Seguir o O MINHO

Barcelos

PSD diz que PS “não tem mais desculpas” para não construir hospital em Barcelos

Ministra da Saúde não se comprometeu com a construção do novo hospital de Barcelos

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O PSD de Barcelos defendeu, esta terça-feira, que o PS “tem todas as condições” para conseguir um novo hospital para aquele concelho e que “não tem mais desculpas” para não avançar com a obra.

Em comunicado, o PSD manifesta também “preocupação” pelas recentes declarações da ministra da Saúde, que não se comprometeu com a construção do novo hospital de Barcelos.

“Com responsabilidades no Governo e na câmara, o Partido Socialista tem todas as condições para conseguir a construção do novo hospital, pelo que não tem mais desculpas”, refere o PSD.

Sublinha que Barcelos “necessita de um hospital moderno e funcional” e “não pode ser prejudicado nem desvalorizado” comparativamente a outros concelhos da região com hospitais que servem populações de dimensão similar.

Na sexta-feira, o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes (PS), pediu à ministra da Saúde a inclusão de “seis ou sete milhões de euros” no próximo Orçamento do Estado para início da construção do novo hospital local.

Na resposta, Marta Temido não assumiu qualquer compromisso, afirmando apenas que é preciso saber “onde é que os portugueses consideram prioritário pôr os seis ou sete milhões”.

Para Marta Temido, “é tudo uma questão de prioridades”.

“Não quer dizer que as escolhas não venham a ser feitas, mas a questão é perguntar por onde vamos começar no ano de 2020”, referiu.

A funcionar num edifício propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, o hospital dá resposta a 154 mil habitantes daquele concelho e de Esposende.

Em 2007, o Governo e a Câmara de Barcelos assinaram um protocolo para a construção do novo hospital daquela cidade.

Segundo o protocolo, à câmara caberia adquirir os terrenos necessários para o efeito.

Miguel Costa Gomes disse à ministra que a câmara está “definitivamente” pronta para “fazer a sua parte”.

O PSD diz que a Câmara “passou 10 anos a fazer demagogia” sobre o tema.

Segundo o protocolo, o valor do investimento foi orçado em 83,3 milhões de euros, incluindo obra e equipamento, e o prazo de conclusão apontava para 2014. No entanto, a obra ainda não saiu do papel.

Anúncio

Barcelos

Detido por agredir o pai de 86 anos, ao longo de quatro meses, em Barcelos

Violência doméstica

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 51 anos foi detido na terça-feira por suspeitas de violência doméstica contra o pai em Barcelos, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o comando territorial de Braga da GNR dá conta da detenção do homem na sequência de uma operação do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas.

Os militares apuraram que o homem, que residia com o seu pai, de 86 anos, “agredia-o e ameaçava-o reiteradamente nos últimos quatro meses, tendo sido, na sequência das diligências, dado cumprimento a um mandado de detenção”.

O detido, após ter sido presente ao Tribunal Judicial da Comarca de Barcelos, ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contacto por qualquer meio com o seu progenitor e proibição de permanecer e se aproximar da residência da vítima, controlado por pulseira eletrónica.

Continuar a ler

Barcelos

Miguel Costa Gomes é candidato à liderança do PS Barcelos

“Fortalecer o PS para vencer 2021”

em

Foto: DR / Arquivo

O presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, anunciou nesta segunda-feira a sua candidatura à liderança da concelhia local do PS, nas eleições marcadas para 01 de fevereiro.

“Fortalecer o PS para vencer 2021”é o slogan de Miguel Costa Gomes, que assim aponta como prioridade a vitória nas próximas Autárquicas, para que os socialistas possam continuar a governar o concelho.

Da sua lista fazem parte nomes como Horácio Barra, presidente da Assembleia Municipal, e Armandina Saleiro, atual vice-presidente da Câmara e que será candidata à liderança das Mulheres Socialistas do concelho.

Miguel Costa Gomes está a cumprir o seu terceiro mandato como presidente a Câmara de Barcelos, estando assim impedido de se recandidatar, por força da lei de limitação de mandatos.

Hoje, anunciou que não fará parte da lista do PS à Câmara.

Em junho de 2019, Costa Gomes foi detido pela Polícia Judiciária no âmbito da Operação Teia, indiciado dos crimes de corrupção passiva e de prevaricação.

Esteve em prisão domiciliária, uma medida de coação que entretanto foi levantada, mas o autarca continua proibido de quaisquer contactos com funcionários municipais.

O juiz de instrução criminal considerou indiciado que Costa Gomes beneficiou as empresas de comunicação da mulher do ex-presidente da Câmara de Santo Tirso Joaquim Couto, em troca de favores políticos, designadamente apoio para uma eventual candidatura à presidência da Federação de Braga do Partido Socialista.

Hoje, Costa Gomes disse que, se ganhar as eleições, irá propor à Concelhia o apoio à candidatura de Ricardo Costa, vereador na Câmara de Guimarães, à liderança da Federação Distrital do PS de Braga.

A Federação é, desde 2014, presidida por Joaquim Barreto, ex-presidente da Câmara de Cabeceiras de Basto e atual deputado na Assembleia da República.

Barreto ainda não adiantou se se vai recandidatar à Federação.

Na corrida à Concelhia de Barcelos está também Armindo Vilas Boas, que já foi candidato há dois anos, tendo então perdido as eleições para Manuel Mota.

A candidatura de Armindo Vilas Boas já anunciou que o seu candidato à Câmara de Barcelos será Alexandre Maciel, ex-vereador no executivo liderado por Costa Gomes.

Outros nomes da lista de Vilas Boas são os também ex-vereadores Carlos Brito e Ana Maria Silva, atual deputada na Assembleia da República.

Continuar a ler

Barcelos

Homem gravemente queimado ao cair na lareira em Barcelos

Também a companheira da vítima sofreu queimaduras

em

Bombeiros Barcelos. Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem sofreu queimaduras graves depois de ter caído numa lareira na sua habitação, durante esta tarde, na freguesia de Fragoso, em Barcelos, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

Também a companheira da vítima, uma mulher, sofreu queimaduras, não inspirando grandes cuidados.

No local, estiveram os Bombeiros de Barcelos e a VMER, num total de sete operacionais e três viaturas.

As duas vítimas foram transportadas para o Hospital de Braga.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

PASSATEMPO

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

Populares