Seguir o O MINHO

Braga

Randstad nega causa de assédio sexual para despedimento em Braga

“Declarações oficiais do sindicato não correspondem à verdade”

em

Foto: DR/Arquivo

A Randstad recusou hoje que o despedimento da colaboradora da empresa Concentrix, em Braga, se tenha baseado num caso de assédio sexual, conforme acusou o Sindicato de Trabalhadores do Call Centre, mas devido a um processo disciplinar.


Em comunicado enviado à agência Lusa, a Randstad deu a sua versão sobre a “caducidade do contrato de uma colaboradora da empresa Concentrix”, em Braga, afirmando que “as declarações oficiais do sindicato não correspondem à verdade”.

Braga: Trabalhadora de call center agredida e despedida vai parar a tribunal

Para a Randstad, a atual situação “em nada está relacionada com o incidente registado em novembro de 2018 no qual a colaboradora foi agredida por um colega”, frisando ter uma “posição de tolerância zero face a abusos e assédios” e “repudiando totalmente qualquer comportamento desta natureza”.

Por esse motivo, continua a nota de imprensa, o “trabalhador em questão foi despedido com justa causa, no seguimento de um processo disciplinar instaurado pela empresa”.

Argumentando que “desde o início do ano a Concentrix regista uma menor necessidade de postos de trabalho associados à área de atividade da trabalhadora em causa”, foi, em função disso, decidido efetuar “a revisão em baixa dos mesmos”.

“A rescisão do contrato com a colaboradora faz parte deste contexto”, explicou a empresa holandesa especializada em soluções de trabalho flexível e recursos humanos.

Em declarações à agência Lusa, o dirigente sindical do STCC Nuno Geraldes afirmou que a trabalhadora despedida foi agredida “com um estalo” por um outro colega que a “assediava constantemente”, tendo sido os dois trabalhadores suspensos depois daquele facto.

Nuno Geraldes referiu que “após suspensões para a frente e para trás, acusações de que a trabalhadora era agressiva, da construção de uma narrativa, a trabalhadora além de continuar a ser assediada foi mesmo despedida”.

Anúncio

Braga

Missa em honra da Senhora do Alívio, em Vila Verde, transmitida no Facebook

Religião

em

Foto: Divulgação / Junta de Soutelo

As festividades em honra de Nossa Senhora do Alívio, em Soutelo, concelho de Vila Verde, serão, este ano, muito diferentes do habitual.

Para prevenir a propagação da pandemia de covid-19, não se vão realizar as habituais procissões nem os momentos de piedade e de recriação, anunciou a junta de freguesia.

Sem a habitual peregrinação, a eucaristia de domingo, 20 de setembro, às 11:00, será transmitida em direto através da página de Facebook da Junta de Freguesia de Soutelo, do Santuário do Alívio e da Arquidiocese de Braga.

Também neste dia, vai decorrer uma missa às 07:30 (que substitui a das 08:30) e uma eucaristia de conclusão, às 18:00.

Nas cerimónias religiosas, devem ser cumpridas todas as normas de segurança da DGS, como o uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Fora do horário das missas, no interior da igreja, os fiéis devem entrar e sair em movimentos circulares, evitando aglomerações no interior e exterior do santuário.

Continuar a ler

Braga

Número de casos ativos de covid no concelho de Braga sobe para 231

Covid-19

em

Foto: O MINHO

O concelho de Braga registou vinte novas infeções pelo novo coronavírus desde a passada quinta-feira.

Estes dados, apurados por O MINHO junto de fonte local da saúde, foram atualizados às 09:30 deste sábado.

Durante o mesmo período, não houve casos de recuperações do SARS CoV-2, totalizando o concelho 1.393 casos recuperados desde o início da pandemia.

Em termos acumulados, são já 1.698 casos de pessoas infetadas com a doença.

Lamentam-se ainda 74 óbitos, número que permanece igual desde o passado dia 16 de junho.

Existem, atualmente, 231 casos ativos de covid-19 em todo o concelho de Braga.

O número de pessoas em isolamento sob vigilância da autoridade de saúde permanece em atualização, mas registava 439 há dois dias.

Continuar a ler

Braga

Óleo na estrada destrói Mercedes na variante em Braga

Acidente

em

Foto: Redes Sociais

Um homem sofreu ferimentos na sequência de um despiste, esta tarde de sábado, na variante Norte, em Braga.

Ao que apurou O MINHO, a viatura, um Mercedes Classe S, terá entrado em despiste poucos metros antes do acesso à A3 e ao nó da EN 14, junto ao tabuleiro de Celeirós, embatendo violentamente contra a berma.

O condutor terá perdido momentaneamente a consciência o que acabou por provocar grande aparato por entre outros condutores e passageiros que seguiam atrás da viatura e que pararam para ajudar o sinistrado.

À chegada dos bombeiros, a vítima já estava cooperante e saiu do carro pelos próprios meios, sofrendo apenas algumas mazelas.

Ao que tudo indica, óleo que já estaria naquele local terá provocado o despiste, sendo por isso necessária a limpeza da via, o que levará ao corte, durante os próximos minutos, da via sentido Norte-Sul.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga com nove elementos e três viaturas, assim como a equipa médica da VMER de Braga e a concessionária Ascendi.

A vítima foi transportada para o Hospital de Braga com ferimentos considerados ligeiros.

A GNR está a controlar o trânsito no local.

O alerta foi dado às 17:37.

Continuar a ler

Populares