Seguir o O MINHO

Desporto

Programa da RFM dedica música a Fernando Pimenta

em

Fernando Pimenta foi convidado do “Café da Manhã”, transmitido em direto, esta quarta-feira, na RFM.


Pedro Fernandes, Nilton e Mariana Alvim dedicaram uma música ao canoísta de Ponte de Lima: “O Homem do Remo”.

Anúncio

Futebol

Gil Vicente empata nos Açores no primeiro jogo com adeptos desde março

I Liga

em

Foto: Twitter

Santa Clara e Gil Vicente empataram hoje 0-0, em jogo da terceira jornada da I Liga de futebol, o primeiro com público, permitindo aos açorianos isolarem-se na liderança, com mais um ponto do que FC Porto e Benfica.

Em Ponta Delgada, no primeiro teste para o regresso dos espetadores aos recintos desportivos, com 10% da capacidade do recinto, o Santa Clara cedeu os primeiros pontos na prova, que lidera provisoriamente, com sete pontos, mais um do que ‘dragões’ e ‘águias’, que ainda vão disputar os seus jogos nesta ronda.

O Gil Vicente ocupa provisoriamente o quinto lugar, com quatro pontos, mas também menos um jogo, depois de o embate com o Sporting, para a primeira jornada ter sido adiado devido a casos de covid-19.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Santa Clara – Gil Vicente, 0-0

Equipas:

– Santa Clara: Marco, Ramos, Mikel Villanueva, João Afonso, Mansur, Anderson Carvalho, Osama Rashid, Jean Patric (Cryzan, 73, Costinha 99), Diogo Salomão (Romão, 90), Carlos Júnior e Santana.

(Suplentes: André Ferreira, Fábio Cardoso, Lucas, Ukra, Romão, Costinha, Nené, Cryzan e Sagna).

Treinador: Daniel Ramos.

– Gil Vicente: Denis, Joel, Rodrigo, João Afonso (Lucas Mineiro, 62), Gonçalves, Leauty (Kanya, 69), Ruben Fernandes, Leandrinho (Rena Oliveira, 46), Samuel Lino (Lourency Rodrigues), Talocha e Nogueira.

(Suplentes: Daniel Fuzato, Souley, Lourency Rodrigues, Bouba, Renan Oliveira, Kanya, Vitor Carvalho, Lucas Mineiro e Hall).

Treinador: Rui Almeida.

Árbitro: Iancu Vasilica (AF Vila Real)

Ação disciplinar: cartão amarelo para Mikel Villanueva (03), Leandrinho (22), Joel (65), Rodrigo (80)

Assistência: 878 espetadores

(em atualização)

Continuar a ler

Desporto

Volta a Portugal: Secretário de Estado do Desporto destaca esforço extraordinário

Ciclismo

em

Foto: Luís Ribeiro / O MINHO

O secretário de Estado da Juventude e do Desporto enalteceu hoje “o esforço extraordinário” da Federação Portuguesa de Ciclismo para organizar a Volta a Portugal, apontando a prova como um exemplo para outras modalidades.

“Aqui estou nas Caldas, no fundo a fazer o reconhecimento do Governo a este esforço extraordinário que a Federação Portuguesa de Ciclismo fez para que 2020, que já está a ser marcado por tantos transtornos, não tenha ficado marcado como um ponto negro na história da Volta a Portugal, que é uma mítica e histórica prova do ciclismo no nosso país”, declarou João Paulo Rebelo aos jornalistas, antes do arranque da sexta etapa, nas Caldas da Rainha.

O secretário de Estado considerou que era “absolutamente essencial” que a Volta acontecesse, nomeadamente “para muitas equipas e para muitos atletas”, uma vez que a não realização da prova “poderia mesmo pôr em causa a continuidade dos projetos desportivos”.

“É também um sinal que esta modalidade dá a todo o desporto e a todas as modalidades, de que se [um evento] for devidamente planeado, não há razão para o desporto parar”, sustentou.

