Seguir o O MINHO

Região

Rede Expressos repõe ligações de longo curso a partir de Braga e Guimarães

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Rede Expressos vai repor, na sexta-feira, mais de 60 ligações diárias de autocarro de longo curso entre diversos pontos do país, dias antes de uma semana que se espera de grande circulação de pessoas devido aos feriados.


O anúncio foi feito hoje pela empresa em comunicado. Os concelhos de Braga e Guimarães estão entre as localidades envolvidas no retomar de ligações.

Na segunda-feira, a Rede Expressos já tinha reativado outras 20 ligações diárias e em antecipação aos feriados do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas (na quarta-feira) e do Corpo de Deus (na quinta-feira).

A empresa garantiu no comunicado que o reatar das operações vai ter em consideração “as instruções de segurança sanitária emanadas pela Direção-Geral da Saúde”.

Queres ir de férias e ainda não decidiste para onde?🤔 Portugal espera por ti e a Rede Expressos pode levar-te com toda a…

Publicado por Rede Expressos em Quinta-feira, 4 de junho de 2020

Nesse sentido, todos os autocarros irão circular com a lotação limitada a dois terços, o uso de máscara é obrigatório para passageiros e condutores e os veículos de transporte serão higienizados antes e no final de cada trajeto.

Lisboa, Porto, Braga, Coimbra, Covilhã, Faro, Monte Gordo, Loulé, Vila Real, São João da Pesqueira, Lagos, Leiria, Peniche, Chaves, Viseu, Gouveia, Castelo Branco, Vila Real de Santo António, Évora, Beja, Campo Maior, Elvas, Leiria, Guimarães, Abrantes, Alcobaça, Aveiro, Mondim de Basto, Tabuaço, Moimenta da Beira e Guarda são as localidades envolvidas no retomar de ligações hoje anunciado.

A reabertura destes trajetos deixa a Rede Expressos a operar de forma “muito próxima à operação que cobria todo o território nacional” antes das restrições de circulação impostas pela pandemia de covid-19, numa rede de 42.000 quilómetros que transporta anualmente perto de oito milhões de passageiros.

Portugal contabiliza pelo menos 1.455 mortos associados à covid-19 em 33.592 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado hoje.

O país entrou no dia 03 de maio em situação de calamidade devido à pandemia, que sexta-feira foi prolongado até 14 de junho, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Anúncio

Região

Férias em família de Maria João Abreu são no “paraíso” que é o Minho

Turismo

em

Foto: Instagram de Maria João Abreu

A conhecida atriz portuguesa Maria João Abreu está, por estes dias, de férias com a família na zona do Parque Nacional Peneda-Gerês, passando ainda por outros concelhos minhotos.

A atriz de 56 anos (e 38 de carreira) que é protagonista da série Golpe de Sorte, na SIC, está instalada na zona da Caniçada com a família na Quinta de Calvelos, em Vieira do Minho.

Foto: Instagram

No fim de semana, em conjunto com os filhos que tem em comum com o ator José Raposo, a atriz foi almoçar ao conhecido restaurante O Víctor, no concelho da Póvoa de Lanhoso.

“Andámos a ressacar cinco anos de Víctor. Finalmente concretizámos o nosso desejo. O melhor bacalhau”, escreve Maria João na sua conta do Instagram, acompanhando a publicação com uma foto da família à porta do restaurante de comida típica do Minho.

Foto: Instagram

Num vídeo publicado na mesma rede social, é ainda possível ver a atriz a desfrutar do rio Cávado, na zona da Caniçada, através de um passeio de barco.

Foto: Instagram

Numa outra foto, é possível ver a atriz com o marido, o músico João Soares, com a albufeira da Caniçada como pano de fundo.

Foto: Instagram 

Este verão têm sido muitos os famosos que escolheram o Minho como destino de férias, entre os quais Cristina Ferreira, Rita Pereira, Sara Sampaio ou Nilton.

Continuar a ler

Braga

UMinho desenvolve tratamento para o mais agressivo cancro da mama

Investigação

em

Foto: DR

A Universidade do Minho (UMinho) está a desenvolver um projeto de investigação para encontrar tratamento para um dos mais agressivos subtipos de cancro da mama, o triplo negativo, anunciou hoje aquela academia.

Em comunicado, a UMinho refere que está em desenvolvimento uma opção terapêutica constituída por cromenos sintéticos, uma família de compostos abundantes na natureza, que têm mostrado eficácia no combate à doença.

“Os cromenos naturais existem em todo o lado – raízes, vegetais, frutas, entre outros – e os nossos derivados demonstraram ter propriedades anticancerígenas potentes e seletivas, especialmente quando aplicados em células de cancro da mama triplo negativo, assim como em outros tipos de tumores”, explica Marta Costa, investigadora responsável pelo projeto e especialista em Química Medicinal.

Citada no comunicado, Marta Costa acrescenta os cromenos não revelaram toxicidade em nenhum dos testes já realizados, ou seja, atacam apenas as células cancerígenas, deixando incólumes as saudáveis.

“Foi surpreendente, porque os nossos cromenos não revelaram toxicidade em nenhum dos testes e mostraram eficácia em vários modelos animais, reduzindo consideravelmente o tamanho do tumor. Além disso, não foi detetada qualquer reação adversa”, sublinha.

Para Marta Costa, este tratamento é “uma esperança” para quem tem cancro da mama triplo negativo, uma vez que, até à data, “não existe uma terapêutica específica, nem eficaz”.

Segundo a investigadora, a quimioterapia “não tem bons resultados, porque, apesar de numa primeira fase poder ter alguns efeitos positivos, a taxa de reincidência do tumor é muito elevada e, muitas vezes, reaparece de uma forma mais severa, associada a uma alta taxa de mortalidade”.

A propriedade intelectual deste projeto está já protegida por patente internacional.

A investigação recebeu, recentemente, financiamento do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional para a Patente Internacional, também apoiada pela Associação Ciência, Inovação e Saúde (B.ACIS).

Está a ser desenvolvida pelo Instituto das Ciências da Vida e da Saúde (ICVS) da Escola de Medicina da UMinho.

O cancro da mama triplo negativo é o subtipo mais agressivo, representando 15% a 20% de todos os tumores malignos da mama.

Este subtipo de cancro da mama não responde a terapias mais específicas, sendo a única opção a quimioterapia clássica, “com resultados muito limitados”.

Continuar a ler

Ave

Carro deixado em campo de milho após despiste em Famalicão

Insólito

em

Foto: Cidade Hoje

Um carro foi deixado no meio de um campo de milho, na freguesia de Mouquim, em Famalicão, após ter-se despistado.

Segundo a rádio Cidade Hoje, a viatura foi lá parar na noite de sábado para domingo após se ter despistado na Rua de Ançariz.

Foto: Cidade Hoje

As marcas de travagem mostram que o condutor ainda tentou evitar a queda ao campo, mas sem sucesso.

Ainda de acordo com aquela rádio, o local é agora um ponto de atração de vários curiosos para tirar fotos ao insólito.

A Cidade Hoje avança que o proprietário do automóvel já foi identificado e deverá ser notificado para proceder à remoção do mesmo.

Continuar a ler

Populares