Seguir o O MINHO

Futebol

Renan e Coates de regresso no Sporting para jogo contra o SC Braga

Taça da Liga

em

Foto: Coates - Twitter

Renan Ribeiro e Sebastián Coates regressaram, esta segunda-feira, ao lote de convocados do Sporting para o jogo das meias-finais da Taça da Liga de futebol com o SC Braga, enquanto Luciano Vietto continua de fora por lesão.


O guarda-redes brasileiro dos ‘leões’ esteve ausente cerca de dois meses devido a lesão, enquanto o central uruguaio não pôde defrontar o Benfica na sexta-feira por acumulação de cartões amarelos.

Principal ‘baixa’ para o jogo com os ‘encarnados’, por se ter lesionado frente ao Vitória de Setúbal, o argentino Luciano Vietto continua entregue aos serviços do departamento médico, razão pela qual se mantém fora da lista de convocados.

Quem voltou a não fazer parte das escolhas de Silas foi o espanhol Jesé Rodriguez, que já tinha sido preterido nos convocados para a partida com o Benfica, a contar para o campeonato.

O Sporting, detentor do troféu, defronta na quarta-feira o SC Braga, no Estádio Municipal de Braga, a partir das 19:45, em jogo da ‘Final Four’ da Taça da Liga.

Lista de convocados:

– Guarda-redes: Luís Maximiano, Renan Ribeiro e Diogo Sousa.

– Defesas: Ristovski, Sebastián Coates, Tiago lori, Luís Neto, Jérémy Mathieu e Christian Borja.

– Médios: Bruno Fernandes, Idrissa Doumbia, Marcos Acuña, Marcus Wendel, Eduardo Henrique e Rodrigo Battaglia.

– Avançados: Raphael Camacho, Luís Phelyppe, Pedro Mendes, Gonzalo Plata e Bolasie.

Anúncio

Futebol

29 clubes já abdicaram de competir no Campeonato de Portugal e nas distritais

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

Vinte e nove clubes já abdicaram de competir no Campeonato de Portugal (CdP) e nas divisões distritais seniores em 2020/21, indica um levantamento efetuado pela Lusa junto das 22 associações de futebol (AF) até sexta-feira.

Lisboa é o distrito com mais ausências, em virtude do desaparecimento de Belas, Desportivo Olivais e Moscavide – Parque das Nações e Pinheiro Loures do terceiro escalão regional, do qual também saiu o CD Estrela, que se fundiu em julho com o Club Sintra Football, permitindo a criação do Club Football Estrela da Amadora SAD.

O renovado emblema da Reboleira estreia-se no primeiro escalão não profissional, a par de Sporting B e Belenenses SAD B, e também filiou uma equipa secundária na III distrital, acompanhando os novatos ADCEO B, Arrudense, Atlético do Cacém, Loures B, Olivais Sul, Pêro Pinheiro, Ponte Frielas B, Real B, Respira O2, Sabugense e Tires B.

Já a AF Braga assistiu à ‘renúncia’ do Ribeira do Neiva na Divisão de Honra e à extinção da AD Oliveirense SAD no CdP, renomeada AD Oliveirense 1952 na I divisão distrital, em que deixará de competir o Bairro da Misericórdia, por oposição aos regressos de Cepanense, Fonte Boa, Pico de Regalados, São Cristóvão e Santo Estêvão.

No mesmo patamar estão as recém-chegadas equipas B de Carreira, Louro e Maria da Fonte, ao passo que o Anais abandonou a II Divisão distrital da AF Viana do Castelo, o Santa Comba Vilariça despediu-se da Divisão de Honra da AF Bragança e o Paredes do Bairro é a única desistência sinalizada nas competições seniores da AF Aveiro.

Apesar da saída do Desportivo de Chaves Satélite do Campeonato de Portugal, a AF Vila Real viu o Lordelo e o Sabrosa incorporarem a Divisão de Honra, tal como Abragonense, Airães, Dowe Sports, Invicta, Pasteleira, Rans, São Vicente de Irivo e Várzea B fizeram na AF Porto, a maior do país, com quase 400 clubes.

Desse nível competitivo partiu apenas o Monte Córdova, abrindo espaço à inscrição de uma equipa sénior do Clube Desportivo das Aves, em litígio com a CD Aves SAD, que falhou os requisitos de licenciamento nas provas profissionais da nova temporada e desceu pela via administrativa da I Liga ao CdP, juntando-se ao estreante Rio Ave B.

Arcos, Piães e Repesenses estiveram ausentes dos sorteios da I Divisão da AF Viseu, evento que ainda irá decorrer na AF Guarda, incluindo as reentradas de São Romão, Guarda Desportiva e Núcleo Desportivo e Social de Guarda, mas sem o Ginásio Figueirense, o único representante do distrito no terceiro escalão nacional em 2019/20.

O Cabeçudo e o GDR Boavista saem dos principais campeonatos de Castelo Branco e Leiria, respetivamente, em sentido oposto ao ingresso de Ala-Arriba, Juventude de Arzila, Sourense, Touring e das equipas B de Condeixa, Góis, Naval 1893 e União 1919 na I Divisão da AF Coimbra, da qual se excluiu o Sporting Clube Ribeirense.

