol Julen Lopetegui, atualmente no Sevilha, um jogador pode repetir a presença no ‘onze’, o central Marcano, que voltou este ano, via Roma, depois de uma passagem pelo Dragão entre 2014/15 e 2017/18.

O terceiro encontro na Taça da Liga entre FC Porto e Braga realiza-se no sábado, pelas 19:45, no Estádio Municipal de Braga, que recebe a terceira final consecutiva da prova.

– Os dois jogos na Taça da Liga entre SC Braga e FC Porto:

Época Data Fase Local Resultado

2012/13 / Final em Coimbra / SC Braga – FC Porto, 1-0 (Alan 45+2 gp)

2014/15 / 3.ª fase em Braga / SC Braga – FC Porto, 1-1 (Alan 52 gp/ Evandro 25 gp)

Anúncio

Futebol

Vitória recebe FC Porto que quer ficar a um ponto do Benfica

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O FC Porto procura hoje reduzir para um ponto a diferença para o líder Benfica, na visita ao Vitória SC, em jogo da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Um dia depois de o Braga ter vencido os líderes no seu reduto, os ‘dragões’, que venceram as ‘águias’ na ronda passada, jogam com o Vitória SC, oitavo classificado, num encontro com início marcado para as 17:30.

O FC Porto, já com Danilo apto, joga pela terceira vez com o Vitória SC esta temporada, depois de vitórias para o campeonato (3-0) e para a Taça da Liga (2-1).

No último encontro da ronda, às 20:00, o Famalicão pode ficar a um ponto do Sporting, que é quarto classificado, caso vença na receção ao Desportivo das Aves, último classificado, a quatro pontos da zona de manutenção.

Nos dois lugares acima da ‘linha de água’, o Belenenses SAD (15.º) e o Paços de Ferreira (16.º) visitam o Boavista (nono) e o Marítimo (14.º), respetivamente.

Programa da 21.ª jornada:

– Sexta-feira, 14 fevereiro:

Vitória de Setúbal – Gil Vicente, 1-2

– Sábado, 15 fevereiro:

Portimonense – Moreirense, 1-1

Santa Clara – Tondela, 1-0

Benfica – SC Braga, 0-1

Rio Ave – Sporting, 1-1

– Domingo, 16 fevereiro:

Marítimo – Paços de Ferreira, 15:00

Boavista – Belenenses SAD, 15:00

Vitória SC – FC Porto, 17:30

Famalicão – Desportivo das Aves, 20:00

Continuar a ler

Futebol

Braga segura terceiro lugar após empate do Sporting

21.ª jornada da I Liga

em

Foto via Sport TV

O Sporting perdeu hoje o terceiro lugar da I Liga portuguesa de futebol, ao empatar em casa do Rio Ave (1-1), em jogo da 21.ª jornada.

Os vila-condenses adiantaram-se no marcador logo aos dois minutos, por Lucas Piazón, mas os ‘leões’, já em inferioridade numérica, por expulsão de Coates (71), empataram por Jovane Cabral, aos 84, na marcação de uma grande penalidade.

Com este empate, o Sporting caiu para o quarto lugar, com 36 pontos, e foi ultrapassado pelo SC Braga, que tem 37, enquanto o Rio Ave segue no quinto posto, com 33.

Continuar a ler

Futebol

“Dedico a vitória ao grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores e colunistas”

António Salvador

em

Foto: Twitter

O presidente do SCBraga, António Salvador, deixou hoje uma resposta dura às críticas ao profissionalismo da equipa nos jogos com o Benfica nos últimos anos, após o triunfo (1-0) nesta 21.ª jornada da I Liga de futebol.

“Dou os parabéns aos jogadores, ao seu treinador, aos nossos sócios e adeptos, que, infelizmente, ao longo dos últimos anos, sempre que não temos ganho ao Benfica, temos sofrido com críticas”, começou por afirmar o líder bracarense, acrescentando: “Os nossos sócios dedicam esta grande vitória a esse grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores das televisões e colunistas dos jornais”.

Em declarações prestadas na zona mista do Estádio da Luz, o presidente do clube minhoto teceu ainda elogios às três equipas que estiveram em campo, incluindo nas palavras a referência ao árbitro Hugo Miguel e respetivos auxiliares.

“Foi um grande jogo de futebol, com três grandes equipas em campo: duas grandes equipas de futebol e uma grande equipa de arbitragem – é preciso que se diga também quando eles fazem um bom trabalho. É verdade que ganhámos contra uma grande equipa, mas também é verdade que o Benfica perdeu contra uma grande equipa”, sentenciou.

Continuar a ler

Populares