Queimado com gravidade em Arcos de Valdevez usava fato de serapilheira que pegou fogo

Acidente

O homem de 84 anos que sofreu queimaduras graves em 55% do corpo ao início da tarde desta sexta-feira foi atingido por faíscas de uma rebarbadora que incendiaram o fato de serapilheira que trazia vestido, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Inicialmente, o alerta foi dado para um homem queimado com gravidade durante uma queimada de sobrantes, informação confirmada a O MINHO pelo Comando Distrital de Operações e Socorro e também pelos bombeiros, na altura dos trabalhos.

Já depois de o homem ter sido transportado para o Hospital de São João, no Porto, com recurso a um helicóptero do INEM, foi possível apurar que quem deu o alerta equivocou-se. Terá sido o próprio homem a adiantar aos bombeiros o que se terá realmente passado.

Essa mesma queimada tratava-se do fato de serapilheira que a vítima utilizava e que ardeu por completo após ser atingido pelas faíscas.

Ao que apurámos com os bombeiros, o homem terá vestido aquele fato feito de material utilizado, por exemplo, nos sacos de batatas, para proceder a trabalhos manuais em casa, com recurso a uma rebarbadora.

No entanto, as faíscas’saltaram’ para o fato que ardeu quase de imediato, provocando queimaduras de primeiro, segundo e terceiro graus na vítima, residente em Távora.

O helicóptero do INEM foi ativado para o Estádio Municipal de Ponte de Lima, onde a vítima foi recolhida após transporte desde a freguesia de Távora pelos Bombeiros de Arcos de Valdevez com acompanhamento da SIV de Arcos de Valdevez e da VMER de Viana do Castelo.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Mais de 100 pessoas que foram vacinadas voltaram a contrair covid-19

Próximo Artigo

Frederico Castro é candidato pelo PS à Povoa de Lanhoso pela 3.ª vez

Artigos Relacionados
x