Seguir o O MINHO

Braga

Prisão preventiva para homem que desfigurou cara de “rival” em Vieira do Minho

Crime passional

em

Foto: O MINHO

O homem de 30 anos que foi detido pela Polícia Judiciária (PJ), em colaboração com a GNR, fora de flagrante delito, por tentativa de homicídio qualificado, na terça-feira, em Vieira do Minho, vai ficar sujeito à medida de prisão preventiva.

Presente esta quarta-feira ao Tribunal de Guimarães, o arguido poderá vir a passar para prisão domiciliária sob vigilância eletrónica assim que a habitação reunir condições para essa mesma supervisão levada a cabo pela Justiça.

Em comunicado, a PJ referiu que “os factos ocorreram durante a noite, no exterior de uma residência e tiveram início numa altercação entre uma mulher e a vítima, de 46 anos de idade, tendo por base motivos passionais”.

Ao que apurou O MINHO, o agressor é namorado da mulher que estava com a vítima, na madrugada de terça-feira, cerca das 01:00 horas, e já terá antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime.

A PJ refere que, “na sequência dessa altercação, e por motivos fúteis, o presumível autor muniu-se de um instrumento metálico utilizado em trabalhos agrícolas, e desferiu vários golpes na cabeça, face e tórax da vítima, causando-lhe lesões graves que obrigaram à intervenção do INEM e à sua evacuação para o Hospital de Braga, por existir perigo para a vida”.

Ao que apurámos, o homem acabou por ficar com a cara desfigurada pelo uso de um ancinho.

O transporte para o hospital de Braga foi levado a cabo pela delegação de Rio Caldo da Cruz Vermelha Portuguesa. O INEM teve de entubar a vítima ainda no local das agressões, face ao estado gravoso em que ficou.

Populares