Seguir o O MINHO

Ave

Projeto “Guimarães Inclusivo” promove emprego, ajuda famílias e qualifica instituições sociais

em

A Câmara Municipal vimaranense apresentou o projeto “Guimarães Inclusivo”, um programa que já está em vigor e que tem como objetivo fundamental promover a inclusão de pessoas em situação de vulnerabilidade social, através de uma parceria efetuada entre organizações da economia social, tendo em vista a promoção do emprego e a prevenção da pobreza infantil, dotando ao mesmo tempo as instituições do concelho com melhores condições para trabalharem nas suas áreas específicas.

Este programa, que se realiza durante três anos, é promovido pelo Município e resulta de uma parceria entre a Sol do Ave, ADCL – Associação para o Desenvolvimento das Comunidades Locais e cooperativa Fraterna. Até outubro de 2018, este projeto estima alcançar um universo de um milhar de vimaranenses e empregar, pelo menos, 300 pessoas. A iniciativa está enquadrada no programa “Contratos Locais de Desenvolvimento Social 3G”, numa aposta em torno de diferentes eixos de ação que confluem para a inclusão de indivíduos em situação de exclusão social.

“Temos o dever imperativo de agirmos e de respondermos no terreno, de um modo organizado, a solicitações de quem tem mais fragilidades. A área social, para mim, é das mais prioritárias! Não deixarei que faltem recursos, lidando cada situação com afeto e carinho. Temos a enorme responsabilidade de dar às nossas crianças um desenvolvimento harmonioso”, afirmou Domingos Bragança, presidente do Município de Guimarães, na apresentação pública deste projeto de intervenção social, que privilegia medidas ativas de emprego e formação profissional.

O programa prevê a realização de ciclos de eventos sobre cidadania ativa, com a dinamização de atividades intergeracionais que envolvam vários membros de famílias, sessões de carácter informativo e formativo, oficinas de competências pessoais e sociais, atendimento e aconselhamento em situações de crise, consultas de terapia familiar, grupos de autoajuda, mediação de conflitos familiares, promovendo a capacitação das famílias e a proteção e promoção dos direitos das crianças e jovens. Entre outros objetivos, promove a integração escolar e a inclusão de crianças e jovens com deficiência ou incapacidade, desenvolvendo-se nestes casos ações de estimulação cognitiva.

O projeto “Guimarães Inclusivo” contempla, também, o desenvolvimento de apoio técnico à auto-organização de associações sediadas nas habitações sociais do concelho, levando a cabo um trabalho de diagnóstico e de planeamento estratégico que sustente a ação daquelas associações. Um concurso de empreendedorismo e inovação social, a elaboração do “Manual do Associativismo Vimaranense” com as atividades e boas práticas desenvolvidas no concelho e a organização de uma “Feira das Associações” são alguns dos exemplos a concretizar no âmbito deste programa social.

Populares