Seguir o O MINHO

Ave

Prisão domiciliária para madeireiro que ateou incêndio florestal em Fafe

em

Tribunal de Braga

O Tribunal de Fafe aplicou prisão domiciliária, com vigilância eletrónica, a um madeireiro suspeito de um crime de incêndio florestal, registado a 13 de agosto numa freguesia de Fafe, informou hoje fonte da Polícia Judiciária.

Segundo a fonte, enquanto não estiverem reunidas as condições necessárias para a vigilância eletrónica, o suspeito, de 52 anos, fica obrigado a apresentar-se duas vezes por dia no posto policial da sua área de residência.

Ainda de acordo com a mesma fonte, o suspeito alegou que o incêndio foi provocado por um cigarro, “por descuido”.

Alegou ainda que antes estivera numa festa e que “bebera uns copos”.

Segundo a Polícia Judiciária (PJ), e como avançado pelo o O MINHO o incêndio consumiu uma área de 5000 metros quadrados de mato, eucaliptos, carvalhos e vegetação rasteira.

Em comunicado, a PJ acrescenta que, se não fosse a rápida intervenção dos bombeiros, o incêndio teria consumido uma maior área florestal e, eventualmente, habitações próximas.

A detenção foi feita “com a colaboração” da GNR de Fafe.

 

Anúncio

Guimarães

Ensaios abertos de Fado regressam a Guimarães

Associação Guimarães Fado

em

Foto: Divulgação

A Associação Guimarães Fado retomará este sábado os seus ensaios abertos para o Fado de Lisboa, foi hoje anunciado.

De entrada livre e gratuita, esta atividade recebe todos os interessados em cantar, tocar guitarra portuguesa e viola ou simplesmente assistir a uma ação que “claramente estimula a parceria e o dialogo entre as diversas gerações do Fado, tal como a solidariedade entre os diferentes estratos sociais sob o domínio da arte e cultura”. Os ensaios decorrem entre as 15:30 e as 18:30, no salão de chã Avô João, Avenida da República, em Caldas das Taipas.

(recorde abaixo a reportagem de Pedro Antunes Pereira e Paulo Jorge Magalhães)

Silêncio! Em Guimarães também se canta o fado

 

“Deste grupo informal e amador de participantes que se criou, surgiu um elenco musical que através do seu espetáculo (Os Amantes do Fado) divulga a sua arte e paixão ao Fado, em toda a região do Minho por entre restaurantes e auditórios”, pode ler-se em nota enviada.

Continuar a ler

Ave

Carro arde na A7 em Famalicão

Sentido Famalicão-Vila do Conde

em

Foto: Facebook de "Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão"

Um automóvel ligeiro ficou destruído num incêndio rodoviário, ao final da manhã deste sábado, na A7, em Famalicão.

Fonte dos bombeiros disse a O MINHO que o sinistro ocorreu no sentido Famalicão – Vila do Conde, no troço daquela autoestrada que atravessa a freguesia de Vilarinho das Cambas.

Foto: Facebook de “Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão”

O alerta foi dado cerca das 11:35 mobilizando nove operacionais e quatro viaturas dos Bombeiros de Famalicão.

Não há vítimas a registar, mas o carro ficou destruído, disse a mesma fonte.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Guimarães

Família apela à população para ajudar nas buscas por homem em Guimarães

A PJ está a investigar um possível crime.

em

Foto: DR

A família de Fernando Conde, desaparecido desde 08 de janeiro em Guimarães, vai levar a cabo, este domingo, um processo de buscas pelo corpo do homem, que presumivelmente estará no rio Ave.

As buscas decorrem entre as 08:45 e as 17:30, desde o parque industrial de Vila Nova de Sande até à ponte de Campelos, no concelho de Guimarães.

O residente em Creixomil, com cerca de 60 anos, desapareceu há dez dias, motivando um pedido de ajuda por parte da família.

Novos indícios mostraram que o corpo do homem poderia estar no rio Ave, naquela zona, mas não há certezas.

Polícia Judiciária (PJ), GNR e bombeiros chegaram a levar a cabo uma operação de resgate, mas não encontraram o corpo.

O desaparecimento estranho de Fernando Conde continua por resolver, com várias hipóteses em aberto.

A PJ está a investigar um possível crime.

Continuar a ler

Populares