Seguir o O MINHO

País

Queixas contra o Centro Nacional de Pensões disparam 88%

Atrasos na atribuição das reformas é o principal motivo de reclamação no Portal da Queixa

em

Foto: DR

O Portal da Queixa detetou um aumento significativo das reclamações dirigidas ao Centro Nacional de Pensões (CNP).

Segundo os dados disponibilizados pela aquela entidade, entre novembro de 2018 e 5 de maio de 2019, as queixas dispararam 88% face ao período compreendido entre 5 de maio de 2018 até novembro de 2018.

O principal motivo das reclamações: os atrasos na atribuição das reformas.

O Portal da Queixa tem verificado que as reclamações contra o CNP têm vindo a aumentar. Só do início do ano, até ao dia 5 de maio, foram registadas na plataforma. 377 reclamações.

Utentes sem resposta há três anos

Para além da subida das reclamações, o Portal da Queixa detetou, “através dos casos reportados na plataforma”, que há pessoas a aguardar uma resposta do CNP há, praticamente, três anos.

A liderar as queixas estão os atrasos na atribuição das reformas; seguem-se os atrasos na atribuição de pensões, sobrevivência, viuvez e alimentos. Em terceiro lugar na tabela, está a falta de resposta do CNP aos pedidos de informação: ausência de esclarecimentos por telefone/email e fax.

Populares