Seguir o O MINHO
[the_ad id='438601']

Viana do Castelo

Projeto ajuda sete jovens com deficiência a arranjar emprego em Viana

Autismo

em

Foto: Facebook de Fundação AMA

Sete jovens, com perturbação de espetro do autismo conseguiram integrar o mercado de trabalho no âmbito de um projeto apoiado por fundos comunitários e desenvolvido, em Viana do Castelo, pela Fundação AMA-Autismo, foi hoje divulgado.

Em nota hoje enviada às reações, a propósito do balanço do primeiro ano daquela iniciativa, a AMA-Autismo dos sete jovens apoiados, “três estão integrados seguindo o modelo de emprego protegido, foi estão no mercado de trabalho e, os restantes dois, encontram-se se em fase de procura ativa de emprego”.

O projeto, financiado pelo Programa POISE-Parcerias para o Impacto, “visa dotar os jovens com perturbação do espetro do autismo das competências pessoais, sociais e profissionais necessárias para ingressar no mundo do trabalho”.

Em 2019, a fundação apresentou a candidatura Campus AMA ao Portugal Inovação Social que mereceu aprovação e será executada durante três anos, com o objetivo de “providenciar respostas aos jovens que estão a finalizar ou já finalizaram o percurso educativo e tentam ingressar no mercado de trabalho”.

Segundo a fundação, “no primeiro ano do projeto foram alcançados, na íntegra, os objetivos delineados”, porque apesar do “contexto de pandemia de covid-19 nunca foi interrompida a sua execução”.

EM FOCO

Populares