Seguir o O MINHO

Desporto

Rio2016. Emanuel e João Ribeiro acreditam em grande dia em final com oito favoritos

em

Os canoístas Emanuel Silva e João Ribeiro disseram, esta quarta-feira, que podem subir ao pódio na final de K2 1000 dos Jogos Olímpicos Rio2016, numa regata em que as oito embarcações são favoritas.


“Todos os que estão na regata das medalhas são candidatos, nós somos candidatos, os outros sete são candidatos. Por isso, só temos de acreditar bem-dispostos, ter as energias de todos os portugueses connosco. Os portugueses nunca podem duvidar ou pôr em causa o nosso esforço”, disse Emanuel Silva, pouco depois da dupla lusa ter vencido a sua meia-final, com um tempo de 3.18,099 minutos.

Garantindo que vão dar o seu melhor, Emanuel Silva, medalhado de prata em Londres2012 na mesma prova, então ao lado de Fernando Pimenta, espera “uma final muito bonita de se ver, porque vêm oito barcos com muita vontade” de ganhar e o português é um deles.

“Vamos acreditar do início ao fim e vamos fazer tudo para que os portugueses gostem de fazer canoagem e vibrem com a regata olímpica”, afirmou.

Para João Ribeiro, que se estreia em Jogos Olímpicos, nesta final “está tudo muito nivelado e, às vezes, os principais candidatos, como aconteceu no K1, nem sempre ganham”, numa prova em que Fernando Pimenta, campeão europeu, foi quinto classificado.

“Não somos candidatos, somos mais um barco na final que quer ganhar uma medalha. Os alemães são campeões do mundo, há outros barcos que também já estiveram em finais, que são mais favoritos ainda, mas nós vamos lá e para os vencer”, referiu.

De acordo com Emanuel Silva vencer a meia-final “foi estratégia”, depois de terem poupado “um pouco as energias nas eliminatórias”, garantindo que “o resultado está à vista, uma final olímpica”.

“[Vitória na meia-final] É para dizer que nós também contamos, que também estamos lá para ganhar as medalhas, ninguém vai para as finais para ser quarto, quinto ou sexto, todos vão para lutar por uma medalha. É isso que nós queremos, sempre pensámos nisso desde o primeiro momento em que chegámos cá e é isso que vamos tentar”, afirmou João Ribeiro.

Nos seus primeiros Jogos, João Ribeiro diz que tem “cem por cento de finais para já” e que “o barco está a andar”.

“Agora é descansar bem, como temos feito nestes dias, e estar descontraídos, porque amanhã [quinta-feira] vai ser um grande dia”, referiu.

Numa competição em que apenas entraram 12 embarcações de “alto nível”, Emanuel Silva disse que vencer a meia-final não foi fácil, mas que controlaram a regata e “o controlar é acreditar”: “Acreditámos que era possível, saímos bem, acreditámos desde a largada, acreditámos do princípio ao fim, viemos a controlar”.

“Ganhámos, não é surpresa, sabíamos que era possível e quando sabemos que é possível só temos de acreditar que vamos conseguir e é o que acontece com esta dupla. A minha experiência, com a vontade do João está a resultar. Isto aqui não é pressão para ele, nem é pressão para mim, porque nós gostamos de pagaiadas, gostamos de pôr o barco a deslizar o mais depressa possível, estamos em sintonia”, afirmou.

Emanuel Silva garantiu ainda que a dupla “é perfeita”, dizendo que se dão muito bem, que saem “para ir comer gelados e coisa do género”, além de partilharem o quarto no Rio de Janeiro, por isso, tem de existir “um K2 de sucesso”.

“Só temos de acreditar um no outro. Ele acredita em mim e eu nele e o barco voa”, afirmou.

Sobre as condições na Lagoa Rodrigo Freitas, depois de na véspera Fernando Pimenta ter dito que tinha ficado com folhas presas no caiaque na final de K1 1000, Emanuel Silva diz que não o preocupam.

“Nunca me preocuparam os mosquitos, nunca me preocuparam as algas, nunca me preocuparam as ondas ou o vento. O que me preocupa é como me vou sentir amanhã [quinta.-feira]. Eu, sendo otimista, tenho é de estar preocupado comigo. As condições climatéricas são iguais para todos e isso só vai ser um motivo para eu me desgastar psicologicamente e emocionalmente e não preciso disso, porque já tenho os outros adversários para me desgastar”, afirmou.

Emanuel Silva agradeceu ainda a energia que sentiu vir da bancada, com os aplausos dos brasileiros, que lhe dão “mais vontade de carregar na pagaia”.

