Seguir o O MINHO

Alto Minho

Programa das Feiras Novas 2015

em

As rusgas, as tocatas de concertina, os concertos de bandas de música, os concursos pecuários e os expressivos cortejos, etnográfico e histórico, elevam de ano para ano o nome de Ponte de Lima, que no segundo fim-de-semana de setembro promovem as tradicionais Feiras Novas.

As Feiras Novas 2015 homenageiam o Padre Dias, limiano que viveu de forma intensa as Festas Concelhias. O programa contempla vários momentos alusivos à pessoa do Padre Dias, um dos maiores entusiastas das festas e o percussor do Cortejo Histórico das Feiras Novas.

Os primeiros sons da festa entoam na noite de quarta-feira, dia 9 de setembro, a partir das 21:30 horas com a Arruada de Concertinas entre a Alameda de S. João até ao Largo de Camões.

O início das festas está marcado para as 22:00 horas, no Largo de Camões, com um espetáculo intemporal, em espaço aberto, seguido da abertura oficial da iluminação e o tradicional Desfile de Concertinas.

Na quinta-feira, dia 10, a partir das 22 horas, atua no Largo de Camões, a Banda de Música de Estorãos, enquanto na Expolima o som é de Pedro Pagodes – Morat, com a Summer – Music Fest.

Na sexta-feira, a partir das 20:30 horas, a tradição do Fado de Coimbra no jardim do Paço do Marquês, cumpre-se com o Grupo Fado ao Centro.

Na Escadaria da Capela das Pereiras decorrem os concertos de tunas, com a presença da Afonsina da Faculdade de Engenharia da Universidade do Minho e a Hinoportuna do IPVC.

No Largo de Camões, às 22:00 horas continuam os concertos filarmónicos, com a Banda da Casa do Povo de Moreira do Lima e a Banda de Música de Rio Mau – Penafiel.

Na Expolima Zé Cachadinha e seus amigos fazem a festa com os Cantares ao Desafio, prolongando-se a noite com a Summer – Music festa e os djs No Maka, John Maize & Miguel Faria, Pedro Pagodes e Bricci.

A manhã de sábado regista mais um dos grandes momentos das Feiras Novas, o tradicional Concurso Pecuário no picadeiro grande na Expolima, a partir das 08:30 horas, incluindo ainda o desfile dos participantes no concurso na Alameda de S. João, pelas 12:00 horas.

O ribombar dos Zés Pereiras e Gaiteiros marca o ritmo das festas, com a concentração no Largo de Camões, ao meio-dia.

Os usos e costumes do povo limiano têm o seu representante máximo no Cortejo Etnográfico, que percorre as principais ruas e avenidas da Vila, a partir das 16:00 horas. É uma demonstração única de cada freguesia do concelho. Na Expolima, no picadeiro grande, decorre ao longo da tarde, a animada e original corrida de garranos.

A folia continua com a animação das rusgas e concertinas invadindo de som e alegria todo o Centro Histórico.

A noite de sábado conta ainda com a magnífica sessão de fogo-de-artifício entre pontes às 00h30.

O domingo, dia 13, mantém a tradição com os concertos filarmónicos no Largo de Camões, com a Banda União Musical Paramense; Banda Filarmónica da Mamarrosa, a Banda de Gaitas Galegas- Cardielos e a concentração de Zés Pereiras e Gigantones às 12 horas.

O cortejo histórico, que conta com a participação dos Grupos de Teatro Unhas do Diabo; Duplaface – Companhia das Artes; Gacel; Os Gorilas; Grupo de Teatro da Facha; Grupo de Teatro da Casa do Povo de Freixo e os Pequenos Atores do Lima, sai para a rua a partir das 15:30 horas. Sob o tema “Naquele Tempo” – 890 anos do Foral de Ponte de Lima, o desfile histórico apresenta uma cultura rica em usos e costumes.

Ao final da tarde, às 18:00 horas a tradição regressa com a Tourada na Expolima e a presença dos cavaleiros, Joaquim Bastinhas, Luís Rouxinol e Marco José. Os Forcados são: Aposento da Moita, Cabo: José Pedro Pires Costa Coimbra e Rui Martins, e ainda 6 toiros da Ganadaria da Herdeiros Paulino da Cunha e Silva.

O Festival de Folclore no domingo à noite apresenta dois palcos, na Expolima e Paço do Marquês.

O festival conta com a participação dos grupos de folclore do concelho que cantam e dançam até ao lançamento do Fogo-de-artifício – Fogo do Meio.

Na segunda-feira, dia dedicado às celebrações religiosas em honra de Nª Srª das Dores, a majestosa procissão percorre as principais ruas do Centro Histórico a partir das 16h30 horas.

As bandas de música despedem-se das Feiras Novas num concerto no Largo de Camões, às 19:00 horas.

A noite de segunda-feira, conta ainda com a verbena a partir das 22:30 horas no Largo de Camões, onde atuam a Orquestra “Israel” e “Corunha” – Espanha.

Plenas de atividade e animação sem fim, as Feiras Novas são a melhor romaria do Minho, porventura de Portugal. Desfrute das tradições minhotas que chegam a todos na Romaria de Noite e de Dia.

Populares