Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Legislativas: Quem é Anacoreta Correia, que casou em Ponte de Lima e quer ser deputado do CDS por Viana?

Nasceu em Coimbra, vive em Lisboa, mas tem raízes no Minho

em

Filipe Anacoreta Correia nasceu na freguesia da Sé Nova, em Coimbra, a 23 de Setembro de 1972, cresceu no Porto onde tirou o curso de Direito na Universidade Católica, vive em Lisboa e tem raízes minhotas que perpassam toda a sua vida. É a escolha para cabeça de lista de Viana do Castelo pelo CDS-PP.

Casou em Ponte de Lima em 2004 com Maria Cecília Graça com quem tem quatro filhos. Todos eles batizados na vila limiana. Passou largos períodos da sua adolescência e juventude, em casa de familiares, onde regressa com frequência.

Legislativas: Anacoreta Correia cabeça de lista do CDS em Viana do Castelo

Segundo revelou a O MINHO, “as férias da Páscoa e de Natal são passadas no distrito de Viana” e as próximas, daqui a uns dias, não serão exceção.

Mas se dúvidas houvesse das ligações minhotas do candidato, os avós maternos são mais uma prova.

“A minha avó era de Vila Verde e o meu avô de Viana do Castelo e desde o berço que passo longas temporadas quer em Viana quer em Ponte de Lima onde também tenho família”.

Pai fundador do CDS em Viana

O pai foi um dos fundadores do CDS-PP em Viana do Castelo e encabeçou a lista a deputados pelo Distrito nas eleições de 1976: “foi um desafio lançado pelo Amaro Gomes da Costa numa altura em que os militantes do CDS eram perseguidos”.

Por isso, quando foi desafiado pela presidente do partido, Assunção Cristas, para encabeçar a lista, Anacoreta Correia, não hesitou.

“É um gosto e uma honra porque é um Distrito que me diz muito. Reconheço que é um grande desafio”.

“Não consigo ser deputado sem ter uma proximidade ao círculo eleitoral e por isso, encaro este desafio com grande exigência. Acho que é o candidato que cria um vínculo de proximidade com os eleitores porque de outra forma não faz sentido”, revelou ainda a O MINHO.

Campanha de festa

Ainda que as eleições legislativas estejam longe, Filipe Anacoreta Correia promete ser um candidato “de grande proximidade” e aproveitando a experiência de deputado e pertencendo a uma comissão parlamentar, “aprofundar o relacionamento com o sector social do Distrito”.

Deputado visitou Ponte de Lima, em maio de 2018, nas Jornadas Parlamentares dos centristas no distrito de Viana do Castelo. Foto: Facebook de Filipe Anacoreta Correia

“Vamos fazer uma campanha para que os eleitores percebam que estamos ao lado deles, seja nos bons exemplos seja no desemprego e na experiência de pobreza que ainda se sente no Distrito”, elogiando os militantes e simpatizantes do partido: “temos um dos melhores autarcas do país com uma excelente equipa por trás, temos equipas muito boas noutros concelhos e vamos aproveitar isso”.

Legislativas: Lisboeta candidato a deputado por Braga? Vereador do CDS critica “amiguismo”

A campanha terá que ser uma festa porque “associo o Alto Minho à família e à festa”, não faltando ações nas Festas da Senhora da Agonia, no São Bartolomeu, nas Feiras Novas ou em S. João de Arga.

Votação dos bons velhos tempos

Anacoreta Correia não se esquece que em 1987, “o CDS tinha uma expressão muito forte no Distrito com cerca de 30 mil votos e desde aí passou para os 20 mil”. Por isso, “gostaríamos de recuperar essa importância baseando-nos nos valores que são intrínsecos ao partido e que as pessoas reconhecem”.

Anacoreta Correia trabalhou como Adjunto na Secretária de Estado Adjunta do Ministro da Economia, Dulce Franco, e no Gabinete do Ministro da Presidência, Nuno Morais Sarmento.

Foto: Facebook de Filipe Anacoreta Correia

A revista Argos, em 2005, apresentou uma lista com 35 talentos com menos de 35 anos e o nome de Anacoreta Correia era um deles.

É como uma das vozes contra a liberalização do aborto que se torna mais conhecido levando-o depois a filiar-se no CDS-PP, onde dinamizou um movimento apelidado de “Alternativa e Responsabilidade”.

Imagem: Arquivo

Este movimento ganhou visibilidade pública pelas críticas que fez à liderança de Paulo Portas e que teria, como consequência, a apresentação de uma lista liderada por Anacoreta Correia, à liderança do partido, em 2014.

Foto: Facebook de Filipe Anacoreta Correia

Dois anos mais tarde, foi convidado a integrar as listas de candidato a Deputado na Assembleia da República pelo círculo de Lisboa, cargo que atualmente desempenha.

Foto: Facebook de Filipe Anacoreta Correia

Foto: DR

Em 2017, nas eleições autárquicas, foi o candidato da coligação “Nossa Lisboa” (CDS-MPT-PPM) à Junta de Freguesia de Alcântara, em Lisboa, onde conseguiu 699 votos (10,83%), atrás de PSD (11,56%) e PS (58,62%).

