Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Quarentena de trabalhadores irá provocar perturbações no aeroporto do Porto

Aviso da Portway

em

Foto: O MINHO / Arquivo

A Portway avisou hoje que haverá perturbações na operação do aeroporto do Porto devido à quarentena de trabalhadores, depois de uma funcionária ter sido contagiada pelo novo coronavírus.


Em comunicado, a Portway informa que na sequência do caso positivo de Covid-19 numa funcionária que trabalha no Aeroporto Francisco Sá Carneiro foram rastreadas “todas as pessoas que estiveram em contacto com a colaboradora” e que as autoridades de saúde deram “indicação de quarentena obrigatória a todas as pessoas rastreadas”, pelo que terá de haver um ajustamento das operações do aeroporto por falta de trabalhadores.

“A falta das pessoas em causa vai obrigar a um ajustamento temporário das operações no Porto, com consequências que ainda não é possível definir com precisão”, refere a Portway.

“Com o objetivo de reajustar ou reagendar operações, a Portway já informou as companhias aéreas suas clientes que os ajustes em causa não vão permitir realizar todos os voos de acordo com a programação existente atualmente”, lê-se no comunicado divulgado pela empresa de ‘handling’ (serviços de apoio aos aviões, como passageiros, bagagem).

A empresa pede que os passageiros afetados se informem com as respetivas companhias aéreas das alternativas, mas que não se desloquem ao aeroporto para obter essas informações, usando telefone ou outros canais alternativos.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram.

Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos.

Portugal registou hoje a primeira morte, anunciou a ministra da Saúde, Marta Temido.

Trata-se de um homem de 80 anos, com “várias patologias associadas” que estava internado há vários dias no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, disse a ministra, que transmitiu as condolências à família e amigos.

Há 331 pessoas infetadas até hoje, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde.

Anúncio

Aqui Perto

Assaltam loja em Santo Tirso para furtar bacalhau

Assalto

em

Foto: Leandro Silva / Google Images

Uma loja de congelados situada no centro de Santo Tirso foi assaltada durante a madrugada deste domingo, na rua Dr. Joaquim Augusto Pires de Lima.

Os larápios partiram a montra da loja com recurso a tampas metálicas da rede de águas pluviais, segundo informação divulgada pelo Jornal do Ave.

Do interior da loja, os assaltantes levaram várias caixas de bacalhau e outros produtos congelados.

O valor total do furto ainda está a ser apurado, diz a mesma fonte.

A divisão de Investigação Criminal da PSP está a investigar a ocorrência.

Continuar a ler

Aqui Perto

Neste lar em Santo Tirso a pandemia não é desculpa para não se dar um abraço

Covid-19

em

Foto: Misericórdia de Santo Tirso

O Lar Doutora Leonor Beleza, da Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso, desenvolveu uma forma de proporcionar abraços entre utentes, familiares e colaboradores, mesmo em tempo de elevado contágio por covid-19.

“Abraça-me” é o nome do vitral onde estão incorporados orifícios que permitem introduzir os braços envoltos em película protetora, assegurando assim mobilidade e proteção para um gesto mais carinhoso, como um abraço.

A instituição, que aprovou esta semana o Plano de Atividades e Orçamento para 2021, refere-se a esta iniciativa como um “desafio feliz a todos os utentes, familiares e amigos”.

“Com a chegada do mês de dezembro, um mês da família e de proximidade, iremos ajudar a que os nossos abracem com amor, carinho, amizade”, pode ler-se na página das redes sociais da Misericórdia de Santo Tirso.

“Que o toque aconteça em segurança e os momentos sejam ainda mais reais e felizes. Troquem o vosso abraço pelo maior sorriso dos nossos que são vossos”, finaliza a mesma nota.

Continuar a ler

Aqui Perto

Sapataria à face da estrada Famalicão-Póvoa de Varzim assaltada pela 3.ª vez em 14 meses

Assalto

em

Foto: Facebook / Joniluna

A sapataria Joniluna, situada à face da Estrada Nacional 206, em Balasar, concelho da Póvoa de Varzim, foi assaltada pela terceira vez em pouco mais de um ano.

Nas redes sociais, o proprietário deu conta de um novo assalto naquela loja que vende artigos de diversas marcas mas com especial enfoque na marca Cavalinho.

Em declarações ao Jornal de Notícias, a proprietária conta que roubaram malas, carteiras e porta-moedas da marca Cavalinho, para além de terem partido a montra, a grade e a caixilharia, num prejuízo a rondar os milhares de euros.

Cristina Silva conta que eram três assaltantes, de máscara e com capuzes e luvas. Terão utilizado um dos ferros dos andaimes que se encontravam no local para forçar a entrada na loja, situada na Praceta do Cubo.

Diz ainda que “num minuto e pouco” roubaram tudo o que conseguiram, cerca da 01:51.

O alarme tocou e o assalto foi captado pelas câmaras de videovigilância.

Refere a proprietária que o carro era roubado e circulava no dia anterior na zona centro do país.

Este é o terceiro assalto que a loja sofre em pouco mais de um ano. Em setembro de 2019, partiram a montra e levaram dez mil euros em artigos. A 28 de junho, novo assalto com mais dez mil euros de prejuízo. Desta vez, e apesar de ter investido em mais grades, alarme, câmaras e sensores, voltou a ser assaltada.

A GNR investiga.

Continuar a ler

Populares