PSP dispersa grupo com cerca de 25 pessoas em culto religioso numa galeria em Braga

Covid-19
Foto: O MINHO (Arquivo)

Cerca de 25 pessoas foram dispersadas pela Polícia de Segurança Pública (PSP), na Praça Camilo Castelo Branco, em Braga, durante uma cerimónia de culto religioso, devido às medidas restritivas declaradas devido ao surto do novo coronavírus, que provoca a doença Covid-19.

Segundo O MINHO apurou no local, o grupo era constituído por cidadãos de nacionalidade romena, que se juntaram na sala de uma galeria de lojas por baixo da sede do núcleo do Sporting na cidade.

A PSP foi alertada e acorreu ao local com três carrinhas. Aí, acabou com o culto e mandou toda a gente para casa, sendo que, em menos de cinco minutos, já todos tinham dispersado.

As celebrações religiosas e outros eventos que impliquem concentração de pessoas estão proibidos, determina o decreto do Governo que concretiza as medidas do estado de emergência devido à pandemia de Covid-19.

Sete detenções em Portugal por desobediência ao estado de emergência

O diploma, assinado pelo Presidente da República, estabelece também que “a realização de funerais está condicionada à adoção de medidas organizacionais que garantam a inexistência de aglomerados de pessoas e o controlo das distâncias de segurança, designadamente a fixação de um limite máximo de presenças, a determinar pela autarquia local que exerça os poderes de gestão do respetivo cemitério”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vizela apela à população que fique em casa

Próximo Artigo

Papa Francisco diz às empresas que despedir não é solução

Artigos Relacionados
x