Seguir o O MINHO

Ave

Professora de Celorico de Basto morre com covid-19 aos 40 anos

Covid-19

em

Foto: Facebook

Uma professora de 40 anos, natural de Celorico de Basto, perdeu a vida na sequência de complicações de saúde agravadas pela infeção de covid-19, confirmou O MINHO junto de fonte da família.


Áurea Sofia Silva, natural da freguesia de Agilde, onde foi sepultada na passada terça-feira, terá sido internada no passado dia 25 de março, no Hospital de São João, no Porto, depois de ter sintomas graves provocados pelo vírus SARS CoV 2.

A professora de ciências e matemática numa escola de Matosinhos padecia de uma doença crónica autoimune, entre outras complicações de saúde e já tinha tido complicações respiratórias no início do mês de março, antes de ter testado positivo para o vírus.

Quatro dias antes de ter sido internada, Áurea Silva recorreu a um conhecido grupo das redes sociais onde profissionais de saúde esclarecem dúvidas dos utilizadores para procurar auxílio para o marido, que estava com febre.

A própria referiu que, dias antes, o marido tinha realizados testes para o covid-19, mas que este tinha dado negativo.

Celorico de Basto tem oito casos confirmados de infetados com covid-19, mais um do que ontem, segundo o relatório de hoje divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Braga, com 521 (+98 do que ontem) casos confirmados, Famalicão com 168 (+14) e Guimarães com 161 (+12) são os concelhos da região do Minho mais atingidos pela pandemia.

Existem 1.340 casos confirmados no Minho, mais 149 do que ontem.

Anúncio

Ave

Bombeiros resgatam gaivota presa numa varanda em Fafe

Bombeiros libertaram animal

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Os Bombeiros de Fafe resgataram uma gaivota que ficou presa na varanda de apartamento no terceiro andar de um prédio, na tarde desta terça-feira.


“As varandas são em vidro e, nos pilares entre os apartamentos, tem a distância de um palmo mais ou menos. A gaivota enfiou-se lá ao passar da sacada de um apartamento para o outro e ficou presa, não conseguia movimentar as asas”, explicou a O MINHO o comandante dos Bombeiros de Fafe, Paulo Ferreira, notando que “é o primeiro resgaste de gaivota” de que se recorda.

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

Foto: Ivo Borges / O MINHO

O alerta para o insólito resgate foi dado por um vizinho. Como o apartamento em cuja varanda o animal ficou preso, os bombeiros tiveram que recorrer ao uso de autoescada. “E chamámos a autoridade para podermos ir lá”, acrescenta o comandante.

Resgatada da varanda, a gaivota foi libertada.

Continuar a ler

Ave

Guimarães investe 2,4 milhões em centro escolar

Educação

em

Projeto do Centro Escolar de Moreira de Cónegos

A Câmara de Guimarães vai investir 2,4 milhões de euros na construção do Centro Escolar de Moreira de Cónegos, que resultará da requalificação e ampliação da EB1 de Vermis, anunciou hoje o município.


Em comunicado, o município acrescenta que a obra começa na quarta-feira e deverá estar concluída dentro de um ano.

O projeto contempla a reformulação do atual edifício, do Plano Centenário, que será dotado de salas de aulas com novas tecnologias.

Associado a este edifício, será criado a nascente um volume de expansão da escola do 1.º ciclo, com dois pisos.

O jardim-de-infância ficará a poente, enquanto do lado norte ficarão o polivalente, o refeitório e espaços anexos.

Continuar a ler

Ave

Crianças de Vizela receberam chapéus com viseira no regresso do pré-escolar

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Vizela

Para assinalar o regresso do pré-escolar, o presidente da Câmara de Vizela, Victor Hugo Salgado, entregou na segunda-feira chapéus com viseira às crianças dos jardins de infância de Infias e Campo da Vinha.


O chapéu com viseira, que tem como objetivo diminuir o risco de contágio da covid-19, também foi distribuído pelas creches.

“Decorrente do regresso às escolas, Vizela foi a primeira Câmara do país a distribuir chapéus com viseira de proteção a todas as crianças das creches e pré-escolar do concelho”, sublinha a autarquia em comunicado enviado às redações.

Vizela distribui chapéus com viseira às crianças da creche e pré-escolar

Os chapéus são “laváveis à máquina e reutilizáveis, com viseira em PVC transparente, flexível, resistente a impactos e riscos, lavável, com alta resistência química e reciclável”, refere o comunicado.

A Câmara salienta, ainda, que realizou testes serológicos a todas as crianças do pré-escolar, os quais foram acompanhados pelos pais.

Na semana passada, os testes aos 100 educadores e funcionários do pré-escolar revelaram quatro casos positivos, os quais foram afastados da reabertura do pré-escolar.

Foram também realizados testes a todas as crianças das creches de Vizela que regressaram às escolas no dia 18 de maio.

Continuar a ler

Populares