Seguir o O MINHO

Região

Recuperação da rede hidrográfica em concelhos afetados por incêndios tem prazo até julho

Sete protocolos encerrados, 10 em execução e dois, Fafe e Castelo de Paiva, em fase de assinatura de contrato.

em

Quase meia centena de municípios assinou hoje em Lisboa uma adenda a protocolos sobre recuperação fluvial em zonas afetadas por incêndios, permitindo concluir até julho trabalhos que estão atrasados.

Em abril e maio deste ano foram assinados 57 protocolos entre municípios afetados pelos incêndios do ano passado e o Fundo Ambiental, através da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Num balanço posterior sobre a implementação dos protocolos, feito em Coimbra, concluiu-se que “houve atraso” e que dos 57 protocolos só 10 foram concluídos, pelo que as adendas hoje assinadas se destinaram a dar condições para completar os projetos, lembrou hoje na cerimónia o vice-presidente da APA, Pimenta Machado.

O responsável disse aos autarcas presentes que até julho do próximo ano todos os projetos devem estar concluídos.

Na quarta-feira, em comunicado, a APA já tinha anunciado a assinatura de 48 protocolos no âmbito de trabalhos de regularização fluvial, um investimento de 12 milhões de euros.

“Estas intervenções urgentes e inadiáveis de regularização fluvial decorrem de protocolos de colaboração entre a APA e os municípios de forma a garantir o escoamento nas linhas de água afetadas, remover os sedimentos e outro material nos leitos e recuperar a secção de vazão das passagens hidráulicas e pontões”, lê-se na informação divulgada pela agência.

Num balanço sobre a evolução dos trabalhos, hoje feito na sede da APA, na Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Norte estão sete protocolos encerrados, 10 em execução e dois, Fafe e Castelo de Paiva, em fase de assinatura de contrato.

Na ARH do Centro nenhum dos 24 protocolos assinados está concluído. Sete estão em fase de execução, oito em fase de contratação e nove em fase de concurso.

Já na ARH do Tejo e Oeste, dos 14 projetos há três concluídos.

O secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, salientou no final da assinatura das adendas a “elevada expetativa” que do trabalho resulte não só a recuperação fluvial, mas também mais qualidade da água e da biodiversidade.

Em abril passado, em Alijó, o ministro do Ambiente anunciava um investimento de 16,2 milhões de euros para intervir em 1.360 quilómetros da rede hidrográfica de 57 concelhos afetados pelos incêndios em 2017.

“A rede hidrográfica é fundamental na estruturação do território (…). O conjunto de ecossistemas que existem à volta desta mesma rede hidrográfica é absolutamente fundamental para estruturar o território e dar-lhe resiliência. Dito de outra forma, uma rede hidrográfica limpa, que tem nas suas margens a vegetação que é suposto ter, é mais resistente ao fogo”, disse João Pedro Matos Fernandes na altura.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Viana do Castelo

Viana: Homem que sofre de depressão desaparecido

Família pede ajuda a quem possa ter informações

em

Foto: Facebook

A família de António Passos, residente em Viana do Castelo, está a utilizar as redes sociais para apelar a quem possa ter informações sobre o familiar, cujo paradeiro desconhecem, que informe as autoridades.

Numa mensagem publicada este domingo à noite, no Facebook, a filha refere que o pai “veste casaco castanho clássico, calça bege, e sapato preto. Saiu de casa as 9:00 e levou o carro. Renault Megane azul. Matrícula 64-47-UN”.

Segundo acrescenta a Rádio Geice, o homem, ex-trabalhador dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, de 62 anos, sofre de depressão.

A PSP já foi alertada.

Continuar a ler

Braga

Efeméride: Mota Pinto venceu congresso do PSD em Braga, neste dia, há 35 anos

XI Congresso do Partido Social Democrata

em

Foto: Arquivo PSD

Braga, Theatro Circo. 23, 24 e 25 de março de 1984. O Partido Social Democrata (PSD) reuniu-se em congresso, tendo Carlos Mota Pinto sido eleito presidente do partido. Rui Machete, Amândio de Azevedo, José Ângelo Correia e Rui Almeida Mendes, vice-presidentes, e Francisco Antunes da Silva, secretário-geral, faziam parte da comissão política, em lugares de destaque.

