Seguir o O MINHO

SC Braga

SC Braga empata em Alvalade em jogo com final louco

em

Dyego Sousa fez o 1-1, através de grande penalidade, aos 85 minutos. Foto: SPORTTV

O Sporting e o SC Braga empataram hoje 2-2, em Alvalade, em jogo da 11.ª jornada da I Liga de futebol, marcado por três golos e duas grandes penalidades na fase final da partida., num jogo em que ao minuto 84 os bracarenses se encontravam a perder, 1-0.

O holandês Bas Dost, aos 66 minutos, colocou os ‘leões’ na frente do marcador, mas os ‘arsenalistas’ reagiram e deram a volta ao resultado, com golos de Dyego Sousa, aos 85, na conversão de uma grande penalidade, e de Danilo, aos 89, tendo os ‘leões’ resgatado um ponto já no quinto minuto de descontos, através de Bruno Fernandes, igualmente na conversão de uma grande penalidade.

Os bracarenses apresentaram-se com duas alterações relativamente ao embate da Liga Europa, com o Ludogorets (1-1), tendo Abel Ferreira lançado Ricardo Horta e Fransérgio para os lugares de Dyego Sousa e Jefferson, este último indisponível por estar cedido pelos ‘leões’.

Os minhotos, que vinham de cinco triunfos seguidos no campeonato, dispuseram de um lance promissor logo nos instantes iniciais, mas Paulinho desaproveitou o espaço concedido, enquanto os ‘leões’ tiveram em Bruno Fernandes o elemento mais ativo na procura do golo, desde logo aos cinco minutos, quando o médio foi demasiado altruísta e procurou assistir Bas Dost, ao invés de rematar à baliza.

A resposta bracarense surgiu por intermédio de Ricardo Horta, que testou a atenção de Rui Patrício, antes de Bruno Fernandes começar a ‘afinar’ a ‘mira’ de longa distância, primeiro num remate por cima e, depois, num pontapé à figura de Matheus.

De resto, o guarda-redes ‘arsenalista’ viria a ser crucial na manutenção do nulo que se registava ao intervalo, opondo-se com categoria a um cabeceamento de Coates e a um livre de Bruno Fernandes.

Já sem Acuña, que saiu com problemas físicos no final da primeira parte e foi substituído por Podence, os ‘verde e brancos’ continuaram pouco esclarecidos nos últimos 30 metros, não conseguindo ultrapassar a bem organizada estrutura do adversário.

Podence esteve perto de inaugurar o marcador, num lance em que conseguiu surgir sozinho ao segundo poste, mas a ansiedade que se começava a apoderar das bancadas de Alvalade subiu ainda mais de tom quando Bas Dost não conseguiu emendar com sucesso um cruzamento de Jonathan Silva.

Contudo, na segunda oportunidade de que dispôs, o goleador holandês já não falhou e inaugurou o marcador, antecipando-se de forma ‘mortífera’ ao primeiro poste, após um cruzamento de Bruno Fernandes.

Pouco depois, o azar bateu à porta de Bas Dost e Jorge Jesus viu-se privado do avançado, que foi rendido por Doumbia. A partir deste momento, o SC Braga cresceu no jogo, aproximou-se da baliza de Rui Patrício e acabou mesmo por beneficiar de uma grande penalidade cometida por Coates sobre Danilo, que permitiu ao recém-entrado Dyego Sousa empatar as contas.

A reviravolta minhota tornou-se uma realidade quatro minutos volvidos, graças a um grande golo de Danilo, que atirou uma ‘bomba’ de pé esquerdo, de nada valendo a estirada de Rui Patrício, que ainda tocou ligeiramente na bola.

Ainda assim, quando já nada o fazia prever e numa altura em que vários adeptos já abandonavam as bancadas, Ricardo Horta derrubou Alan Ruiz dentro da área e Bruno Fernandes salvou um ponto para o conjunto sportinguista.

Com este empate, os bracarenses são quartos com 22, os mesmos do Marítimo, quinto, e a quatro do Benfica. O Sporting fecha a 11.ª jornada isolado no segundo lugar, agora a quatro pontos do comandante FC Porto e com apenas mais do que o Benfica, terceiro.

Ficha de Jogo

Jogo realizado no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

Sporting – Sporting de Braga, 2-2.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Bas Dost, 66 minutos.

1-1, Dyego Sousa, 85 (grande penalidade).

1-2, Danilo, 89.

2-2, Bruno Fernandes, 90+5 (grande penalidade).

Equipas:

– Sporting: Rui Patrício, Ristovski, Coates, André Pinto, Jonathan Silva, Battaglia, Bruno César (Alan Ruiz, 87), Bruno Fernandes, Marcus Acunã (Daniel Podence, 44), Gelson Martins e Bas Dost (Seydou Doumbia, 80).

(Suplentes: Salin, Alan Ruiz, Daniel Podence, Mattheus Oliveira, Petrovic, Tobias Figueiredo e Seydou Doumbia).

