Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Proteção Civil atribui louvor a comandante dos Sapadores de Viana do Castelo

Homenagem

em

Foto: CM Viana do Castelo

O comandante da Companhia de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo recebeu hoje um louvor atribuído pelo comandante nacional da Emergência e Proteção Civil “pelas excelentes qualidades ao serviço dos bombeiros de Portugal, há cerca de 40 anos”.

A distinção proposta pelo primeiro Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Viana do Castelo, Marco Domingues, foi hoje entregue a António José da Cruz, na abertura da sessão solene comemorativa dos 762 anos da outorga do foral Afonsino a Viana do Castelo, depois de ter sido adiada devido à pandemia de covid-19.

A atribuição da distinção esteve inicialmente prevista para 22 de março, durante as comemorações dos 240 anos da Companhia de Bombeiros Sapadores de Viana do Castelo, que acabariam por ser cancelada devido à restrições de combate à pandemia causada pelo novo coronavírus.

Hoje, na abertura das celebrações da atribuição do foral a Viana do Castelo, Marco Domingues leu a declaração de louvor, na qual o coronel José Manuel Duarte da Costa, comandante operacional nacional da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) realça o “rigor e competência” de António José da Cruz.

“Com elevado sentido de missão identifica, avalia e recomenda em tempo oportuno, soluções a situações operacionais mais complexas com que se depara no exercício das suas funções”. Possuidor de uma sólida formação e preparação técnica e uma extraordinária capacidade de trabalho que moldam a forma diária de trabalho do comandante António José da Cruz”, refere José Duarte Costa.

O comandante António José da Cruz recebeu ainda a medalha de Mérito de Serviço Público atribuída hoje pela Câmara de Viana do Castelo a 20 funcionários municipais e 13 dos serviços municipalizados com 40 ou mais anos de serviço.

O comandante hoje homenageado, com 60 anos de idade, integrou os Bombeiros Municipais da capital do Alto Minho, em dezembro de 1979, em 2001 passou a adjunto de comando e, desde 2015 que desempenha, as funções de comandante.

Fundado em 22 de março de 1780, com a designação original de Companhia da Bomba, o corpo dos Bombeiros Sapadores Viana do Castelo é atualmente o terceiro mais antigo de Portugal, logo a seguir aos Sapadores de Lisboa e Porto, sendo um serviço da Câmara Municipal, de quem depende administrativamente. Conta com uma estrutura profissional constituída por mais de 50 operacionais.

A única corporação profissional de bombeiros do distrito de Viana do Castelo “tem como função e objetivo principal o salvamento e proteção de pessoas e bens, tendo como área de atuação o Município de Viana do Castelo. No entanto, entram em campo sempre que solicitados pela estrutura da Autoridade Nacional de Proteção Civil”.

Dispõe de veículos de combate a incêndios, veículos tanque, um veículo autoescada com trinta metros, ambulâncias de socorro, viaturas de socorro e assistência estratégica, veículo de comando, um de apoio a mergulhadores, veículos de apoio diverso e bote de socorro e resgate.

Populares