Seguir o O MINHO

Região

Ricardo Rio vai querer perceber o que se passou no caso de menor sugado em lago artificial em Braga

em

“Vamos apurar o que se passou”, afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, em reação ao caso de um menor, de 14 anos, que foi sugado num lago artificial instalado na freguesia de Oliveira São Pedro, concelho de Braga, na passada quinta-feira no Parque de lazer do Moinho.

O presidente da Câmara confirma que teve conhecimento do caso pela imprensa, mas adiantou que o local, um espaço fruto do orçamento participativo camarário, “é da responsabilidade da junta”.

“Mesmo assim vamos averiguar este incidente. A segurança deste tipo de espaços é fundamental, mas temos que perceber o que falhou”, referiu Ricardo Rio, em declarações ao O MINHO.

Segundo foi possível apurar, o menor, emigrante, foi sugado pelo ralo de um lago artificial quando se procedia ao esvaziamento, tendo ficado com a cara colada.

“O funcionário avisou que o lago ia ser esvaziado”, referiu Augusto carvalho, presidente da Junta de Oliveira São Pedro. Mesmo assim os pais do menor apresentaram queixa na GNR.

O rapaz foi transportado para o Hospital de Braga.

Populares