Seguir o O MINHO

Braga

Revelados os 140 doces candidatos às 7 Maravilhas

Total de 907 candidaturas

em

Torta de Viana é um dos três candidatos de Viana do Castelo. Foto: Divulgação

O Painel de Especialistas votou pela segunda vez para identificar os 140 doces nomeados que avançam na eleição das 7 Maravilhas Doces de Portugal. Agora esta lista foi reduzida a sete doces por distrito e região autónoma, uma lista final de 140 doces que avançam para votação do público.


Viana do Castelo é o concelho do Minho com mais candidatos: Arroz Doce de Perre, Sidónio e Torta de Viana.

Este Painel de Especialistas é constituído por 140 personalidades, sete de cada distrito e regiões autónomas. Recorde-se que a organização recebeu 907 candidaturas, num envolvimento sem precedentes de todo o país.

“Se existisse uma pastelaria ou confeitaria em Portugal dedicada a confecionar a doçaria portuguesa mais representativa, de maior qualidade e com os sabores que fazem as nossas memórias ou que inovam com produtos da terra, seriam estes 140 doces que encontraríamos nas suas montras”, assegura Luis Segadães, presidente das 7 Maravilhas.

“Esta lista e esta eleição permitem valorizar e destacar não só a pastelaria nacional, como as profissões a ela associada. Por isso vamos inclusive desafiar os candidatos à profissão de pasteleiro a criar um doce, com sete camadas, os sete sabores mais representativos do nosso país, de forma a estimular a criatividade e o gosto dos jovens cozinheiros por esta área, cada vez mais criativa e desafiante em Portugal. Vai ser um concurso dentro do concurso, em parceria com o Turismo de Portugal, em que esta lista de 140 doces serve de inspiração aos jovens pasteleiros”, acrescenta.

Estes 140 doces vão ser votados pelo público em 20 programas de daytime, a emitir em direto pela RTP, nos meses de julho e agosto. De cada programa na RTP sai um pré-finalista que passa às semifinais.

Uma novidade desta edição é a existência de um Grande Júri, órgão de deliberação constituído por sete figuras do espaço mediático, que será responsável pela da repescagem de oito candidatos que se irão juntar aos 20 pré-finalistas apurados pelo público, resultando numa lista de 28 pré-finalistas.

Os 28 pré-finalistas são divididos por sorteio pelas duas semifinais, nos dias 24 e 31 de agosto, dois programas em direto na RTP1, transmitidos em horário nobre. Em cada semifinal são apurados os sete doces, aqueles que tenham mais votos contabilizados. Nesta fase os sete elementos do Grande Júri assumem grande preponderância, comentando e provando os Doces.

A Gala Finalíssima decorre a 07 de setembro de 2019 e será transmitida pela RTP1, em horário nobre. Dos 14 finalistas apurados vão ser eleitos sete doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal.

Os candidatos do Minho:
Distrito de Braga

Barcelos – Queijadinhas de Barcelos
Braga – Pudim Abade de Priscos
Esposende – Clarinhas
Guimarães – Tortas de Guimarães
Terras de Bouro – Beneditinos de S. Bento
Vieira do Minho – Barquilheres
Vizela – Bolinhol de Vizela

Distrito de Viana do Castelo
Arcos de Valdevez – Charutos dos Arcos
Monção – Roscas de Monção
Ponte da Barca – Bolo de Mel das Terras da Nóbrega
Ponte de Lima – Leite-Creme
Viana do Castelo – Arroz Doce de Perre
Viana do Castelo – Sidónio
Viana do Castelo – Torta de Viana

Outros candidatos:
Açores ALFENIM Praia da Vitória
Açores CAMAFEU Praia da Vitória
Açores DONA AMÉLIA Angra do Heroísmo
Açores ESPERANÇAS Ponta Delgada
Açores PUDIM CONDE DA PRAIA Angra do Heroísmo
Açores QUEIJADA DA GRACIOSA Santa Cruz da Graciosa
Açores QUEIJADAS DE VILA FRANCA DO CAMPO Vila Franca do Campo
Aveiro ALETRIA DO MUGASA Anadia
Aveiro BAIRRADINOS Anadia
Aveiro BARRIGAS DE FREIRA Arouca
Aveiro BOROA DE ABÓBORA Arouca
Aveiro OVOS MOLES DE AVEIRO Aveiro
Aveiro PÃO DE LÓ DE OVAR Ovar
Aveiro SOPA SECA COM FAVO E GELADO DE MEL Castelo de Paiva
Beja BOLO FOLHADO Alvito
Beja PÃO DE RALA Beja
Beja PORQUINHO DOCE Beja
Beja QUEIJADAS DE SERPA Serpa
Beja QUEIJINHOS DE HÓSTIA Beja
Beja SERICAIA Alvito
Beja TROUXAS DE OVOS DE BEJA Beja
Bragança AMÊNDOA COBERTA DE MONCORVO IGP Torre de Moncorvo
Bragança BOLA DOCE MIRANDESA Miranda do Douro
Bragança ECONÓMICOS Mirandela
Bragança MEL BIOLÓGICO DO PARQUE NATURAL DE MONTESINHO Bragança
Bragança PASTÉIS DE AMÊNDOA DE VIMIOSO Vimioso
Bragança PUDIM AZEITADO Mirandela
Bragança PUDIM DE CASTANHA Bragança
Castelo Branco CARTUCHOS DE AMÊNDOA DE CERNACHE DO BONJARDIM Sertã
Castelo Branco CAVACAS Covilhã
Castelo Branco COSCORÉIS Sertã
Castelo Branco FIDALGO DE CHEROVIA Covilhã
Castelo Branco FILHÓS Sertã
Castelo Branco FOLAR DE CEREJA DE OURO Fundão
Castelo Branco TIGELADA DE PROENÇA-A-NOVA Proença-a-Nova
Coimbra ARROZ DOCE DO BAIXO MONDEGO Montemor-o-Velho
Coimbra ARRUFADAS DE COIMBRA Coimbra
Coimbra BOLO DE ANÇÃ Cantanhede
Coimbra ESCARPIADA DE CONDEIXA Condeixa-a-Nova
Coimbra PASTÉIS DE SANTA CLARA Coimbra
Coimbra PASTEL DE TENTÚGAL Montemor-o-Velho
Coimbra PUDIM DAS CLARISSAS Coimbra
Évora BOLO DE MEL E NOZ À ANTIGA Estremoz
Évora BOLO REAL DE ALCÁÇOVAS Viana do Alentejo
Évora FILHÓS DE CABRELA Montemor-o-Novo
Évora LAMPREIA DE OVOS Viana do Alentejo
Évora PÃO DE RALA Estremoz
Évora QUEIJADAS DE REQUEIJÃO Viana do Alentejo
Évora SERICÁ Vila Viçosa
Faro BOLO DE TACHO Monchique
Faro DOCE FINO Portimão
Faro DOM RODRIGO DE LAGOS Lagos
Faro FOLAR DE OLHÃO Olhão
Faro FOLHADO DE LOULÉ Loulé
Faro MORGADO Portimão
Faro QUEIJO DE FIGO Portimão
Guarda BOLO NEGRO DE LORIGA Seia
Guarda CAVACAS DE PINHEL Pinhel
Guarda D. SANCHO Guarda
Guarda DOCES DE AMÊNDOA Vila Nova de Foz Côa
Guarda FLOR DE ESCALHÃO Figueira de Castelo Rodrigo
Guarda OURIÇO DA CASTANHA Seia
Guarda SARDINHA DOCE DE TRANCOSO Trancoso
Leiria AMIGOS DE PENICHE Peniche
Leiria BRISA DO LIZ Leiria
Leiria CAVACAS DA CALDAS Caldas da Rainha
