Seguir o O MINHO

Legislativas 2022

PS/Braga diz ter garantia da TAP de que a companhia dará “mais atenção” ao Norte

Eleições legislativas

em

Foto: DR

A candidatura do PS pelo círculo eleitoral pelo distrito de Braga afirma ter a garantida da TAP de que a companhia aérea nacional vai “dar mais atenção à região Norte”.

José Luís Carneiro, cabeça de lista do PS pelo círculo de Braga, às eleições deste domingo, e a mandatária da candidatura e deputada europeia, Isabel Estrada Carvalhais, estiveram reunidos a seu pedido, ao princípio da tarde desta sexta-feira, com Christine Ourmières-Widener e Silvia Mosquera, CEO e Chief Commercial & Revenue Officer da TAP, respetivamente.

A reunião serviu para os dois responsáveis políticos realçarem a importância das rotas internacionais da companhia aérea portuguesa para todos os territórios da região euro-atlântica, em particular para o Norte de Portugal, que concentra um vasto, valioso e diversificado tecido social, empresarial, económico e cultural.

Nesse sentido, refere comunicado do partido, fizeram eco das preocupações proporcionadas pelo diálogo mantido com a sociedade civil e as instituições do distrito de Braga no período de pré-campanha eleitoral. Das autarquias, às instituições de ensino superior e de investigação, das empresas às associações representativas dos mais diversos setores de atividade, todas elas entendem que a TAP tem um contributo relevante a dar para o desenvolvimento socioeconómico e para a centralidade da euro-região Norte de Portugal-Galiza no mundo global.

“Do encontro resultou a confirmação de que a TAP reforçará as ligações Porto/Lisboa e que estão garantidos voos diretos transcontinentais com destino ao Brasil e aos EUA a partir do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, assim como ligações com algumas das principais cidades europeias (nomeadamente, Londres, Paris, Luxemburgo, Zurique e Genebra)”, refere a candidatura.

Porém, acrescenta o comunicado, “outras rotas há que se encontram, neste momento, em avaliação e que dependem do comportamento da procura e da respetiva viabilidade económico-financeira, como decorre do plano de reestruturação da companhia aérea aprovado e do diálogo permanente que a administração da TAP mantém com a Comissão Europeia”.

Populares