Seguir o O MINHO

Braga

Roubou dois catalisadores e gasóleo em Braga. Já está preso por outros crimes

Vai ser julgado por dois crimes de furto qualificado

em

Foto: Ilustrativa / DR

Furtou dois catalisadores em São Vítor e tentou fazer o mesmo ao gasóleo de uma máquina de um estaleiro em Palmeira, no concelho de Braga. Joaquim Sousa Faria, 53 anos, de Vizela, mas a residir em Gualtar, Braga, vai ser julgado por dois crimes de furto qualificado, um deles na forma tentada. E já está preso por ter sido condenado quatro vezes por crimes semelhantes.

A acusação do Ministério Público diz que em janeiro de 2020, pela uma da madrugada, Joaquim foi a Palmeira, ao estaleiro da Firma Agostinho da Cunha Ribeiro & Filhos, Lda, que se encontra vedado em toda a sua extensão. Levava três bidões. Abriu um buraco, entrou e dirigiu-se a uma máquina de grande porte, uma Komatsu, estroncando o tampão do gasóleo e extraindo os filtros. Retirou, então, 80 litros de combustível, que valiam 104 euros, já que, à data, o litro de gasóleo ainda custava 1,3 euros. Só que uma patrulha da GNR chegou ao local, o que o obrigou a fugir na direção da Escola EB 2/3 da freguesia, abandonado os bidões. A Guarda apanhou-o a cem metros do crime.

Em junho, pelas 07:48, na Rua José António Cruz, em São Vítor, aproximou-se de um Volkswagen Polo, ali estacionado. Com um ‘macaco’ que levava na mochila ergueu o carro, do lado do condutor e meteu-se debaixo, tendo serrado o tubo de escape e retirado o catalisador. A dona do carro gastou 351 euros para meter outro.

Uns dias depois, pelas 04:25, na Rua Padre António Vieira, da mesma freguesia, repetiu os procedimentos para furtar o catalisador de um veículo da mesma marca e modelo, causando um prejuízo de 400 euros.

O homem, que se encontra preso em Santa Cruz do Bispo, já cumpre pena de oito anos e dois meses, por outros quatro crimes.

Populares