Seguir o O MINHO

Alto Minho

Programa das Feiras Novas 2015

em

As rusgas, as tocatas de concertina, os concertos de bandas de música, os concursos pecuários e os expressivos cortejos, etnográfico e histórico, elevam de ano para ano o nome de Ponte de Lima, que no segundo fim-de-semana de setembro promovem as tradicionais Feiras Novas.

As Feiras Novas 2015 homenageiam o Padre Dias, limiano que viveu de forma intensa as Festas Concelhias. O programa contempla vários momentos alusivos à pessoa do Padre Dias, um dos maiores entusiastas das festas e o percussor do Cortejo Histórico das Feiras Novas.

Os primeiros sons da festa entoam na noite de quarta-feira, dia 9 de setembro, a partir das 21:30 horas com a Arruada de Concertinas entre a Alameda de S. João até ao Largo de Camões.

O início das festas está marcado para as 22:00 horas, no Largo de Camões, com um espetáculo intemporal, em espaço aberto, seguido da abertura oficial da iluminação e o tradicional Desfile de Concertinas.

Na quinta-feira, dia 10, a partir das 22 horas, atua no Largo de Camões, a Banda de Música de Estorãos, enquanto na Expolima o som é de Pedro Pagodes – Morat, com a Summer – Music Fest.

Na sexta-feira, a partir das 20:30 horas, a tradição do Fado de Coimbra no jardim do Paço do Marquês, cumpre-se com o Grupo Fado ao Centro.

Na Escadaria da Capela das Pereiras decorrem os concertos de tunas, com a presença da Afonsina da Faculdade de Engenharia da Universidade do Minho e a Hinoportuna do IPVC.

No Largo de Camões, às 22:00 horas continuam os concertos filarmónicos, com a Banda da Casa do Povo de Moreira do Lima e a Banda de Música de Rio Mau – Penafiel.

Na Expolima Zé Cachadinha e seus amigos fazem a festa com os Cantares ao Desafio, prolongando-se a noite com a Summer – Music festa e os djs No Maka, John Maize & Miguel Faria, Pedro Pagodes e Bricci.

A manhã de sábado regista mais um dos grandes momentos das Feiras Novas, o tradicional Concurso Pecuário no picadeiro grande na Expolima, a partir das 08:30 horas, incluindo ainda o desfile dos participantes no concurso na Alameda de S. João, pelas 12:00 horas.

O ribombar dos Zés Pereiras e Gaiteiros marca o ritmo das festas, com a concentração no Largo de Camões, ao meio-dia.

Os usos e costumes do povo limiano têm o seu representante máximo no Cortejo Etnográfico, que percorre as principais ruas e avenidas da Vila, a partir das 16:00 horas. É uma demonstração única de cada freguesia do concelho. Na Expolima, no picadeiro grande, decorre ao longo da tarde, a animada e original corrida de garranos.

A folia continua com a animação das rusgas e concertinas invadindo de som e alegria todo o Centro Histórico.

A noite de sábado conta ainda com a magnífica sessão de fogo-de-artifício entre pontes às 00h30.

O domingo, dia 13, mantém a tradição com os concertos filarmónicos no Largo de Camões, com a Banda União Musical Paramense; Banda Filarmónica da Mamarrosa, a Banda de Gaitas Galegas- Cardielos e a concentração de Zés Pereiras e Gigantones às 12 horas.

O cortejo histórico, que conta com a participação dos Grupos de Teatro Unhas do Diabo; Duplaface – Companhia das Artes; Gacel; Os Gorilas; Grupo de Teatro da Facha; Grupo de Teatro da Casa do Povo de Freixo e os Pequenos Atores do Lima, sai para a rua a partir das 15:30 horas. Sob o tema “Naquele Tempo” – 890 anos do Foral de Ponte de Lima, o desfile histórico apresenta uma cultura rica em usos e costumes.