Leiria CORNUCÓPIA DE ALCOBAÇA Alcobaça
Leiria ESSES PENICHE Peniche
Leiria PÃO-DE-LÓ DE ALFEIZERÃO Alcobaça
Leiria PASTÉIS DE MÓS Porto de Mós
Lisboa AREIAS DE CASCAIS Cascais
Lisboa FOFOS DE BELAS Sintra
Lisboa MARMELADA BRANCA DE ODIVELAS Odivelas
Lisboa NOZES DE CASCAIS Cascais
Lisboa PASTEL DE NATA Lisboa
Lisboa PUDIM DO ABADE Lisboa
Lisboa QUEIJADAS DE SINTRA Sintra
Madeira BOLO DE MEL DA MADEIRA Funchal
Madeira BROA MEL-DE-CANA Funchal
Madeira MALASSADAS Santa Cruz
Madeira MEL-DE-CANA BIOLÓGICO Funchal
Madeira MEL-DE-CANA CLÁSSICO Funchal
Madeira QUEIJADAS Ribeira Brava
Madeira REBUÇADOS DE FUNCHO Funchal
Portalegre AMEIXAS DE ELVAS Elvas
Portalegre BOLEIMA DE PORTALEGRE Portalegre
Portalegre FARTES DE PORTALEGRE Portalegre
Portalegre PASTEL DE CASTANHA Marvão
Portalegre QUEIJO DOURADO DE PORTALEGRE Portalegre
Portalegre REBUÇADOS DE OVO DE PORTALEGRE Portalegre
Portalegre SERICAIA Elvas
Porto BISCOITO DA TEIXEIRA Baião
Porto CAVACAS DE MARGARIDE Felgueiras
Porto JESUÍTA Santo Tirso
Porto LEITE CREME Lousada
Porto PÃO DE LÓ DE MARGARIDE Felgueiras
Porto SARRABULHO DOCE Lousada
Porto SOPA SECA DE VALONGO Valongo
Santarém ARREPIADOS Santarém
Santarém BOLO DE CABEÇA Torres Novas
Santarém BONS MARIDOS Ferreira do Zêzere
Santarém CELESTES DE SANTA CLARA Santarém
Santarém FATIAS DE TOMAR Tomar
Santarém PALHA DE ABRANTES Abrantes
Santarém PASTEL DE FEIJÃO DE TORRES NOVAS Torres Novas
Setúbal ARROZ DOCE COM LEITE DE OVELHA Palmela
Setúbal BOMBOM DE MOSCATEL Palmela
Setúbal ESSES DE AZEITÃO Setúbal
Setúbal PINHOADAS Alcácer do Sal
Setúbal PUDIM DE NOZES DO CONVENTO DE JESUS DE SETÚBAL Barreiro
Setúbal QUEIJADAS DO TORRÃO Alcácer do Sal
Setúbal TORTAS DE AZEITÃO Setúbal
Vila Real CAVACÓRIO Vila Real
Vila Real CRISTA DE GALO Vila Real
Vila Real GANCHA DE S. BRÁS Vila Real
Vila Real PITO DE SANTA LUZIA Vila Real
Vila Real QUEIJADAS DE MURÇA Murça
Vila Real REBUÇADOS DA RÉGUA Peso da Régua
Vila Real TOUCINHO DO CÉU Murça
Viseu CASTANHA DE OVOS Viseu
Vila Real CAVACÓRIO Vila Real
Vila Real CRISTA DE GALO Vila Real
Vila Real GANCHA DE S. BRÁS Vila Real
Vila Real PITO DE SANTA LUZIA Vila Real
Vila Real QUEIJADAS DE MURÇA Murça
Vila Real REBUÇADOS DA RÉGUA Peso da Régua
Vila Real TOUCINHO DO CÉU Murça
Viseu CASTANHA DE OVOS Viseu
Viseu CAVACAS DE RESENDE Resende
iseu CAVACAS DE VISEU Viseu
Viseu PÃO-DE-LÓ DE MILHO COM MOLHO DE LIMÃO São Pedro do Sul
Viseu PASTEL DE VOUZELA Vouzela
Viseu PINHA D'OURO Carregal do Sal
Viseu VIRIATO Viseu

