Seguir o O MINHO

SC Braga

SC Braga defronta o Sporting na final da Taça de Portugal de futebol feminino

em

Foto: Divulgação

O Sporting, bicampeão português, e o C Braga qualificaram-se hoje para a final da Taça de Portugal de futebol feminino, ao vencerem hoje o Estoril Praia e o Ouriense, nos jogos da segunda mão das meias-finais.

Depois de ter vencido em casa o Estoril Praia na primeira mão por 1-0, o Sporting impôs-se hoje no segundo encontro por 6-1.

Diana Silva, com um ‘hat-trick’, Tatiana Pinto e Sharon Wojcik deixaram o Sporting com uma vantagem de cinco golos ao intervalo. As ‘canarinhas’ reduziram no início do segundo tempo, com um golo da internacional portuguesa Filipa Rodrigues, mas Solange Carvalhas fixou o resultado final em 6-1.

O SC Braga, que na primeira mão venceu o Ouriense por 4-0, impôs-se hoje em casa por 6-0, com um ‘bis’ de Laura Luís, e golos de Edite Fernandes, Andreia Norton, e Guita Freitas e beneficiou de um autogolo de Rita Darko.

As duas equipas vão assim repetir, em 27 de maio no estádio Nacional, em Oeiras, a final do ano passado, que terminou com a vitória das ‘leoas’ por 2-1 após prolongamento.

Anúncio

Futebol

Matheus já é português e sonha com a seleção

SC Braga

em

Foto: DR / Arquivo

O guarda-redes do SC Braga, Matheus, nascido no Brasil, já é cidadão português e revelou hoje que alimenta agora o sonho de ser chamado à seleção nacional de futebol.

O processo de naturalização do gurarda-redes, que cumpriu no domingo 28 anos e está em Portugal há seis, foi aceite na semana passada.

“É uma alegria imensa. Já me sentia português, mas não tinha documentos. Todos os jogadores têm o sonho de chegar à seleção e agora tenho o privilégio de poder sonhar em chegar à seleção do meu país. Mas não penso nisso no imediato, agora quero desfrutar dos meus direitos, deveres e privilégios como cidadão português”, disse o guarda-redes, em videoconferência à comunicação social.

Da quarentena forçada pelo novo coronavírus encontra o “lado bom” de estar mais tempo com a família, algo difícil para um futebolista profissional, tendo eleito a presente temporada como a sua melhor até agora ao serviço dos bracarenses, depois da fase difícil da rutura do ligamento cruzado anterior do joelho direito que o afastou durante quase toda a época passada.

“Muitas vezes, pensei em desistir, acordei a chorar e triste, mas com a ajuda dos meus colegas e da minha família recuperei. Tem sido uma época muito boa, a melhor no SC Braga até agora, conquistámos uma Taça da Liga, é um título e fica na história”, lembrou.

A rotação dos guarda-redes implementada pelo anterior treinador Ricardo Sá Pinto não foi esquecida.

“Não foi fácil, mas nós os três [Matheus, Eduardo e Tiago Sá] conversávamos sempre, sobretudo o Eduardo, que é o mais experiente, dizia-nos que tínhamos que estar preparados porque nunca sabíamos quem ia jogar. Foi difícil, mas foi uma opção do treinador, vivi uma experiência diferente e acabou por ser uma aprendizagem”, disse.

O jogador, natural de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, no Brasil, mostrou ainda preocupação com as declarações públicas do presidente brasileiro Jair Bolsonaro em relação à covid-19, desvalorizando a pandemia.