Recusando detalhar a lista de participantes presentes nas distritais da próxima época, o líder da AF Santarém, Francisco Jerónimo, confirmou a subida de 38 para 40 clubes inscritos, assente em menos uma formação B e três novos emblemas, um dos quais o Centro Desportivo de Fátima, distanciado da SAD integrada no CdP.

Desse patamar desistiu o Armacenenses, da AF Algarve, e entra o ex-primodivisionário Vitória de Setúbal, que filiou uma equipa sénior na II distrital, juntando-se ao Alcochetense B, à União Comércio e Indústria B e aos regressados Botafogo, Jardiense e Lagoa da Palha, perante as saídas de Beira-Mar Almada, Melidense e Quintajense.

A estreia do Santa Luzia, os regressos de Amarelejense, Ourique, Santa Clara-a-Nova e Sete e a aposta no Mineiro Aljustrelense B, no Serpa B e no Vasco da Gama B rendem Saboia, Santaclarense e São Domingos Mértola na II Divisão da AF Beja, enquanto Vera Cruz e Lusitano SAD B juntam-se à Divisão de Honra da AF Évora.

Nos Açores, que autorizam público nos recintos até 10% da lotação, Os Oliveirenses voltam ao campeonato de São Miguel, o Luzense e Guadalupe B rendem o Graciosa B no único escalão sénior da ilha Graciosa, tal como Os Leões e Marítimo de São Mateus fazem em relação a Barreiro, Angrense B e Núcleo Sportinguista da Ilha Terceira.

O campeonato da AF Horta observou o adeus de Cedrense e Lajense e a chegada do Castelo Branco, numa tendência nacional sujeita a avolumar-se devido à pandemia de covid-19 e apenas imutável em Portalegre, ao passo que a AF Madeira anotou a entrada da AD União da Madeira na I Divisão, em rutura com o CF União, do CdP.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente sem casos positivos nos testes mais recentes

Covid-19

em

Foto: Gil Vicente FC / Facebook (Arquivo)

Os jogadores e restantes elementos do Gil Vicente testados à covid-19 na terça-feira e hoje tiveram resultados negativos, adiantou hoje à Lusa fonte oficial do clube da I Liga portuguesa de futebol.

Os resultados foram conhecidos após terem sido “garantidamente detetados” 18 casos de infeção pelo novo coronavírus no clube barcelense – 10 em futebolistas, cinco em elementos da equipa técnica e da restante estrutura, entre os quais o treinador principal, Rui Almeida, e três em pessoas sem ligação ao futebol profissional, informou a mesma fonte.

Impedido de treinar no relvado pelo delegado de saúde local, o plantel gilista está de quarentena, apesar da breve interrupção na quarta-feira, e viu ser adiado o desafio da primeira jornada do campeonato, agendado para as 18:30 de sábado, frente ao Sporting, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, após a decisão das autoridades de saúde, anunciada na quinta-feira.

O clube ‘verde e branco’ também registou casos positivos de covid-19 e teve de cancelar um jogo amigável com os italianos do Nápoles, agendado para o passado domingo.

O encontro entre ‘leões’ e ‘galos’ é, aliás, o primeiro do principal campeonato português a ser adiado devido à pandemia de covid-19, depois dos embates da II Liga, entre Feirense e Desportivo de Chaves, na passada sexta-feira, e entre Académico de Viseu e Académica, no passado sábado, terem sido adiados pela mesma razão.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.894 pessoas dos 67.176 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Futebol

Vitória já não vai ter sócios na bancada presidencial

ARS Norte

em

Foto: Facebook VSC

As autoridades de saúde emitiram um “parecer desfavorável” à presença de sócios convidados em cada jogo caseiro do Vitória de Guimarães para a I Liga de futebol, informou hoje a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS Norte).

O clube vimaranense anunciou, na quarta-feira, que ia sortear 40 sócios para assistirem aos jogos na tribuna presidencial do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, a partir da terceira jornada, frente ao Paços de Ferreira, em 02 de outubro, após rejeitada a iniciativa para o jogo de hoje com o Belenenses SAD, mas a ARS Norte emitiu hoje um comunicado sobre a situação, limitando-se a dizer que “não é permitida a presença de público” nos estádios.

“Torna-se necessário clarificar que, em concordância com a Resolução do Conselho de Ministros n.º 70-A/2020, de 11 de setembro de 2020, e as orientações técnicas da Direção-Geral da Saúde (DGS), as Autoridades de Saúde de nível nacional, regional e local comunicaram o seu parecer desfavorável, não permitindo a presença de público”, lê-se no comunicado.

Essa resolução indica, no artigo 22.º, que “a prática de atividade física e desportiva, em contexto de treino e em contexto competitivo, incluindo a I Liga de futebol profissional, pode ser realizada sem público, desde que no cumprimento das orientações definidas pela DGS”.

O clube minhoto adiantou, na quarta-feira, que a ARS Norte rejeitou a iniciativa para o duelo com o Belenenses SAD, da primeira jornada da I Liga, “face ao atual cenário epidemiológico na cidade de Guimarães”.

A presidente da Direção-Geral da Saúde (DGS), Graça Freitas, adiantou, na segunda-feira, que Guimarães é um dos concelhos com “maior incidência” de novos casos de covid-19 por 100 mil habitantes, juntando-se ao concelho de Vila Nova de Gaia e à região de Lisboa e Vale do Tejo como uma das “zonas mais críticas” do país.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 946.727 mortos e mais de 30,2 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.894 pessoas dos 67.176 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares