Rua em Guimarães cortada desde fevereiro

Em Vila Nova de Sande

A rua de Camões, em Vila Nova de Sande, Guimarães, está cortada ao trânsito desde fevereiro, altura em que a queda de um muro levou ao abatimento do piso da rua.

A queda do muro levou ao abatimento da rua que teve de ser fechada ao trânsito. Segundo informação dada pelo presidente da Junta de Freguesia, Bruno Falcão, em fevereiro de 2020, a situação já tinha sido referenciada à Câmara, em 2019.

“Na altura, quando o muro começou a ceder, informamos a Câmara. Nessa altura os técnicos da Câmara entenderam que não havia risco”, afirmou na altura o presidente da Junta.

Na mesma altura, Bruno Falcão informava que os técnicos da proteção civil já estavam no local a fazer as reparações necessárias para a reabertura da via e que a queda do muro se tinha ficado a dever à chuva intensa que caia por aqueles dias.

Foto: Rui Dias / O MINHO 

O certo é que, passados quase seis meses sobre o encerramento da rua, a via permanece fechada, causando grande transtorno aos moradores. “Se fosse na cidade já tinham resolvido isto, é uma vergonha o que se passa aqui. De um lado a rua está fechada e não fazem nada, do outro é sentido proibido. Vejam bem a nossa vida”, reclama uma moradora.

O muro que caiu, provocando o corte da rua, é a extrema de uma propriedade abandonada, alvo de muitas queixas por parte dos moradores. No terreno, o mato acumula-se e os moradores queixam-se de ratos e de cobras.

O presidente da Junta reconhece o problema e afirma que já foram feitas várias tentativas, sem resultados, para notificar os proprietários da obrigatoriedade de limpar o terreno.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Canoísta Sérgio Maciel, de Viana, campeão da Europa em maratonas

Próximo Artigo

Candidato que ofereceu azeite e chouriço em 2017 volta a concorrer em Braga

Artigos Relacionados
x