“Preocupa-me [ouvir essas declarações], não só como brasileiro, mas como se tivesse outra nacionalidade porque o que está em jogo é a vida do ser humano, acho que isso é preocupante. As pessoas que estão na linha da frente, que sabem que isto é grave, dão orientações para nos cuidarmos, evitarmos sair e lavar bem as mãos e, se cada um tiver essa consciência, pode ser um presidente ou qualquer outro a falar, mas a população vai ter consciência de quem tem que ficar em casa e ajudar para isso não piorar”, afirmou.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infetou mais de 727 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 35 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 142.300 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, registaram-se 140 mortes e 6.408 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Ricardo Horta futebolista do ano do SC Braga

Gala Legião de Ouro

em

Foto: Divulgação / SC Braga

O internacional português Ricardo Horta venceu hoje o prémio de futebolista do ano do SC Braga, na Gala Legião Ouro, que decorre no Theatro Circo (e que está a ser transmitida, em direto, na SportTV1 e no Facebook).

O jogador agradeceu aos colegas de equipa “porque o futebol é um desporto coletivo e nada se ganha sozinho” e admitiu “acalentar o sonho” de voltar a ser chamado à seleção nacional

Já a pensar no próximo jogo, Ricardo Horta garantiu uma equipa para tentar ganhar no Estádio da Luz, sábado, na 21.ª jornada da I Liga.

“Chegamos bem a esse jogo, este empate com o Gil Vicente (2-2) foi apenas um deslize. Tínhamos o jogo controlado na primeira parte, mas depois tivemos a expulsão do Bruno [Viana] que complicou um bocado, mas a equipa vai limpar este jogo e vamos chegar à Luz com uma boa motivação”, afirmou à entrada para a cerimónia.

Ricardo Horta, de 25 anos, disse que esse jogo “é importante como todos os que vêm aí”.

“Entrámos em todos os jogos para ganhar e o jogo na Luz é mais um para ganhar. O histórico desfavorável? Acho que não tem influência, acho que vai ser um bom jogo entre duas grandes equipas. A derrota do Benfica no Dragão pode reacender o campeonato e certamente vai ser um jogo difícil para nós, mas também para eles”, afirmou.

Já António Salvador realçou a reunião da família ‘arsenalista’ e considerou que o clube que lidera desde 2003 tem “dado passos firmes no crescimento, não apenas nos resultados, mas na base social que é muito importante”, assim como “para envolver a cidade e as estruturas civis com o clube”.

“Temos encurtado distâncias para os três crónicos do futebol português. É bom para Portugal aparecerem clubes que encurtem essa distância para os dois crónicos, em teoria três crónicos grandes do futebol português”, disse.

Sobre a venda de Trincão para o FC Barcelona disse que a aposta na formação “é o caminho, não há dúvida nenhuma que o crescimento do SC Braga passa por aí”.

“Temos feito um investimento muito grande em infraestruturas para que a formação possa criar talento e está à vista de toda a gente. Vamos continuar a investir para que a esse nível sejamos dos melhores clubes em Portugal com essas condições”, referiu.

Questionado sobre se Rúben Amorim é uma aposta ganha, afirmou que “tem sido um trabalho bem feito”.

“Estamos numa boa fase, mas é como o Rúben Amorim já disse, qualquer dia vamos passar por uma fase menos boa e temos de estar preparados para tudo”, disse.

Continuar a ler

SC Braga

Braga perto de garantir a contratação mais cara da história do clube

Abel Ruiz, de 20 anos

em

Foto: DR

O SC Braga está perto de garantir a contratação de Abel Ruiz, internacional jovem do Barcelona, segundo avança o jornal catalão Sport. O negócio contempla um empréstimo com cláusula de compra obrigatória, e os blaugranas ainda ficam com opção de recompra.

Ainda de acordo com o jornal, o avançado viaja esta quarta-feira para Braga, para realizar os exames médicos obrigatórios e assinar contrato até 2025.

Caso o negócio se concretize por 10 milhões de euros, Abel Ruiz passará a ser o jogador mais caro da história do SC Braga.

Abel Ruiz, de 20 anos e internacional por Espanha em vários escalões, fez a maior parte da formação do Barcelona e estreou-se na equipa principal na última época. Esta temporada, leva 19 jogos e três golos pela equipa B.

Continuar a ler

Populares