Seguir o O MINHO

Póvoa de Lanhoso

Prozis investe mais 18 milhões de euros na Póvoa de Lanhoso

Empresa tem a expetativa de contratar novos funcionários para a execução destes novos projetos

em

Foto: DR

O Prozis Group vai investir cerca de 18 milhões de euros durante os próximos 18 meses na unidade industrial situada no parque de Fontarcarda, na Póvoa de Lanhoso. Além da expansão logística serão construídas duas novas unidades de produção, sendo uma destas desenvolvida nas instalações da antiga Carvitex, as quais passam agora a ter um novo rumo.


No fim de 2018, o Prozis Group já tinha investido mais de 12 milhões de euros e contratado 250 novos colaboradores na expansão da sua operação na Póvoa de Lanhoso, cumprindo, assim, a promessa feita em abril de 2017, aquando da apresentação do projeto Prozis Next.

De acordo com fonte do Prozis Group, a empresa tem a expetativa de contratar novos funcionários para a execução destes novos projetos de desenvolvimento na Póvoa de Lanhoso. A Prozis comercializa mais de 10.000 produtos que se distinguem, fundamentalmente, pela qualidade, variedade e inovação.

Os investimentos que tem realizado permitirão à Prozis continuar a investir na inovação tecnológica e eficiência dos processos produtivos com os objetivos de maximizar a capacidade de resposta ao cliente e de satisfazer as suas necessidades de forma rápida, segura e eficaz.

“A disponibilidade da Câmara Municipal tem sido desde sempre excelente. A Autarquia sempre colaborou connosco e sempre nos ajuda com a velocidade que nós precisamos. Sentimo-nos bem nesta região e, por isso, é que estamos a expandir a área quatro vezes mais do que tínhamos no passado e teremos quatro a cinco vezes mais funcionários do que tínhamos no passado. É neste sentido bom o relacionamento não só com a autarquia, mas também com as pessoas desta comunidade”, revela o fundador do grupo, que produz da Póvoa de Lanhoso para todo o mundo.

Para Miguel Milhão, a permanência na Póvoa de Lanhoso desta marca líder europeia é uma certeza.

“Nós gostamos de fazer o que fazemos, esta é a forma que temos de produzir valor na sociedade. Vemos a Prozis como uma empresa que produz valor para todos os stakeholders – clientes, comunidade, acionistas, funcionários –, como um projeto a muito longo prazo. Ou seja, quando nós trabalhamos com inteligência em qualquer coisa, acreditamos que o prémio grande vem sempre mais à frente. Nunca condicionamos o futuro com o presente; somos pacientes. O projeto que temos para a Póvoa de Lanhoso é para ficar aqui décadas, sem dúvida”.

Miguel Milhão concorda que este pode ser um fator de segurança não apenas para a comunidade e para a Autarquia, mas para todos. “Há uma nova geração de empresas que quer fazer coisas. Eu acho que a Prozis não será a única empresa deste tipo, que se quer estabelecer e fazer projetos de vida, geracionais, e vai dar segurança a toda a gente e também nos vai dar segurança a nós, porque nós queremos envolver com a comunidade e ter uma relação de longo prazo”, assegura.

O Presidente da Câmara, numa visita às instalações, destacou o “espírito empreendedor desta empresa. A Prozis é um bom exemplo da capacidade dos nossos jovens em criar empresas de dimensão mundial. Temos muito orgulho em sermos parceiros desde a primeira hora do crescimento e da afirmação deste projeto. O Miguel Milhão é um empresário com grande visão e acima de tudo com enorme responsabilidade social. São estas empresas que ajudam os concelhos a crescer e a dar qualidade de vida aos seus cidadãos. Da nossa parte estamos, como sempre, ao dispor dos empresários e de novos projetos de investimento. Felizmente temos os parques empresariais cheios e a nossa taxa de desemprego a descer. É um excelente indicador e o resultado do empenho dos empresários e também, para sermos justos, do trabalho da autarquia que sempre deu prioridade ao desenvolvimento económico”.

Anúncio

Braga

Idoso detido em Póvoa de Lanhoso por causa de queima descontrolada

Incêndio

em

Foto: Ilustrativa / DR

Um homem de 69 anos foi detido, na quarta-feira, por suspeito de incêndio florestal por negligência em Sobradelo da Goma, na Póvoa de Lanhoso, anunciou hoje a GNR.

O idoso fez uma queimada que acabou por se descontrolar e queimar 1.700 metros quadrados de mato e silvado.

Em comunicado, a GNR refere que, “cerca das 13:00, deflagrou um incêndio florestal que teve origem numa queimada, em que o indivíduo perdeu o controlo das chamas, acabando por consumir 1700 m2 de mato e silvado”.

Durante as diligências policiais, foi possível identificar o autor da queimada, tendo sido constituído arguido e os factos participados ao Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

Para o local foram mobilizados vários meios de socorro, entre viaturas da GNR e dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso.

Continuar a ler

Braga

Póvoa de Lanhoso recruta vigilantes florestais

Incêndios

em

Foto: Divulgação / CM Póvoa de Lanhoso

Está a decorrer o recrutamento de dois vigilantes para o posto de vigia de S. Mamede, em Póvoa de Lanhoso, local estratégico para as ações de vigilância no âmbito da Defesa da Floresta Contra Incêndios, anunciou a autarquia.

Os interessados devem deslocar-se ao Posto Territorial da GNR da Póvoa de Lanhoso para preencher o necessário formulário de candidatura e indicar o correio eletrónico para o qual pretendem ser notificados.

Os candidatos podem encontrar mais informação sobre as vagas na página do município.

Continuar a ler

Braga

Obras afetam distribuição de água em freguesia da Póvoa de Lanhoso

Abastecimento de água

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara da Póvoa de Lanhoso alertou hoje a população para possíveis falhas de água na freguesia de Vilela, nas próximas duas semanas, devido a obras para melhorar a rede de distribuição de água.

Em comunicado, a autarquia esclarece que na terça e na quarta-feira estarão sujeitos a falta de água os seguintes arruamentos da Freguesia de Vilela: Rua e Travessa do Paço Velho, Rua da Portela, Caminho da Ribes, Beco da Portela e Rua do Areaço.

Nos dias 06 e 08 de julho, poderá haver cortes de água na Rua e Travessa da Boucinha, Caminho do Vale Escuro, Rua de Lage de Vila, Caminho de Portagide, Rua e Caminho de Santa Catarina, Travessa e Beco de Santa Catarina, Caminho da Poça Nova, Rua da Senhora da Boa Viagem, Rua de Santiago, Travessa da Lage, Rua de Paço Novo, Rua da Senhora do Ó, Caminho do Telhado, Caminho de São Miguel, Rua da Ponte, Caminho dos Pocinhos e Rua da Devesa.

Esta empreitada tem como objetivo executar intervenções na rede distribuidora de água que permitirão uma melhoria do seu desempenho e consequentemente da qualidade do serviço prestado aos e às munícipes.

Continuar a ler

Populares