Anúncio

Braga

Feira do Livro virtual de Braga regista cinco mil visitas

Cultura

em

Foto: Divulgação

A Feira do Livro de Braga, que arrancou virtualmente na sexta feira, dia 03, contou já com a visita de mais de cinco mil pessoas. A este número juntam-se ainda 500 pessoas que assistiram, nestes primeiros seis dias, às várias sessões do programa cultural promovido pelo Município e pelo mecenas do evento, o dstgroup.

Fonte da empresa municipal InvestBraga adiantou, hoje, que a programação cultural da 29.ª edição conta com várias “Conversas em streaming” com autores nacionais e estrangeiros, passatempos, ofertas de livros e também iniciativas da responsabilidade do patrocinador principal, há mais de 25 anos, o dstgroup, dirigido por José Teixeira.

Nesta edição digital, e para o mundo, é possível visitar entre livrarias, editoras e alfarrabistas, 20 expositores presentes na feira através de um Virtual Tour, e adquirir diversos os produtos a partir da plataforma de vendas online, Dott, que conta com mais de cinco mil livros.

A viagem virtual pela feira inicia-se numa «street view» das avenidas onde a feira tinha usualmente lugar e é nesse espaço que é possível entrar em cada um dos stands dos diferentes expositores para consultar os seus catálogos de livros. Nessa fase, os  visitantes são direcionados para a loja online da Feira, onde podem efetuar todo o processo de compra dos produtos escolhidos. A entrega das encomendas fica, por sua vez, a cargo dos CTT.

De referir que a Feira do Livro é uma organização do Município de Braga e da InvestBraga em estreita colaboração com a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, com a The Book Company | Booktailors, os CTT e a DOTT e com o mecenato da dst group.

A feira virtual está disponível desde o dia 3 e prolonga-se até ao dia 03 de setembro de 2020.

Continuar a ler

Braga

Advogados querem que brasileira detida na Cairense deixe de se apresentar na PSP

Provas de que se prostituía são “meras conjeturas”

em

Imagem via Google Maps

O Tribunal Central Administrativo do Norte rejeitou um recurso do SEF e confirmou a decisão do Administrativo de Braga de suspender a expulsão de uma cidadã brasileira, a qual não chegou a sair de Portugal, devido à interposição de uma providência cautelar.

A imigrante havia sido detida, em dezembro, com outras sete mulheres, numa operação policial na Residencial Cairense em Braga. Agora, o seu advogado de defesa, João Magalhães que representa, ainda, outra cidadã brasileira detida na mesma noite na Cairense, pediu à juíza que anule a obrigatoriedade de as duas se apresentarem semanalmente na PSP.

‘Rusga’ em ‘casa de alterne’ de Braga termina com identificação de 28 mulheres e 50 clientes

No requerimento, o jurista lembra que, e conforme o MINHO noticiou, o Administrativo de Braga já considerara, na sua sentença, não ter ficado provado que a mulher trabalhasse no alterne ou na prostituição já que foi encontrada a tomar café naquela unidade hoteleira.

O Tribunal do Norte, a segunda instância, confirmou esta versão e diz que o SEF a expulsou com base em “meras conjeturas, não demonstradas e apenas com provas indiciárias”.

Embora o advogado não o especifique, a verdade é que, se a medida de coação de apresentações semanais na Polícia não for revogada, as duas imigrantes terão de ali se deslocar ao longo de vários anos, já que, como é sabido e não se prevê que tenha alteração a breve prazo, um processo no Tribual Administrativo de Braga pode durar seis a dez anos a ser decidido, por falta de juízes e de salas.

“É inaceitável e inconcebível que o Estado Português e o Tribunal continue a tratar a aqui Requerente , como uma prostituta. Quando, na verdade, a mesma, tem uma Sentença do Tribunal Administrativo Fiscal de Braga e um Acórdão do Tribunal Central Administrativo do Norte, que prova, inegavelmente, que a mesma não se encontra em território português a prostituir-se. Encontrando-se sim, à procura de emprego, na tentativa de se estabilizar profissional e economicamente”, lê-se no requerimento.

Continuar a ler

Braga

Braga prevê investir 11 milhões na requalificação do parque escolar

Investimento público

em

Foto: DR

O município de Braga prevê investir, até ao final do próximo ano letivo, cerca de 11 milhões de euros em obras de requalificação do parque escolar concelhio, entre as quais seis “grandes intervenções de fundo”, disse hoje o presidente da câmara à Lusa.

Ricardo Rio adiantou que, naquelas seis escolas, serão investidos oito milhões de euros.

Hoje, foi publicado, em Diário da República, o concurso público para a requalificação da Escola Básica de Figueiredo, pelo preço-base de 1,4 milhões de euros. Os interessados têm 30 dias para apresentação de propostas, sendo o prazo de execução de um ano.

Entretanto, os alunos terão aulas em contentores. “São contentores com todas as condições”, acentuou Ricardo Rio.

Igualmente em concurso está a requalificação da Escola Básica de São Pedro de Este, pelo valor de 1,2 milhões de euros.

Para breve, está previsto o lançamento dos concursos para obras “igualmente de fundo” nas escolas de Nogueira, S. Vicente, Ponte Pedrinha e Bairro Económico.

Segundo Ricardo Rio, estão igualmente previstas intervenções de “menor monta” noutras escolas, que, no total, poderão ascender a perto de três milhões de euros. É o caso da escola de Sequeira, já em concurso público por 177 mil euros.

Continuar a ler

Populares