Jurista de formação e fundador do partido – foi ele quem lançou o slogan “Hoje somos muitos, amanhã seremos milhões”, dez anos antes, em 1974 – Carlos Mota Pinto viria a morrer no ano seguinte, quando era dado como favorito para vencer o congresso de 1985, na Figueira da Foz, no qual acabou por ser Aníbal Cavaco Silva a assumir a liderança do PSD.

Dos órgãos eleitos em Braga, naquele que foi o XI congresso dos sociais-democratas, e cuja lista se encontra disponível no site do PSD, constam vários nomes conhecidos dos tempos atuais.

Órgãos Eleitos

Mesa do Congresso

Presidente
Leonardo Ribeiro de Almeida

Vice-Presidentes
Alberto João Jardim
Eurico de Melo

Secretários
João Antas de Barros
Pedro Paes de Vasconcelos
Reinaldo Gomes

Comissão Política 

Presidente
Carlos da Mota Pinto

Vice-Presidentes
Rui Machete
Amândio de Azevedo
José Ângelo Correia
Rui Almeida Mendes

Secretário-Geral
Francisco Antunes da Silva

Vogais
Daniel Bastos
Fernando Brochado Coelho
João Calvão da Silva
José Eugénio Nobre
José Mendes Bota
Maria Leonor Beleza
Mário Montalvão Machado
Rogério Martins

Conselho de Jurisdição 

Presidente
Orlando Guedes da Costa

Secretário
Manuel da Costa Andrade

Membros
João Salgado
Domingos Almeida Lima
Luís Marques Mendes
José Miguel Júdice
António Sande Lemos
José Coelho dos Reis
Joaquim Sousa Patrício
Conselho Nacional
Membros eleitos
Barbosa de Melo
Alípio Dias
Rui Amaral
Vaz Portugal
Sousa Tavares
Luís Fontoura
José Manuel Pereira da Silva
Fernando Ribeiro da Silva
Marília Raimundo
Cardoso Ferreira
Arménio Santos
Vítor Loureiro
Eloy Ribeiro
Mourão Martins
Alexandre Gouveia
Bráulio de Sousa
Mala to Correia
Artur Torres Pereira
Aires Querubim
Branco Teixeira
Fernando Nogueira
Artur Nobre
Artur Mota
Pereira Pinto
Duarte Lima
Marcelo Rebelo de Sousa
Pedro Santana Lopes
Conceição Monteiro
Miguel de Sousa
Fernandes Marques
Carlos Pinto
Mota Amaral
João Salgueiro
António Capucho
Miguel Veiga
Tomás Oliveira Dias
Pedro Pinto
Rui Oliveira e Costa
António Marques Mendes
José Vitorino
Luís Martins
Luís Filipe Menezes
Mário Adegas
José Veludo
Bento Gonçalves
Jaime Ramos
Maria de Lurdes Breu
Telmo Moreno
Vasco Miguel
António Passos Coelho

Continuar a ler

Viana do Castelo

Idoso de 90 anos morre após ser atropelado em Viana

Na freguesia de Darque

em

Foto: DR/Arquivo

Um homem de 90 anos morreu hoje atropelado por um veículo conduzido por um septuagenário, na freguesia de Darque, em Viana do Castelo, disse à Lusa o segundo comandante da PSP local.

De acordo com Raul Curva o atropelamento ocorreu no cruzamento entre a rua Carteado Mena e rua António Alves, na freguesia de Darque, na margem esquerda do rio Lima.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Viana do Castelo adiantou que o homem de 90 anos foi transportado em estado grave para o hospital de Santa Luzia, onde foi declarado.

O acidente ocorreu às 20:02.

No local compareceram uma ambulância dos Bombeiros Voluntários, a Viatura de Emergência Médica (VMER), estacionada no hospital de Santa Luzia e a PSP.

Notícia atualizada às 23h16.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares