Seguir o O MINHO

Braga

S. Silvestre de Braga assume-se como evento solidário

em

O Município de Braga e o Regimento de Cavalaria N.6 (RC6) entregaram, esta quarta-feira, à Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, os bens alimentares angariados no âmbito da 38.ª Corrida de S. Silvestre de Braga e da 2.ª Caminhada do Pai Natal, eventos realizados no passado mês de dezembro.

A entrega dos alimentos teve lugar no RC6 e contou com a presença de Sameiro Araújo, vereadora do Desporto, António Manuel Varregoso, comandante do RC6, e de Armando Osório, presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha.

Durante a cerimónia, Sameiro Araújo lembrou que, a par da vertente competitiva e de lazer, a Corrida de S. Silvestre de Braga assume-se também como um evento de cariz solidário.

“A Cruz Vermelha tem sido, nos últimos três anos, a instituição a beneficiar deste gesto que os ajuda a cumprir a sua missão em prol dos cidadãos mais desfavorecidos”, afirmou Sameiro Araújo, referindo que esta vertente solidária deve ser reforçada.

A vereadora do Desporto sublinhou a grandeza da Corrida de S. Silvestre, garantindo que a próxima edição terá um novo formato. Sameiro Araújo aproveitou ainda para destacar a participação de um “grande contingente do RC6”, instituição que tem sido um parceiro fundamental na organização da prova.

Já comandante do RC6, António Manuel Varregoso, adiantou que os bens alimentares entregues à Cruz Vermelha materializam a forma de estar e pensar do RC6 perante a sociedade bracarense.

O presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha, Armando Osório, agradeceu o contributo do Município e do RC6, referindo que os alimentos serão utilizados na confeção das refeições sociais e nos cabazes que são entregues às famílias/pessoas carenciadas.

Populares