Seguir o O MINHO

Futebol

Promessa dos juvenis do Benfica assina contrato profissional

Rodrigo Matos de 16 anos

em

Foto: slbenfica.pt

Rodrigo Matos, de apenas 16 anos, assinou um contrato profissional com o Benfica, anunciou, esta segunda-feira, o clube encarnado no seu site oficial.


O jovem extremo, que pode jogar em ambas as alas, cumpre a quarta época ao serviço das águias, depois de ter atuado no Centro de Formação e Treino benfiquista do Algarve, entre 2012 e 2014, tendo regressado ao Benfica em 2018, proveniente do Louletano.

Na presente temporada, Rodrigo Matos apontou, até ao momento, sete golos em 14 jogos pelos juvenis (sub-17) do Benfica.

Anúncio

Futebol

Edwin Banguera quer Gil Vicente com “responsabilidade” na ponta final da I Liga

I Liga

em

Foto: Imagem Gil Vicente TV

O defesa Edwin Banguera apelou hoje à “responsabilidade” dos futebolistas do Gil Vicente para “honrarem o clube e os adeptos” na reta final da I Liga, na véspera de receber o Tondela, em encontro da 32.ª jornada.

“Já estamos livres daquela pressão da descida, mas ninguém gosta de perder. Temos de encarar o jogo com responsabilidade para honrar o clube e quem nos têm apoiado, mas também porque os nossos adversários merecem respeito”, recomendou o lateral colombiano, numa conversa promovida pelo emblema de Barcelos nas redes sociais.

Os ‘galos’ alcançaram a manutenção na sexta-feira, quando triunfaram na deslocação ao Vitória de Guimarães (2-1), registo “muito gratificante” desejado “desde o primeiro treino”, com a condicionante de os minhotos terem subido pela via administrativa à elite esta temporada, a partir do Campeonato de Portugal, na sequência do ‘caso Mateus’.

“Foi um momento incrível, sob a batuta de um treinador muito experiente, exigente e com quem aprendemos todos os dias. Como se costuma dizer, esta equipa é o reflexo do treinador. Graças a Deus, conseguimos o objetivo e sinto-me muito honrado de fazer parte deste clube. Até agora, o Gil Vicente foi o melhor que aconteceu na minha carreira”, frisou.

Edwin Banguera, de 23 anos, assinou pelos gilistas na temporada passada, proveniente do Salgueiros, e foi um dos quatro elementos que transitaram para a I Liga em 2019/20, tal como o guarda-redes Wellington Luís e os médios Ahmed Isaiah e Juan Villa, depois de um ano a competir sem pontuar no terceiro escalão do futebol português.

“Atuávamos mais pelo orgulho e pela vontade em querer chegar à elite. Sabíamos da exigência que o Gil Vicente merece e tínhamos de jogar para honrar a camisola. Até que chegámos à divisão máxima e vimos que era totalmente diferente. Cada jogo exige concentração máxima e os pormenores fazem a diferença”, analisou Edwin Banguera.

Entre o flanco esquerdo ou o eixo defensivo, o lateral formado no América de Cali e com uma breve passagem pelo Depor Córdoba soma 10 jogos e atravessa um “ano muito importante” nos relvados, onde quer “aproveitar cada oportunidade e a qualidade dos mais experientes” para “treinar da melhor maneira diariamente e ter um melhor futuro”.

O Gil Vicente, nono classificado, com 39 pontos, recebe o Tondela, na 15.ª posição, com os mesmos 30 pontos do Vitória de Setúbal, três acima da zona de despromoção, na terça-feira, às 21:30, no Estádio Cidade de Barcelos, em encontro da 32.ª jornada, que terá arbitragem de Jorge Sousa, da associação do Porto.

Continuar a ler

Futebol

Vítor Oliveira vê permanência na I Liga como “ponto de viragem” do Gil Vicente

I Liga

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O treinador Vítor Oliveira definiu hoje a manutenção do Gil Vicente na I Liga de futebol como “um ponto de viragem na vida” dos minhotos, que procuram “voltar à realidade” na receção ao Tondela, em jogo da 32.ª jornada.

“Esta época do Gil Vicente é extraordinariamente importante. Ficar em 10.º ou em 16.º será igual, porque o único objetivo era a permanência. Neste ano de transição muito difícil, tivemos de minimizar várias contrariedades para sairmos vivos, mas estão lançadas as raízes para um futuro promissor”, avaliou o técnico, em conferência de imprensa.