Anúncio

Ponte de Lima

Ponte de Lima combate efeito de estufa com novo carregador de veículos elétricos

Descarbonização

em

Foto: DR / Arquivo

Considerando que é uma das medidas essenciais para atingir os objetivos de redução da emissão dos gases com efeito de estufa e descarbonização do centro urbano, a Câmara Municipal de Ponte de Lima deliberou por maioria, na reunião de 07 de outubro, disponibilizar um lugar de estacionamento, na Calçada dos Quarteis, a título gratuito para a instalação de um posto de carregamento de veículos elétricos, com a possibilidade de carregamentos rápidos ou semirrápidos.

A proposta apresentada pela vice-presidente da Câmara Municipal, Mecia Martins, visa dar resposta aos utilizadores de veículos elétricos, sem custos adicionais para o Município de Ponte de Lima.

De acordo com a mesma proposta, o posto de carregamento vai ser instalado em área do domínio público, titulado pela Câmara Municipal que atribuirá licença ao operador privado, ficando este responsável pelas obras de instalação, exploração e manutenção do equipamento.

A presente proposta com a durabilidade de um período de dois anos, será renovada uma única vez por igual período de forma automática, desde que o equipamento se mantenha em funcionamento.

No caso de o proponente deixar de manter o equipamento em funcionamento, a autorização caducará devendo cessar a utilização do espaço cedido a título gratuito, no prazo a estabelecer para o efeito.

No final do prazo autorizado para a utilização do espaço, a autorização caducará, devendo devolver o espaço livre de pessoas e bens, repondo-o nas condições em que se encontrava antes da sua utilização.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Ponte de Lima: 650 mil euros para eliminar plantas invasoras no rio Lima

Espécies exóticas

em

Rio Lima. Foto: Divulgação / Miguel Costa

A Câmara de Ponte de Lima vai investir, em 2020, 650 mil euros na erradicação de espécies exóticas invasoras no rio Lima, para “potenciar” o turismo e os desportos náuticos, divulgou esta terça-feira o presidente Victor Mendes.

Em declarações à agência Lusa, o autarca do CDS-PP explicou que, daquele montante, 450 mil euros são financiados por fundos do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), sendo o valor restante suportado pela Câmara de Ponte de Lima, no distrito de Viana do Castelo.

“Os trabalhos de prevenção, controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras começam em 2020. É uma necessidade urgente avançar com a limpeza do rio Lima quer de invasoras aquáticas, permitindo a aposta no turismo e desportos náuticos, quer de invasoras nas margens e em ilhas no leito do rio, permitindo a melhoria no escoamento das águas, evitando fenómenos de erosão em vários troços do Lima”, explicou Victor Mendes.

Em comunicado, o município explicou que o investimento resulta de uma candidatura apresentada, em agosto, e já aprovada, “com o objetivo geral da restauração ecológica dos espaços alvo da intervenção proposta e da criação de condições para a instalação/recuperação das comunidades autóctones”.

A candidatura vai permitir “a continuidade e consolidação dos trabalhos desenvolvidos no rio Lima, classificado como Sítio de Importância Comunitária (SIC), em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente, para controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras terrestres, e, por outro lado, ampliar a área de atuação dos trabalhos anteriormente referidos à totalidade da extensão do SIC Rio Lima, inserida nos limites administrativos do concelho de Ponte de Lima”.

Segundo a autarquia, a “nova candidatura, vai permitir a realização de importantes ações de controlo e erradicação de espécies exóticas invasoras aquáticas, nomeadamente ‘Myriophyllum aquaticum’ e ‘Egeria densa’, no rio Lima”.

“As ações irão ainda permitir avaliar a eficácia dos métodos aplicados e do impacto real ou potencial sobre espécies e ‘habitats’, bem como definir as condições para a realização de ações de controlo de continuidade e criar/adotar soluções inovadoras de monitorização de espécies exóticas invasoras com vista à prevenção e deteção precoce de focos de dispersão destas espécies no SIC Rio Lima”, sustenta a nota.

A candidatura “integra, também, a realização de atividades sensibilização dos diversos públicos-alvo e divulgação da problemática das espécies exóticas invasoras”.

O rio Lima nasce a 975 metros de altitude, na província de Ourense, na Galiza. Entra no Alto Minho, próximo do Lindoso e de Soajo, e passa por Ponte da Barca e Ponte de Lima, desaguando no oceano Atlântico, em Viana do Castelo, após percorrer um total de 135 quilómetros.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Desabamento de estrutura faz um ferido grave em Ponte de Lima

Em Calvelo

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem, com cerca de 50 anos, sofreu ferimentos graves durante a tarde desta segunda-feira na sequência do desabamento de uma estrutura que estava a ser montada numa vacaria, em Calvelo, Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A vítima sofreu lesões ao nível do tórax, sendo assistido e imobilizado no local pela equipa médica da ambulância de Suporte Imediato de Vida de Ponte de Lima, que efetuou o transporte direto do homem para o Hospital de Braga.

Outros dois jovens, de 23 e 26 anos, sofreram ferimentos considerados ligeiros na sequência da queda que estava a ser instalada durante esta tarde. Os Bombeiros de Ponte de Lima transportaram os dois feridos leves para o Hospital de Viana do Castelo.

A GNR registou a ocorrência que teve alerta pelas 15:24, para a Rua de Vilela, freguesia de Calvelo, concelho de Ponte de Lima. A Viatura Médica de Emergência e Reanimação de Viana também prestou auxílio médico na ocorrência.

Continuar a ler

Populares