Seguir o O MINHO

Notícia 1 Abril

[NOTÍCIA DE 1 DE ABRIL] Ryanair vai construir aeroporto próprio em Braga para hub de ligação às Américas

Notícia O MINHO

em

Foto: Divulgação / Ilustrativa

EDITADO 02/04/2021: O texto abaixo não descreve “factos verdadeiros”. Trata-se da notícia de 1 de abril de 2021.

Melhor Destino Europeu, mão de obra qualificada, comunidade brasileira e proximidade à língua espanhola. Estes quatro fatores, aos quais se junta a posição geoestratégica entre Europa e América, foram decisivos. A companhia aérea Ryanair, com sede na Irlanda, escolheu Braga para construir um novo aeroporto próprio, que irá servir de entreposto de todos os voos de ligação entre a Europa e as Américas (América do Norte, América Central e América Latina).

A decisão foi tomada na última sexta-feira e comunicada à autarquia no sábado, razão que levou o presidente da Câmara de Braga a deslocar-se a Lisboa, logo na segunda-feira, para dar a notícia, pessoalmente, ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Imagem: Instagram

O contrato, que só deverá ser anunciado publicamente depois da Páscoa, foi hoje assinado numa unidade hoteleira em Baiona, na Galiza, e conta com o envolvimento do Eixo Atlântico, que engloba cidades do Noroeste Peninsular.

Nas redes sociais, sem poder levantar ainda o véu, devido às exigências legais de confidencialidade, Ricardo Rio já deixou uma pista, de forma indireta, para o que aí vem – e que O MINHO apurou “quase por casualidade”.

Imagem: Instagram

“O limite”, escreveu o autarca, numa legenda a uma imagem do céu [local onde voam os aviões].

O MINHO procurou saber o custo e o impacto do projeto na cidade, na região e no país mas, até ao momento, ainda não conseguiu.

Braga com ligação a toda a Europa

Se o o impacto económico esperado é brutal, o projeto apresenta-se ainda mais incrível para a região e para o país por, ao tratar-se de um hub (entreposto comercial/ponto central), estar prevista a ligação entre todas as cidades onde a Ryanair opera na Europa e Braga, assim como com os principais aeroportos de Canadá, Estados Unidos, Brasil, Argentina, Perú, Venezuela, Colômbia, México, Cuba, República Dominicana, Chile, Jamaica, entre outros.

Dessa forma, só na Europa, o acesso de e para a capital do Minho ocorrerá entre os mais de 200 destinos onde a companhia de viagens de baixo custo (lowcost) opera, conforme apresentado no mapa abaixo.

Imagem: Divulgação

Estádio Municipal poderá entrar no negócio

O aeroporto a construir, segundo O MINHO veio também a saber, poderá ter como edifício central (partidas e chegadas) o Estádio Municipal de Braga. A possibilidade da compra do imóvel, que a autarquia, por diversas vezes, se tem mostrado interessada em vender, está a ser analisada e apenas depende de pareceres técnicos.

Foto: DR / Arquivo

O estudo de viabilidade do aproveitamento do espaço onde joga o SC Braga está a ser feito pela Hensa Phelps, empresa norte-americana que conta no seu portfólio com mais de 9,2 mil milhões de euros em projetos de construção de aerportos.

É esperado que o novo aeroporto, que deverá começar a operar em 2024, venha a receber, até 2039, mais de 1.500 voos diários.

Um pormenor ‘curioso’

Um pormenor curioso, contado a O MINHO por uma fonte próxima do processo, dá nota que a enfermeira pessoal da família Ryan, à que pertencem dois dos fundadores da companhia de aviação comercial, é uma profissional de saúde natural de Amares, no distrito de Braga, que emigrou para a Irlanda em 2012, no tempo do Governo de Passos Coelho (PSD/CDS).

Ryanair

Foto: Divulgação / Arquivo

A Ryanair foi fundada em 1984 por Tony Ryan, Chrisopher Ryan e Liam Lonergan. Tem base em Dublin, na República da Irlanda, mas opera, na Europa, principalmente desde Inglaterra.

Tem uma frota com mais de 500 aeronaves.

Populares