Seguir o O MINHO

Região

PS sem mulheres candidatas à presidência nas 24 autarquias do Minho

Eleições autárquicas 2021

em

XVIII Congresso Distrital de Braga do Partido Socialista. Foto: DR / Arquivo

São 24 autarquias divididas por dois distritos, mas nenhuma delas terá um candidato feminino a encabeçar as listas do PS à presidência de Câmara. Com os nomes ‘fechados’ nos distritos de Braga e Viana do Castelo, salta a vista a dominância do sexo masculino por entre os principais rostos dos socialistas para as autárquicas que se realizam em setembro.

Esta escolha surge em sentido oposto dos restantes partidos, que apresentam mulheres em algumas autarquias, como é o caso dos eternos rivais PSD e CDS, que avançam coligados com Liliana Silva em Caminha ou separados, com Júlia Fernandes e Cláudia Pereira em Vila Verde. Também o Chega indicou duas mulheres para as principais autarquias da região, com Eugénia Santos em Braga e Cristina Miranda, em Viana.

Braga é, aliás, um dos principais redutos onde o sexo feminino se mostra mais nestas autárquicas. Para além da candidata do Chega, outras quatro mulheres são candidatas à presidência de Câmara, a saber: Bárbara Barros (CDU), Alexandra Vieira (BE), Olga Baptista (IL) e Teresa Mota (Livre). Para além do atual presidente e recandidato Ricardo Rio (PSD/CDS/PPM/Aliança), só o PS e PAN têm um candidato masculino – Hugo Pires e Rafael Pinto.

O MINHO questionou ambas federações distritais do PS acerca desta particularidade, e tanto Miguel Alves (Viana) como Joaquim Barreto (Braga) admitiram que não há qualquer mulher a concorrer à presidência de Câmara, mas ressalvam que existem algumas a concorrer à presidência da Assembleia Municipal e outras como número dois das listas.

“De facto, em dez candidatos são dez homens e não há como mudar essa realidade”

Miguel Alves, presidente da Federação Socialista de Viana, não ‘passou pano’, até porque faz parte da estatística. “É verdade. A leitura global não deixa dúvidas”, admitiu. “De facto, em dez candidatos são dez homens e não há como mudar essa realidade. E lamento que assim seja, porque acho que é importante a participação das mulheres”, considerou.

Todavia, o também presidente da Câmara de Caminha (à qual é recandidato) salienta que as escolhas dos candidatos partem através das concelhias, e são ações avaliadas individualmente. “Cada concelhia escolhe uma pessoa e de facto só pode ser uma pessoa, neste caso um homem ou uma mulher. E a soma de todas as escolhas individuais fazem com que dez candidatos sejam homens”, clarifica.

Miguel Alves. Foto: Joca Fotógrafos / O MINHO

“Para mim é mais importante que as candidaturas tenham presente o equilibrar do género, e por exemplo, posso falar por mim, porque ainda não conheço a exaustão as restantes listas, mas estamos a preparar em Caminha listas para Câmara e Assembleia com grande paridade – cerca de 50%.

“A realidade é o que é, mas os processo são individuais, só escolhemos individualmente um a um e a soma dá depois essa realidade”, reforça, admitindo, no entanto, que existe “um grande esforço para aumentar a participação das mulheres nas listas”.

Mulher candidata à principal Assembleia Municipal do Minho

O MINHO contactou Joaquim Barreto, presidente da Federação Distrital de Braga, que preferiu salientar as candidaturas de mulheres à liderança da Assembleia Municipal em alguns concelhos, como é o caso da capital de distrito (Braga) ou de Amares.

“Realço também que em Barcelos e em Vizela vão duas mulheres nos segundos lugares das listas à Câmara”, acrescentou Barreto, que é também deputado na Assembleia da República.

Joaquim Barreto. Foto: Facebook

“Em relação aos candidatos às Câmaras, as concelhias é que apresentam as candidaturas e o nosso papel é ratificar as propostas dessas mesmas concelhias”, disse, indo ao encontro do que Miguel Alves também tinha defendido sobre o processo levado a cabo para escolha dos candidatos.

Candidatos do PS no distrito de Braga

Esposende – Luís Peixoto

Barcelos – Horácio Barra

Famalicão – Eduardo Oliveira

Guimarães – Domingos Bragança

Póvoa de Lanhoso – Frederico Castro

Vieira do Minho – Filipe de Oliveira

Terras de Bouro – Filipe Mota Pires

Amares – Emanuel Magalhães

Vizela – Víctor Hugo Salgado

Cabeceiras de Basto – Francisco Alves

Celorico de Basto – Manuel Machado

Fafe – Antero Barbosa

Vila Verde – António Esquível

Braga – Hugo Pires

Candidatos do PS no distrito de Viana

Viana do Castelo – Luís Nobre

Caminha – Miguel Alves

Valença – José Manuel Carpinteira

Monção – Filipe Quintas Ferreira

Melgaço – Manoel Baptista

Paredes de Coura – Vítor Paulo Pereira

Cerveira – Rui Teixeira

Ponte da Barca – Filipe Lobo

Arcos de Valdevez – João Braga Simões

Ponte de Lima – (Sem candidato próprio mas manifesta apoio ao candidato independente Abel Baptista)

As eleições autárquicas estão marcadas para o próximo dia 26 de setembro.

Populares