O governante quis ainda destacar, no seu reconhecimento público, o papel do presidente da FPC, Delmino Pereira, “que desde a primeira hora não desistiu”.

“Não estamos a assistir à Volta nos seus tempos normais, mas está a acontecer, está a acontecer também com um comportamento do público e dos espetadores que não posso deixar de sublinhar, porque estão adequadamente a assistir à Volta”, completou.

João Paulo Rebelo destacou ainda o sucesso que a edição especial está a ter, referindo que tem lido nos jornais que, do ponto de vista dos espetadores televisivos, a prova “continua a ser um produto de excelência”.

A edição especial da Volta a Portugal, organizada pela FPC em tempos de pandemia de covid-19, começou em 27 de setembro, em Fafe, e termina na segunda-feira, com um contrarrelógio em Lisboa.

Continuar a ler

Desporto

79 bombeiros em prontidão no Rali Fafe Montelongo

Rali Fafe Montelongo

em

Foto: Bombeiros Cabeceirenses

São 79 bombeiros e 26 viaturas destacadas pelo Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Braga para acompanhar o Rali Fafe Montelongo, que este ano conta para o Campeonato Europeu de Ralis.

Para além dos bombeiros, estão ainda destacadas várias forças policiais, elementos da Cruz Vermelha, spotters e outros assistentes técnicos da prova.

O rali decorre este fim de semana e conta com 38 participantes, alguns deles os melhores da Europa no asfalto, como é o caso de Olivier Solberg, que sofreu ontem um aparatoso acidente durante o ‘shakedown’, mas já corre neste sábado, depois de um trabalho quase miraculoso dos mecânicos da equipa.

Esta é a terceira ronda do European Rally Championship (ERC) da Federação Internacional do Automóvel, e está fechada ao público devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19, ou seja, vedado à partida, chegada, parque de assistência e especiais.

Entre os 38 inscritos inclui-se o campeão e líder da edição deste ano, o russo Alexey Lukyanuk (Citroën C3), bem como o sueco Oliver Solberg (VW Polo), segundo classificado do campeonato e filho do antigo campeão mundial de ralis, o norueguês Peter Solberg, ou o irlandês Craig Breen (Hyundai i20), antigo mundialista.

Dos seis portugueses inscritos, três participam na categoria principal, a RC2, com destaque para o regresso de Aloísio Monteiro (Skoda Fabia) a este campeonato, num rali em que vai medir forças com os seus compatriotas João Barros (Citroen C3) e ainda José Paula (Peugeot 208 T16).

Pedro Almeida (Peugeot 208 R4), Mário Castro (Ford Fiesta R2) e Manuel Pereira (Peugeot 208 R2), todos na Classe RC4, completam as cores nacionais nesta estreia do Europeu nas regiões de Fafe e de Vieira do Minho.

A prova saiu para a estrada na manhã deste sábado, pelas 08:30, para terminar, cumpridas as primeiras nove classificativas, às 19:25.

No domingo, a partir das 08:30, os pilotos voltam à estrada para mais nove provas especiais de classificação, terminando o rali pelas 19:30.

No sábado, haverá live streaming, no Facebook e no YouTube, da PEC 2 – Anjos 1 (14,13 km), a partir das 10:00 horas, seguindo-se a PEC 6 – Queimadela/Travassós 2 (10,88 km), às 14:00 horas, e o reagrupamento no final do dia, às 18:05 horas.

No domingo também serão feitas transmissões diretas da PEC 11 – Monte 1 (11,72 km), às 10:00 horas, e da PEC 18 – Guilhofrei 3 (10,73 km), às 17:25 horas, também no Facebook e no YouTube.

A transmissão em direto incluirá imagens captadas a partir de helicóptero.

O rali pode ser acompanhado através das diversas redes sociais da prova, do site do campeonato ou da prova.

Continuar a ler

Populares