Seguir o O MINHO

Futebol

“Queríamos muito ganhar para dedicar aos adeptos”

Álvaro Pacheco

em

Foto: Arquivo

Declarações após o jogo entre Portimonense e o Vizela, da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio Municipal de Portimão e que terminou empatado a zero:

– Álvaro Pacheco (treinador do Vizela): “O resultado aceita-se perfeitamente, porque houve um equilíbrio muito grande das duas equipas.

Na primeira parte sentimo-nos um pouco desconfortáveis, porque o Portimonense pôs muita pressão no jogo, o que nos criou algum desconforto, mas tivemos oportunidades também para fazer golo.

No computo geral, foi um jogo equilibrado e sem muitas oportunidades de golo. Um jogo emotivo com duas equipas que tentaram ganhar.

Houve alturas quem que o Portimonense esteve por cima, outras o Vizela também conseguiu algum ascendente.

Um ponto para cada lado, acaba-se por aceitar dado o desenrolar o jogo.

Queríamos muito ganhar para dedicar a vitória a estes adeptos que fizeram vários quilómetros, mas, o ponto, é sem dúvida para eles.

Saímos satisfeitos, embora não tenhamos conseguido fazer golos, também não sofremos.

Não foi um jogo ofensivo bem conseguido, mas defensivamente foi. Foi a nossa forma defensiva que nos fez agarrar este ponto”.

– Paulo Sérgio (treinador do Portimonense): “Somámos um ponto, mas não foi para isso que trabalhámos.

Os números do jogo são-nos favoráveis, porque fomos a equipa a ter mais posse de bola, principalmente na primeira parte, na qual tivemos várias ocasiões para fazer golo, mas em que tivemos más decisões.

Não conseguimos um golo porque não decidimos bem nos últimos metros do terreno.

Foi um jogo com um ritmo muito alto e com muito trabalho bem feito, porque não deixámos o Vizela ter bola, mas pecámos pela qualidade da maior parte das decisões não terem sido as melhores nos últimos metros do terreno.

Na segunda parte, corremos riscos e com as substituições tentei alterar e dar mais agressividade na busca do golo, mas, infelizmente, não conseguimos esse desidrato.

Temos mais remates, os números são-nos favoráveis, conseguimos travar o jogo do Vizela, mas foi pena não termos conseguido chegar ao golo.”

Populares