Seguir o O MINHO

Braga

Projeto quer tornar Braga na cidade do pentatlo moderno em Portugal

Este ano, cidade já vai receber um congresso de laser run

em

Foto: FPPM

Um ambicioso projeto quer tornar Braga na cidade do pentatlo moderno em Portugal. As primeiras conversas já aconteceram e vão começar a ser colocadas em prática no segundo semestre deste ano, e no futuro próximo a ideia é ter a modalidade nas escolas e abrigar cada vez mais eventos, e talvez até ser sede de uma associação deste desporto no norte.

A iniciativa foi do advogado brasileiro Bruno Gutman, de 40 anos, e há dois em Braga. O carioca já deu uma contribuição cultural recente à cidade, ao fundar o bloco de Carnaval Minho de Janeiro, que teve a sua primeira edição em 2020, e este ano ocorreu de forma virtual.

Bruno começou a sua carreira jurídica no Direito Desportivo, no Rio de Janeiro. O advogado, já tinha um relacionamento com a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno há muitos anos. E quando veio para Portugal, aquele organismo o colocou em contacto com a Federação Portuguesa do Pentatlo Moderno (FPPM), para tentar criar um projeto desportivo em comum e aumentar o relacionamento entre os países na modalidade.

“A conversa com o Bruno foi logo muito cordial, ele é muito amigo do presidente da Confederação Brasileira, que eu conheço há muitos anos. E quando o Bruno dirige-se a mim com ideias e contributos práticos, foi com a maior das facilidades que marcamos uma reunião em Braga, também com com a vereadora do Desporto, e neste momento o processo está em alta velocidade”, disse Manuel Barroso, presidente da FPPM, a O MINHO.

“Conversei com ele sobre a possibilidade de criarmos um projeto para que os atletas brasileiros pudessem vir mais vezes para Portugal, fazermos treinamentos em conjunto entre os atletas de ambos os países. E com isso fazer de Portugal uma “base” dos atletas brasileiros na Europa. E faria todo o sentido que o projeto fosse sediado em Braga, pelas características que a cidade apresenta”, completou Bruno Gutman.

“Fiquei muito entusiasmado, estamos há muito tempo interessados em desenvolver o pentatlo no norte, e Braga teria todas as condições para ser o local de desenvolvimento. O laser run passou a ser a alavanca, fruto de reuniões que tivemos na Câmara, mas já pensamos mais além, outras iniciativas para dar músculo a um projeto ambicioso do pentatlo moderno em Braga, a nível nacional e internacional”, explicou Manuel Barroso.

Os projetos começaram a se desenvolver, e os mais imediatos decorrem já em outubro. Braga vai receber a última etapa do Laser Run Portugal Tour 2021, e no mesmo fim de semana vai ocorrer o Braga Summit Laser Run, o primeiro congresso da área no país, e já com conversas adiantadas com a Câmara Municipal.

Num segundo momento, Braga poderá receber a Copa Ibérica de Pentatlo Moderno (um ano em Espanha, e outro em Portugal), para além da Copa Iberoamericana, também com as participações de Brasil e Argentina.

Os Jogos Olímpicos de 2024, em Paris, também poderão catalisar outras ações, como uma parceria com a Confederação Brasileira de Pentatlo Moderno, para o acolhimento dos atletas – não apenas brasileiros – em Braga, e constituir mesmo um centro de treinos na cidade.

Bruno Gutman e Manuel Barroso. Foto: Arquivo pessoal

Laser Run

O pentatlo moderno é um desporto que envolve cinco modalidades: hipismo, esgrima, natação, tiro desportivo e corrida. Atualmente há 25 clubes de todo o país filiados à FPPM, e alguns dedicam-se a apenas algum formato. No entanto, o atual ex-líbris é o laser run, que vai ser o foco do congresso em Braga e pode estar nas escolas no futuro.

Laser run. Foto: FPPM

O laser run envolve duas modalidades do pentatlo moderno: corrida e tiro. Mas como o nome sugere, a arma é com laser de alta precisão, mais aliciante para os mais pequenos.

“O laser run é um formato que criamos para criar a semente, o tiro é a laser, é seguro, ecológico, amigo do ambiente, e desperta nos jovens uma forte motivação e entusiasmo, é sucesso garantido. Temos já a experiência de ir às escolas, fazer demonstrações, experimentações, não só os jovens ficam entusiasmados, como os professores e pais”, explicou Manuel.

Para desenvolver a formação e estabelecer a modalidade em Braga, a ideia é levar o laser run às escolas. O assunto já foi discutido e recebido pela vice-presidente da Câmara, Sameiro Araújo, responsável pelo pelouro do Desporto.

“A ideia é incluir a modalidade no desporto escolar, iniciando com o laser run, que é a modalidade básica. É um projeto de médio-longo prazo. O pentatlo é muito forte no sul de Portugal, mas não no norte. Temos de fazer um trabalho de aumentar o número de praticantes, de inserir no desporto escolar. A Câmara está disposta a conversar e ajudar no desenvolvimento do projeto”, disse Bruno Gutman.

“O problema que se coloca é dos recursos, são equipamentos caros. O kit com uma arma e um alvo custa cerca de 600 euros, o problema reside neste investimento para ter disponível para os jovens em quantidade suficiente para continuar esta dinâmica de entusiasmo”, completa Manuel Barroso.

Congresso

O Braga Summit Laser Run vai decorrer na segunda quinzena de outubro. O dia 22 será para treinadores portugueses e estrangeiros.

O dia seguinte vai ser dedicado à formação de professores de educação física, para que possam dar treinamento da modalidade. O terceiro e último dia vai receber a última etapa do Laser Run Portugal Tour 2021, que arrancou no último dia 16 de maio em Abrantes.

“Queremos realizar um programa completo de iniciativas, que será inédito, e queremos mobilizar todo o universo, quer professores e treinadores, para adquirirem formação e capacitação, para depois constituírem os emissários nas suas próprias regiões do laser run a nível nacional”, diz Manuel.

Associação

Atualmente, a sede da FPPM fica nas Caldas da Rainha, e o projeto bracarense não passa por trazê-la. No entanto, segundo o presidente da federação, que vai deixar o cargo no fim deste ciclo olímpico de Tóquio2020, uma ideia mais realista seria criar um perfil de associações regionais, e “pode ser um cenário a estudar de criar uma associação a norte, com sede em Braga, parece-me que é mais realista”.

“Com o desenvolvimento do projeto e, consequentemente, o aumento do número de atletas praticantes no Norte e o aumento do número de competições e eventos, será necessário estabelecer uma Associação Regional do Norte, filiada à Federação Portuguesa de Pentatlo Moderno, para poder gerir e administrar toda o desenvolvimento do esporte na região Norte de Portugal. E, claro, a sede lógica dessa Associação seria em Braga.

Para já, as seleções jovens nacionais tiveram destaque na European Cup, que decorreu no último fim de semana em Barcelona. As categorias sub-19 e sub-17 conquistaram medalhas, mas a maioria através de clubes de Lisboa. A intenção de todo este projeto é exatamente formar mais atletas no norte.

Populares