Os ‘galos’ alcançaram a manutenção na elite na sexta-feira, quando triunfaram na deslocação ao Vitória de Guimarães (2-1), dando “com algum brilhantismo” um passo “fundamental para a continuidade do projeto” do emblema de Barcelos, que antecipa “seriedade e dignidade em prol da verdade desportiva” na reta final do campeonato.

“Vamos defrontar três clubes que estão na luta pela manutenção e, certamente, todos querem ter adversários competentes. Apesar de toda a envolvência e das vicissitudes que as equipas passaram nestas últimas 10 jornadas, temos a obrigatoriedade de sermos o mais sérios possíveis para que a verdade desportiva esteja presente”, alertou.

Determinado a contrariar o “alívio e a descompressão grande” originados pelos festejos da permanência, Vítor Oliveira recusa “alterar muito o discurso” para continuar a exigir “empenhamento máximo” ao plantel do Gil Vicente, tendo em vista o “crescendo de forma” mostrado nas vitórias consecutivas sobre Rio Ave (1-0) e Vitória de Guimarães.

“Só dando tudo é que conseguimos chegar ao rendimento que nos permite ter estes pontos. Somos uma equipa na verdadeira aceção da palavra e, quando não o fomos, demos barraca. Há que manter este espírito. Vimos de dois triunfos importantíssimos e merecidos sobre duas das melhores equipas da I Liga e nenhuma foi por acaso”, notou.

O experiente treinador reconheceu o favoritismo dos gilistas frente ao Tondela, uma das cinco equipas envolvidas na luta pela manutenção, recorrendo ao currículo pessoal de 11 promoções à elite a partir do escalão secundário para notar que “é muito mais tranquilo, motivador e menos assustador jogar para subir do que jogar para não descer”.

“Vai ser um jogo muito difícil. O Tondela tem melhores resultados fora e precisa urgentemente de pontos, mas atravessamos um bom momento e estamos motivados, fortes e confiantes”, concluiu Vítor Oliveira, que pode contar com o defesa Rúben Fernandes e o avançado Sandro Lima, após terem cumprido castigo na ronda passada.

Já o guarda-redes Wellington Luís e o defesa Henrique Gomes integram o boletim clínico dos minhotos, que vão tentar igualar a melhor sequência da época diante dos ‘beirões’.

​​​​​​​​​​​​​​O Gil Vicente, nono classificado, com 39 pontos, recebe o Tondela, na 15.ª posição, com os mesmos 30 pontos do Vitória de Setúbal, três acima da zona de despromoção, na terça-feira, às 21:30, no Estádio Cidade de Barcelos, em encontro da 32.ª jornada, que terá arbitragem de Jorge Sousa, da associação do Porto.

Continuar a ler

Futebol

Treinador do Benfica repete convocatória para Vitória SC

I Liga

em

Nelson Veríssimo. Foto: Twitter / SL Benfica

O treinador do Benfica, Nélson Veríssimo, repetiu hoje, pela terceira vez seguida, a lista de convocados dos ‘encarnados’, que na terça-feira recebem o Vitória SC, em jogo da 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico voltou a não efetuar qualquer alteração nas opções, mantendo os mesmos 22 jogadores que tinham sido chamados para os dois anteriores encontros, diante de Boavista (3-1) e Famalicão (1-1).

Da mesma forma, continuam de fora o lateral esquerdo Grimaldo e o médio Adel Taarabt, os únicos elementos que constam do boletim clínico das ‘águias’.

O espanhol recupera de uma lesão no ligamento lateral interno do joelho esquerdo, que o vai afastar do resto da temporada, enquanto o marroquino tem uma entorse no tornozelo direito.

O Benfica, segundo classificado da I Liga, com 68 pontos, recebe o Vitória SC, sétimo, com 46, na terça-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, a partir das 21:30, numa partida que será dirigida pelo árbitro Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.

Lista de 22 convocados:

– Guarda-redes: Vlachodimos, Zlobin e Svilar.

– Defesas: André Almeida, Tomás Tavares, Rúben Dias, Jardel, Ferro e Nuno Tavares.

– Médios: Weigl, Samaris, Florentino, Gabriel, Pizzi, Chiquinho, Rafa, Zivkovic e Cervi.

– Avançados: Jota, Dyego Sousa, Carlos Vinícius e Seferovic.

Continuar a ler

Populares