Seguir o O MINHO

Braga

Prostituição masculina e droga. Polícias vigiam zona da central de camionagem de Braga

Utentes são muitas vezes importunados

em

Imagem: Google Maps (2020)

A PSP e a Polícia Municipal de Braga estão a vigiar, de forma contínua, o edifício da Central de Camionagem e as suas imediações para incutir tranquilidade aos utentes, tendo em conta que, na zona, há tráfico de droga, prostituição masculina, e rixas envolvendo arrumadores de carros e pequenos traficantes.

Olga Pereira, a vereadora que tutela a estrutura, hoje denominada como Centro Coordenador de Transportes, adiantou a O MINHO que, em simultâneo, serão feitas obras nas casas de banho, onde a degradação é enorme, e onde se pratica a prostituição masculina. Ao todo, e de momento, serão investidos 60 mil euros, em pequenos melhoramentos, como os da iluminação, e de zonas de espera de passageiros.

“Além desta obra, estamos a limpar várias zonas no interior do edifício que têm lixo não-doméstico amontoado, já que alguns operadores colocavam objetos e peças velhas ou obsoletas em locais que não eram usados pelo público”, adiantou a autarca, dizendo que prevê que sejam retirados vários camiões com lixo.

A Câmara, que tomou posse da gestão no dia 01 de março, tem já um estudo sobre a requalificação de toda a Central, o qual deverá, agora, evoluir para um projeto arquitetónico e de engenharia, com as devidas componentes de construção e de custos previsíveis.

A remodelação do edifício – acrescentou – tem em perspetiva a coexistência com a futura central intermodal de transportes, a criar junto à futura estação do comboio de alta velocidade – (Porto/Vigo), a construir, até 2025, a norte do concelho, provavelmente em Semelhe.

Populares