Seguir o O MINHO

Braga

Saiu da cadeia há três meses e já foi apanhado novamente a roubar em Braga

Crime

em

Foto: GNR

Um homem de 47 anos foi constituído arguido por furtos numa unidade industrial e em veículos, em Braga, três meses depois de sair da cadeia pelo mesmo tipo de crime, anunciou hoje a GNR.


A detenção ocorreu no passado sábado, após “denúncia a informar que estaria um indivíduo com um comportamento suspeito a rondar os pavilhões no Parque Industrial da freguesia de Sequeira”.

Os militares da GNR intercetaram o indivíduo e, no seguimento das diligências policiais, refere o comunicado, “foi possível recolher indícios de que o indivíduo teria realizado um furto qualificado em estabelecimento comercial e dois furtos em interior de veículo, de onde subtraiu um cofre e vários documentos empresariais, entretanto recuperados”.

A GNR recuperou também um veículo furtado no dia 25 de junho, da União de Freguesias de Crespos e Pousada, em Braga, que o suspeito utilizava para se deslocar, e foram apreendidas várias ferramentas utilizadas para a prática dos crimes.

O suspeito foi libertado em abril do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, onde se encontrava a cumprir pena de prisão efetiva por furtos.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Braga.

Anúncio

Braga

UMinho desenvolve tratamento para o mais agressivo cancro da mama

Investigação

em

Foto: DR

A Universidade do Minho (UMinho) está a desenvolver um projeto de investigação para encontrar tratamento para um dos mais agressivos subtipos de cancro da mama, o triplo negativo, anunciou hoje aquela academia.

Em comunicado, a UMinho refere que está em desenvolvimento uma opção terapêutica constituída por cromenos sintéticos, uma família de compostos abundantes na natureza, que têm mostrado eficácia no combate à doença.

“Os cromenos naturais existem em todo o lado – raízes, vegetais, frutas, entre outros – e os nossos derivados demonstraram ter propriedades anticancerígenas potentes e seletivas, especialmente quando aplicados em células de cancro da mama triplo negativo, assim como em outros tipos de tumores”, explica Marta Costa, investigadora responsável pelo projeto e especialista em Química Medicinal.

Citada no comunicado, Marta Costa acrescenta os cromenos não revelaram toxicidade em nenhum dos testes já realizados, ou seja, atacam apenas as células cancerígenas, deixando incólumes as saudáveis.

“Foi surpreendente, porque os nossos cromenos não revelaram toxicidade em nenhum dos testes e mostraram eficácia em vários modelos animais, reduzindo consideravelmente o tamanho do tumor. Além disso, não foi detetada qualquer reação adversa”, sublinha.

Para Marta Costa, este tratamento é “uma esperança” para quem tem cancro da mama triplo negativo, uma vez que, até à data, “não existe uma terapêutica específica, nem eficaz”.

Segundo a investigadora, a quimioterapia “não tem bons resultados, porque, apesar de numa primeira fase poder ter alguns efeitos positivos, a taxa de reincidência do tumor é muito elevada e, muitas vezes, reaparece de uma forma mais severa, associada a uma alta taxa de mortalidade”.

A propriedade intelectual deste projeto está já protegida por patente internacional.

A investigação recebeu, recentemente, financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional para a Patente Internacional, também apoiada pela Associação Ciência, Inovação e Saúde (B.ACIS).

Está a ser desenvolvida pelo Instituto das Ciências da Vida e da Saúde (ICVS) da Escola de Medicina da UMinho.

O cancro da mama triplo negativo é o subtipo mais agressivo, representando 15% a 20% de todos os tumores malignos da mama.

Este subtipo de cancro da mama não responde a terapias mais específicas, sendo a única opção a quimioterapia clássica, “com resultados muito limitados”.

Continuar a ler

Braga

Carro de emigrante roubado no Gerês recuperado em Famalicão

GNR

em

Foto: DR

A GNR recuperou um carro que tinha sido roubado, na tarde da passada sexta-feira, enquanto a proprietária, emigrante, estava a desfrutar das férias, no rio Caldo, no Gerês, Terras de Bouro.

O Mercedes Class A com matrícula luxemburguesa foi localizado, pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Braga, numa garagem em Brufe, Famalicão.

“No âmbito de uma denúncia de um furto de veículo no Gerês no dia 7 de agosto, avaliado em 40 mil euros, os militares da Guarda encetaram diligências policiais que permitiram encontrar o veículo estacionado numa garagem na localidade de Brufe”, explica a GNR, em comunicado.

Durante a ação, foi constituído arguido um homem de 37 anos por recetação de veículo furtado.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Braga e o veículo devolvido à proprietária.

Continuar a ler

Braga

Há 15 casos ativos de covid-19 no concelho de Braga

Pandemia

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O concelho de Braga registava, até ao final da tarde desta segunda-feira, 1.425 casos acumulados de infetados com covid-19 desde o início da pandemia, mais seis do que na passada quarta-feira, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Destes, 1.336 estão recuperados, ou seja, mais onze desde o último balanço feito pelo nosso jornal. Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

Existem, atualmente, 15 casos ativos de covid-19 em todo o concelho de Braga.

Estes dados são apurados por O MINHO junto de fonte local do setor da saúde e não coincidem com os divulgados pela Direção-Geral de Saúde (DGS), no qual o concelho de Braga regista 1.280 acumulados.

Covid-19: Mais 3 mortos, 157 infetados e 89 recuperados no país

Portugal regista hoje mais 3 mortes e 157 novos casos de infeção por covid-19, em relação a domingo, segundo o boletim diário da DGS.

De acordo com o boletim, desde o início da pandemia até hoje registam-se 52.825 casos de infeção confirmados e 1.759 mortes.

Há 38.600 casos recuperados, mais 89.

Continuar a ler

Populares