Treinador: Jorge Jesus.

– Sporting de Braga: Matheus, Ricardo Esgaio, Raúl Silva, Ricardo Ferreira, Marcelo Goiano (Rafael Martins, 74), Danilo, Fransérgio, Ricardo Horta, Xadas (João Carlos Teixeira, 66), Vukcevic e Paulinho (Dyego Sousa, 81).

(Suplentes: André Moreira, Hassan, André Horta, João Carlos Teixeira, Fábio Martins, Bruno Viana e Dyego Sousa).

Treinador: Abel Ferreira.

Árbitro: Carlos Xistra (AF Castelo Branco).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Raúl Silva (34), Ricardo Esgaio (45) e André Pinto (82).

Assistência: 42.844 espetadores.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Abel fala de Dyego e Xadas

em

Declarações após o jogo da 13.ª jornada da I Liga de futebol entre SC Braga e Feirense (4-0), hoje disputado em Braga.

Abel Ferreira (treinador do SC Braga): “Foi uma vitória justa de uma equipa competente que, desde o início, mostrou ao que vinha, fizemos acontecer, de forma coletiva, dinâmica e com paciência.

[Dyego Sousa já leva 14 golos em todas as provas] Sim, ultrapassou a marca dos 12 golos, é fruto do trabalho dele, da exigência da equipa, da nossa exigência, de um comprometimento dele.

[Alterações a pensar nos vários jogos em poucos dias?] Os melhores a cada jogo. E hoje [sexta-feira] entraram os melhores, o que não quer dizer que os que estejam no banco não sejam bons também, o que tem sido mais difícil para mim é escolher os que ficam de fora.

[Xadas] A minha formação como treinador começou na formação, felizmente numa grande escola, que me permitiu conhecimento e experiência no que são os jovens jogadores. Assisti, também, à formação de um grande guarda-redes que hoje é o número 1 da seleção nacional, perdi alguns jogos e ouvi assobios à conta dele.

Com os jovens jogadores é preciso ter paciência, percebê-los e ajustar expectativas e esperar que eles nos mostrem o que já mostraram.

O Xadas fez três semanas absolutamente fantásticas e o mérito é dele. O talento está lá, manter a consistência é o mais difícil. Lesão? É no pé, mas ainda não sei o que tem ainda.

Falar [no título] é muito fácil, pôr expectativas nos outros é muito fácil. Vamos continuar com esta postura e caráter, o que vai acontecer não sei”.

Nuno Manta (treinador do Feirense):[Como se explica ter sido uma das melhores defesas no início do campeonato e agora sofrer muitos golos?] No início do campeonato, os nossos adversários não conheciam tão bem o Feirense, também há lacunas nos duelos individuais que se refletem em alguns golos. Depois arriscámos ir mais para a frente de ataque e ficámos mais descompensados em termos defensivos e temos sofridos bastantes golos.

A mudança de guarda-redes não teve nada a ver com os golos sofridos senão teria que mudar muitos jogadores. Foi meramente uma opção técnica e tática para o jogo.

A nossa primeira parte não foi boa, o Feirense voltou a ter duas partes distintas, na primeira o Braga jogou como quis, a seu bel prazer, no nosso meio campo, não fomos agressivos nem competentes a nível defensivo e, ofensivamente, também perdíamos rapidamente a bola.

Ao intervalo, retifiquei alguns comportamentos, já tivemos mais agressividade nos duelos individuais e criámos mais situações de golo e foi por isso que só mexi ao terceiro golo”

O conteúdo “Vitória justa de uma equipa competente” aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Futebol

Resumo: A goleada do SC Braga em 60 segundos – ou mais

em

Reveja os melhores momentos do SC Braga-Feirense (4-0).

Crónica: Braga goleia e iguala FC Porto na liderança

Resumo mais longo:

O conteúdo Resumo: A goleada do SC Braga em 60 segundos – ou mais aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Futebol

Braga goleia e iguala FC Porto na liderança

em

O SC Braga igualou hoje provisoriamente o FC Porto na liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao golear em casa o Feirense, por 4-0, em jogo da 13.ª jornada.

Foto: Facebook de SC Braga

O brasileiro Dyego Sousa fez um ‘hat-trick’, com golos aos 27, 44 e 68 minutos, o último de grande penalidade, com Wilson Eduardo a fazer o 4-0, aos 83, também de penálti.

Com este resultado, o Sporting de Braga passou a somar os mesmos 30 pontos do FC Porto, que joga no sábado com o Santa Clara, ficando com mais dois do que o Sporting e quatro do que o Benfica, que também têm menos um jogo.

O Feirense somou o 11.º jogo consecutivo sem vencer e segue na 16.ª e antepenúltima posição, abaixo da zona de despromoção, com 10 pontos.

O conteúdo Braga goleia e iguala FC Porto na liderança aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Populares