Seguir o O MINHO

Braga

Projecto de Braga combate isolamento social

REDMAY

em

Foto: Divulgação

O Projecto REDMAY, que arrancou em Braga em junho, visa proporcionar vários serviços de proximidade na área social e da saúde mental e tem como finalidade promover a qualidade de vida e o combate ao isolamento social.

O projecto arrancou em junho e os serviços são disponibilizados numa Unidade Móvel de apoio, dirigindo-se a pessoas com mais de 55 anos de idade.

O REDMAY é um projecto europeu de cooperação entre o Município de Braga, a Junta da Galiza e a Universidade de Vigo. Trata-se de uma iniciativa de apoio pessoal personalizado e de prevenção de demências que promove acções gratuitas de serviços sociais (atendimento social, mediação com os serviços/respostas sociais), enfermagem (aconselhamento e rastreios), neuropsicologia (avaliação e estimulação cognitiva) e psicomotricidade (estimulação funcional). Incluem-se, também, nestes serviços diversas acções, tais como, sessões de relaxamento, pintura, leitura de jornais e revistas, teatro, jogos, danças e cantares, visitas domiciliárias, acções de sensibilização/informação, acesso às novas tecnologias de forma mais interactiva e divulgação de serviços e medidas promovidas pelo Município de Braga.

A Unidade Móvel percorrerá, até ao final deste ano, as freguesias de Esporões, Morreira e Trandeiras, Escudeiros, Penso S. Estevão e Penso S. Vicente, Guisande e Oliveira São Pedro, Arentim e Cunha, Tebosa, Ruílhe, Priscos, Tadim, Vilaça e Fradelos, Celeirós, Aveleda e Vimieiro, Figueiredo, Lamas, Lomar e Arcos, Cabreiros e Passos São Julião.

Independentemente da freguesia onde está instalada a Unidade Móvel, todas as pessoas do concelho podem usufruir destes serviços.

“A avaliação global das actividades desenvolvidas excedeu as expectativas iniciais, pois foram alcançados cerca de 500 atendimentos e acompanhamentos psicossociais, em 170 pessoas com idades compreendidas entre os 55 e os 89 anos de idade, bem como pela forte adesão às actividades, participação nas respostas de proximidade proporcionadas e no empoderamento dos direitos e deveres dos cidadãos”, referiu Firmino Marques, vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, durante uma acção que se realizou na freguesia de Penso Santo Estêvão.

Segundo o autarca, as juntas de Freguesia “têm sido entidades parceiras fundamentais para o sucesso deste projecto, pela colaboração no desenvolvimento das actividades e na divulgação desta resposta de proximidade na área social e de promoção da saúde mental”, concluiu Firmino Marques.

Populares