A embarcação lusa vai tentar a segunda medalha olímpica consecutiva em K2 1000 na quinta-feira, a partir das 9h08 (13h08 em Portugal continental).

logo Facebook Fique a par das Notícias dos Jogos Olímpicos. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Futebol

Extremo Bilel deixa Moreirense antes do campeonato terminar

Mercado

em

Foto: DR / Arquivo

O extremo Bilel deixou o Moreirense após terminar contrato, num momento em que faltam disputar três jornadas da I Liga portuguesa de futebol, informou hoje o clube minhoto, ao partilhar uma mensagem escrita pelo jogador francês.

“Despeço-me de um clube que acreditou em mim e que me abriu as portas da I Liga. Foram três anos de aprendizagens e de grandes experiências. Agradeço ao Moreirense por tudo o que me proporcionou, a todos os meus companheiros, ao ‘staff’ e aos adeptos do clube, que me fizeram sentir em casa”, refere a mensagem escrita pelo futebolista, de 26 anos, partilhada na página oficial do Moreirense na rede social Facebook.

O contrato de Bilel com o emblema da vila de Moreira de Cónegos terminou em 30 de junho de 2020, após três épocas em que realizou 84 jogos com a camisola ‘axadrezada’, 32 dos quais na presente temporada, e marcou seis golos, um deles na I Liga de 2019/20, no triunfo caseiro sobre o Gil Vicente (3-0).

O ala escreveu ainda que o “caminho” vai continuar “noutro sentido”, embora sem esclarecer qual o clube que vai representar na temporada 2020/21.

Formado no Saint-Étienne, de França, Bilel representou outras duas equipas em Portugal: o Sporting da Covilhã, da II Liga, tendo apontado 14 golos em 71 jogos entre as temporadas 2014/15 e 2017/18, e o Sporting B, também do segundo escalão, na época 2016/17, com cinco tentos marcados em 38 desafios.

Continuar a ler

I Liga

Santa Clara vence Desportivo das Aves

I Liga

em

Foto: Twitter / I Liga

O Santa Clara, comodamente instalado no nono lugar, recebeu e venceu hoje na Cidade do Futebol o já despromovido Desportivo das Aves por 3-0, em jogo da 32.ª jornada da I Liga de futebol.

Os açorianos, que asseguraram há várias jornadas a manutenção na prova, chegaram ao intervalo a vencer já por 2-0, com golos de Zé Manuel, aos 21 minutos, e de Crysan, aos 28, tendo Carlos Júnior, aos 74, fechado a contagem.

Com este triunfo, o Santa Clara sobe ao nno lugar com 41 pontos, enquanto os avenses são últimos destcadados, com apenas 17 pontos.

Continuar a ler

I Liga

Luís Filipe Vieira e SAD do Benfica arguidos em processo de fraude fiscal

Operação ‘saco azul’

em

Luís Filipe Vieira. Foto: Twitter / SL Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou hoje à Lusa fonte oficial dos ‘encarnados’.

Contactada pela Lusa, fonte oficial dos ‘encarnados’ confirmou que a SAD do Benfica é um dos dois arguidos coletivos cuja constituição foi revelada hoje pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e que Luís Filipe Vieira é o único arguido individual, por presidir à sociedade.

A mesma fonte disse que os advogados dos ‘encarnados’ apresentaram um requerimento, a fim de saberem se o processo está em segredo de justiça, ressalvando que em causa está um processo de crime fiscal, que nada tem a ver com questões desportivas ou ‘sacos azuis’.

Já hoje, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu a negociação de ações da Benfica SAD, por aguardar divulgação de informação relevante ao mercado.

CMVM suspende negociações de ações da Benfica SAD

O inquérito é dirigido pelo Ministério Público (MP) do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) e investiga factos suscetíveis de integrarem crime de fraude fiscal, segundo a PGR.

A investigação da Autoridade Tributária (AT) remonta a 2018, quando foram feitas buscas às instalações ‘encarnadas’, por suspeitas da emissão de faturas de serviços fictícios de uma empresa informática, que o Benfica pagou.

O jornal A Bola noticia hoje que Luís Filipe Vieira foi ouvido na segunda-feira, tendo sido constituído arguido, acrescentando que outros dirigentes ‘encarnados’ devem ser ouvidos nos próximos dias, casos do administrador executivo da SAD, Domingos Soares de Oliveira, e do diretor financeiro, Miguel Moreira.

Em causa estarão 1,8 milhões de euros que terão sido pagos pelas sociedades ‘encarnadas’, durante seis meses, para pagar serviços que não foram prestados.

Fonte oficial do Benfica já tinha confirmado à Lusa que Luís Filipe Vieira tinha sido ouvido na segunda-feira, acrescentando tratar-se de uma questão relacionada com o pagamento de IVA e IRC.

Continuar a ler

Populares