Ao final da tarde, às 18:00 horas a tradição regressa com a Tourada na Expolima e a presença dos cavaleiros, Joaquim Bastinhas, Luís Rouxinol e Marco José. Os Forcados são: Aposento da Moita, Cabo: José Pedro Pires Costa Coimbra e Rui Martins, e ainda 6 toiros da Ganadaria da Herdeiros Paulino da Cunha e Silva.

O Festival de Folclore no domingo à noite apresenta dois palcos, na Expolima e Paço do Marquês.

O festival conta com a participação dos grupos de folclore do concelho que cantam e dançam até ao lançamento do Fogo-de-artifício – Fogo do Meio.

Na segunda-feira, dia dedicado às celebrações religiosas em honra de Nª Srª das Dores, a majestosa procissão percorre as principais ruas do Centro Histórico a partir das 16h30 horas.

As bandas de música despedem-se das Feiras Novas num concerto no Largo de Camões, às 19:00 horas.

A noite de segunda-feira, conta ainda com a verbena a partir das 22:30 horas no Largo de Camões, onde atuam a Orquestra “Israel” e “Corunha” – Espanha.

Plenas de atividade e animação sem fim, as Feiras Novas são a melhor romaria do Minho, porventura de Portugal. Desfrute das tradições minhotas que chegam a todos na Romaria de Noite e de Dia.

Anúncio

Arcos de Valdevez

Rojões e papas de sarrabulho regressam às mesas dos restaurantes em Arcos de Valdevez

Arcos à Mesa

em

Foto: DR/Arquivo

O concelho de Arcos de Valdevez vai ser palco, no fim de semana, da iniciativa Arcos à Mesa que leva envolve restaurantes do concelho na promoção dos rojões e das papas de sarrabulho.

Trata-se de um dos principais pratos da gastronomia daquele concelho, “muito procurado e apreciado nesta época do ano e intimamente ligado à matança do porco”.

A iniciativa inclui a doçaria tradicional, com destaque para Charutos dos Arcos, recentemente eleitos uma das 7 Maravilhas Doces de Portugal, e o vinho verde produzidos na região.

O programa de animação engloba uma “Feira de Artesanato e Mercado de Sabores”, uma visita guiada a quintas de vinho verde do concelho, bem como provas de vinhos, animação musical com a atuação de rusgas, da Orquestra Microsom, no Campo do Trasladário, teatro e visitas à Porta do Mezio.

Continuar a ler

Alto Minho

Ganso em concerto em Ponte da Barca

Casa de cultura

em

Foto: DR/Arquivo

O grupo Ganso vai atuar, dia 06 de dezembro, na casa da cultura de Ponte da Barca, num concerto com entrada gratuita, anunciou hoje a câmara do distrito de Viana do Castelo.

Em 2015, o quinteto de rock alternativo lisboeta apresentou o trabalho Costela Ofendida, em 2017, Pá Pá Pá e, este ano, lançaram novo trabalho discográfico produzido nos estúdios Cuca Monga, em Alvalade.

Apesar da sua curta existência, têm já no currículo passagens por festivais como o NOS Alive, Mexefest ou Vodafone Paredes de Coura, tendo também percorrido o país de Norte a Sul em nome próprio e como parte do Conjunto Cuca Monga (na companhia de Capitão Fausto e Luís Severo).

Continuar a ler

Ponte de Lima

1.ª Conferência Internacional sobre Sidras e Bebidas do Pomar em Ponte de Lima

Sidra Talks

em

Foto: DR/Arquivo

Ponte de Lima vai promover, no dia 29, a Sidra Talks – 1.ª Conferência Internacional sobre Sidras e Bebidas do Pomar, no edifício Clara Penha – Casa dos Sabores, informou hoje a câmara.

Segundo o município, trata-se de “um evento pioneiro em Portugal”, que pretende “recuperar a tradição produtiva sidreira e os recursos endógenos do pomar da Ribeira Lima”.

A iniciativa resulta, segundo o município, “da enorme evolução no consumo e crescente curiosidade do mercado global desta bebida milenar, também já notória em Portugal, e que motiva um olhar e investimento neste setor há tanto tempo esquecido”.

Continuar a ler

Populares