Seguir o O MINHO

Guimarães

Requalificação do edifício Jordão e Garagem Avenida em Guimarães arrancou hoje

11,5 milhões de investimento e um ano e meio de prazo de conclusão

em

Foto: CM Guimarães

As obras de requalificação do edifício Jordão e Garagem Avenida, em Guimarães, arrancaram hoje, com o objetivo de ali instalar a Escola de Música e Escola de Artes Performativas e Visuais, adiantou a autarquia vimaranense.

Em comunicado enviado hoje, a Câmara Municipal de Guimarães aponta que a obra representa um investimento de 11,5 milhões de euros e que o prazo de execução previsto é de um ano e meio.

“O edifício do Teatro Jordão está na memória dos vimaranenses e completará ainda a reabilitação de Couros, que queremos enquadrar no âmbito do Património Mundial da Humanidade, sendo um novo espaço do conhecimento”, refere no texto o presidente da autarquia, destacando a “preocupação em manter a memória do edificado”.

A autarquia explica que o projeto contempla um auditório de 400 lugares, a nova Escola de Música da Academia Valentim Moreira de Sá (Conservatório de Guimarães) e ainda espaços dedicados ao curso de Artes Performativas e Visuais da Universidade do Minho, conferindo uma “nova vida ao edifício com 80 anos”.

Domingos Bragança realça ainda que “o exterior do edifício será preservado e o seu interior será mantido até ao limite do que for possível, sem colocar em causa a sua função de escola de música, das artes performativas e das artes visuais, tendo sempre presente o enquadramento deste projeto nos fundos europeus”.

A obra, esclarece o texto, é apoiada por fundos da União Europeia (Fundo Europeu do Desenvolvimento Regional), ao abrigo do programa Norte 2020, no valor de 9,8 milhões de euros.

Anúncio

Guimarães

Inaugurado em Guimarães monumento aos ex-combatentes do Ultramar

Em Silvares

em

Foto: Divulgação

A freguesia de Silvares, em Guimarães, tem, a partir de sábado, um monumento de homenagem aos ex-combatentes do Ultramar.

Após a bênção do monumento, a cargo do padre Samuel Vilas Boas, houve lugar para as intervenções protocolares, com Ricardo Castro, presidente da Junta de Silvares, a referir ser esta “uma justa homenagem” aos filhos de Silvares que serviram no Ultramar.

Ricardo Castro recordou Albertino Nogueira e Manuel Salgado, ambos falecidos em Angola ao serviço das Forças Armadas Portuguesas.

Domingos Bragança, presidente da Câmara de Guimarães, vincou que “uma sociedade sem memória é uma sociedade com um futuro muito incerto”.

“A identidade faz-se da memória e sem ela não há história. E a nossa história também se faz dos nossos heróis”, disse.

Presentes estiveram ainda elementos da Associação de Paraquedistas de Guimarães e da Associação Portuguesa de Veteranos de Guerra.

Continuar a ler

Guimarães

É de Guimarães o novo líder do escutismo na Europa

O vimaranense Joaquim Freitas, do Corpo Nacional de Escutas, foi recentemente eleito por 40 organizações para o Comité Europeu da Organização Mundial do Movimento Escutista

em

Foto: Facebook de Joaquim Freitas

O vimaranense Joaquim Freitas, do Corpo Nacional de Escutas, foi recentemente eleito por 40 organizações para o Comité Europeu da Organização Mundial do Movimento Escutista.

Segundo um comunicado do Corpo Nacional de Escutas (CNE), Joaquim Freitas, eleito durante a 23.ª Conferência Europeia de Escuteiros, que decorreu no final de agosto, em Split, na Croácia, é o terceiro escuteiro português na história a assumir estas funções.

European Scout Conference. Foto: Divulgação

Joaquim Freitas, de 35 anos, atual chefe nacional adjunto do Corpo Nacional de Escutas (Escutismo Católico em Portugal), era um dos 10 candidatos de países como a Alemanha, França, Suíça, Irlanda, Reino Unido, Polónia, Suécia, Lituânia e Macedónia do Norte e foi o que obteve a maior votação entre todos sendo assim eleito para o triénio de 2019-2022.

O português vai integrar uma equipa que conta ainda com Julijana Daskalov (Macedónia do Norte), Matias Gerth (Suíça), Lars Kramm (Alemanha), Martin Persson (Suécia) e Elena Sinkeviciute (Lituânia).

Técnico da Agência Erasmus+, coordenador português da rede Europeia de informação aos jovens (Eurodesk), Joaquim Freitas foi também presidente da Assembleia-Geral do Conselho Nacional da Juventude.

“Servir o Movimento Escutista Mundial e a região europeia num tempo tão desafiante é também estar muito consciente do papel do escutismo na educação para a paz, na capacitação de jovens para a participação e para o envolvimento dos jovens nas suas comunidades e no seu futuro, oferendo um projeto educativo que lhes permite um espaço seguro de aprendizagem e felicidade, trabalhando para a construção de um mundo melhor”, refere Joaquim Freitas em declarações divulgadas pelo CNE.

Continuar a ler

Guimarães

Ganha 132 mil euros no Euromilhões em Guimarães

Chave vencedora foi a mesma que já deu um primeiro prémio no Reino Unido

em

Foto: DR

Um homem com cerca de 65 anos, de Guimarães, ganhou o segundo prémio do Euromilhões desta sexta-feira, arrecadando um total de 162.729,93 euros.

O boletim premiado foi registado no Quiosque Atouguia, em Guimarães, como explicou a O MINHO o proprietário, Manuel Lopes.

“O vencedor tem cerca de 65 anos e já é cliente neste espaço desde os anos 90”, conta o comerciante, explicando que a chave vencedora foi a mesma que já deu um primeiro prémio no Reino Unido.

“O senhor tinha-me dito, há coisa de um ano, que ia jogar sempre a mesma chave, uma que tinha dado primeiro prémio, e que havia de lhe sair alguma coisa”, conta Manuel Lopes. E a verdade é que saiu mesmo.

O proprietário conta que este foi o maior prémio que saiu naquele quiosque em “mais de 40 anos de negócio”.

Continuar a ler

Populares