Seguir o O MINHO

Ave

Riopele tem mais de 1.000 trabalhadores e investiu 35 milhões em dez anos

120 trabalham na área da Inovação

em

Foto: DR

A empresa do ramo têxtil Riopele, de Pousada de Saramagos, em Famalicão, investiu desde 2012 cerca de 35 milhões de euros nas áreas da tecnologia de ponta – em especial na automação e eficiência dos equipamentos, na criação de uma plataforma digital, na monitorização do chão de fábrica e na implementação de um sistema de visão artificial nos teares – e na otimização de processos e reforço de competências internas.

Em nota a propósito – citada pelo jornal T, órgão da Associação Portuguesa do Têxtil e do Vestuário – a empresa adianta que os investimentos no domínio da sustentabilidade (eficiência energética, poupança de água, combate ao desperdício, etc.) foram também frequentes ao longo dos últimos 10 anos: “a aposta da empresa no domínio da sustentabilidade é antiga e as metas ambiciosas: 80% dos produtos da Riopele terão uma base sustentável até 2025”.

Produção local, eficiência energética, redução do consumo da água, combate ao desperdício não são uma moda: “na Riopele, a sustentabilidade não é uma tendência, mas a nossa forma de estar desde o primeiro dia”.

120 pessoas na área de Inovação

Neste contexto, – acrescenta a fábrica – “a área de I&D é critica para a Riopele. Por esse motivo, este é um dos departamentos mais relevantes. Atualmente, 120 profissionais apostam, todos os dias, no desenvolvimento de soluções inovadoras, para os mais exigentes clientes à escala internacional”.

Só deste modo – sublinha – foi possível chegar ao patamar em que a empresa se encontra: “a Riopele exporta mais de 95% da sua produção para todo o mundo. Consolidar a posição nos mais exigentes mercados europeus e aprofundar a presença em mercados de grande potencial como os Estados Unidos, Canadá ou Japão, é uma aposta para a próxima década”. A empresa tem atualmente mais de 750 clientes ativos em mais de 30 mercados.

Mil trabalhadores

A Riopele, emprega mais de 1000 pessoas. Na última década, o número de colaboradores aumentou 23% e perto de 45% das mulheres assumem cargos de liderança.

EM FOCO

Populares