Seguir o O MINHO

Ave

Projeto “Guimarães Inclusivo” promove emprego, ajuda famílias e qualifica instituições sociais

em

A Câmara Municipal vimaranense apresentou o projeto “Guimarães Inclusivo”, um programa que já está em vigor e que tem como objetivo fundamental promover a inclusão de pessoas em situação de vulnerabilidade social, através de uma parceria efetuada entre organizações da economia social, tendo em vista a promoção do emprego e a prevenção da pobreza infantil, dotando ao mesmo tempo as instituições do concelho com melhores condições para trabalharem nas suas áreas específicas.


Este programa, que se realiza durante três anos, é promovido pelo Município e resulta de uma parceria entre a Sol do Ave, ADCL – Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais e cooperativa Fraterna. Até outubro de 2018, este projeto estima alcançar um universo de um milhar de vimaranenses e empregar, pelo menos, 300 pessoas. A iniciativa está enquadrada no programa “Contratos Locais de Desenvolvimento Social 3G”, numa aposta em torno de diferentes eixos de ação que confluem para a inclusão de indivíduos em situação de exclusão social.

“Temos o dever imperativo de agirmos e de respondermos no terreno, de um modo organizado, a solicitações de quem tem mais fragilidades. A área social, para mim, é das mais prioritárias! Não deixarei que faltem recursos, lidando cada situação com afeto e carinho. Temos a enorme responsabilidade de dar às nossas crianças um desenvolvimento harmonioso”, afirmou Domingos Bragança, presidente do Município de Guimarães, na apresentação pública deste projeto de intervenção social, que privilegia medidas ativas de emprego e formação profissional.

O programa prevê a realização de ciclos de eventos sobre cidadania ativa, com a dinamização de atividades intergeracionais que envolvam vários membros de famílias, sessões de carácter informativo e formativo, oficinas de competências pessoais e sociais, atendimento e aconselhamento em situações de crise, consultas de terapia familiar, grupos de autoajuda, mediação de conflitos familiares, promovendo a capacitação das famílias e a proteção e promoção dos direitos das crianças e jovens. Entre outros objetivos, promove a integração escolar e a inclusão de crianças e jovens com deficiência ou incapacidade, desenvolvendo-se nestes casos ações de estimulação cognitiva.

O projeto “Guimarães Inclusivo” contempla, também, o desenvolvimento de apoio técnico à auto-organização de associações sediadas nas habitações sociais do concelho, levando a cabo um trabalho de diagnóstico e de planeamento estratégico que sustente a ação daquelas associações. Um concurso de empreendedorismo e inovação social, a elaboração do “Manual do Associativismo Vimaranense” com as atividades e boas práticas desenvolvidas no concelho e a organização de uma “Feira das Associações” são alguns dos exemplos a concretizar no âmbito deste programa social.

Anúncio

Ave

Incêndio numa serração em Fafe causa danos materiais

Incêndio industrial

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Um incêndio deflagrou nesta madrugada numa serração em Fafe, na Rua dos Aliados, causando danos materiais, disse a O MINHO fonte do CDOS de. Braga.

No local estiveram 13 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Fafe apoiados por quatro viaturas, assim como elementos da Proteção Civil Municipal e a GNR.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Pelas 02:09, o incêndio encontra-se em fase de rescaldo.

(em atualização)

Continuar a ler

Guimarães

Homem encontrado morto dentro de casa no concelho de Guimarães

Nas Taipas

em

Foto cedida a O MINHO pelo Notícias das Taipas

Um homem de 71 anos foi encontrado sem vida ao final da tarde desta terça-feira depois de ter sido dado como desaparecido pela família, em Caldelas, concelho de Guimarães.

Os Bombeiros das Taipas, com uma ambulância e uma viatura especial no total de cinco elementos, foram acionados para uma abertura de porta na rua Viela do Alvite, encontrando o homem já sem vida no interior da habitação.

Ao que apurámos, o homem não era visto há mais de 24 horas e as portas de casa encontravam-se encerradas, pelo que terá sido solicitado junto das autoridades a abertura da porta da habitação.

As autoridades confirmaram o óbito, transportando o corpo da vítima para o Instituto de Medicina Legal do Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães.

Não havia sinais de violência pelo que depreende que se tratou de uma doença súbita.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Guimarães

Montanha da Penha, em Guimarães, já tem um mapa turístico

Turismo

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Uma parceria entre a Irmandade da Penha, a Turipenha e a Câmara de Guimarães resultou no mapa turístico da Montanha de Penha, de valorização dos seus recursos naturais e de aproximação à cidade e ao turismo.

Em comunicado, a autarquia minhota descreve que o mapa turístico sobre a Montanha da Penha está disponível em quatro línguas (português, espanhol, francês e inglês), reafirmando Guimarães como destino de excelência para a prática de Turismo de Natureza.

Neste documento, prossegue a nota de imprensa, “estão descritas informações de relevo alusivas ao Pio IX, à Gruta da Senhora de Lourdes, à Capela de Santa Catarina, ao Teleférico, ao Parque de Campismo e ainda um programa de atividades possíveis de realizar, com os contactos úteis”.

“A Montanha da Penha, com uma área de 1.140 hectares é definida como um local de extrema relevância para os habitantes locais e para os visitantes, quer pelo impacto visual que tem sobre a cidade, quer em termos paisagísticos, mas também pelas mais variadíssimas vertentes tais como religiosa, cultural, desportiva, turismo e lazer”, refere ainda o comunicado.

Acrescenta a comunicação que “Guimarães tem definido uma estratégia clara no âmbito da promoção de Turismo de Natureza, onde a Montanha da Penha emerge como um dos principais ecossistemas do concelho, com a candidatura em curso para área Protegida de Âmbito Local”.

Continuar a ler

Populares