Seguir o O MINHO

Braga

Primavera, tecnológica de Braga, comprada por fundo de investimento inglês

Economia

em

Foto: O MINHO

A Primavera, empresa tecnológica de Braga, foi comprada pela britânica Oakley Capital, foi hoje anunciado. Os valores da transação não foram revelados.

Em comunicado, a Primavera refere que chegou a acordo “tendo em vista a venda da totalidade do seu capital social a este consolidado fundo de investimento inglês”.

A Primavera é a primeira empresa portuguesa a fazer parte do conjunto de seis empresas adquiridas nos últimos dois anos pela Oakley Capital, que detém já um conjunto de empresas espanholas, como a EKON, reconhecido fabricante espanhol de software de gestão cloud para médias e grandes empresas, a Contasimple, a Diez, entre outras, tendo como objetivo estratégico liderar o mercado ibérico de software de gestão empresarial na cloud.

A Primavera é a maior do conjunto de empresas já adquiridas no âmbito deste projeto de consolidação, que será designado “Grupo Primavera”. Este novo Grupo, agora criado, assume-se já como líder na Ibéria: 600 colaboradores, 60 milhões de euros de receitas e 55.000 clientes.

Equipa de gestão mantém-se

A equipa da Primavera, liderada por José Dionísio e Jorge Batista, mantém-se à frente da operação da empresa, e a liderança do Grupo fica a cargo de Santiago Solanas como CEO, profissional com três décadas de experiência no setor, nomeadamente 10 anos em funções de liderança na Sage Ibéria, tendo assumido ainda outras funções de relevo na Cisco, Microsoft e Oracle.

CEOs Jorge Batista e José Dionísio. Foto: Divulgação / Primavera

Na sequência da transação, os fundadores e acionistas maioritários da Primavera BSS, SA constituíram-se também como acionistas de referência do novo grupo empresarial, logo após a posição maioritária do fundo que lidera – a Oakley Capital.

De acordo com os dois fundadores da empresa, José Dionísio e Jorge Batista, “este é o projeto certo para catapultar a Primavera e todos os seus colaboradores, parceiros e clientes para uma nova dimensão”.

“Temos agora o novo desafio de apoiar na gestão do novo grupo Primavera e trabalhar em conjunto com o seu CEO, Santiago Solanas, cuja experiência vai ser determinante para cumprirmos o propósito de sermos, no curto prazo, o maior fabricante ibérico de software. Estamos muito satisfeitos com tudo o que atingimos nos vários mercados, onde detemos uma posição de liderança, mas só através de um projeto com estas características e dimensões conseguiremos levar a nossa tecnologia a um mercado cinco vezes maior, como é o mercado espanhol. Os próximos anos vão ser fantásticos, na medida em que a criatividade comandará os sonhos de oferecermos as soluções mais inteligentes e disruptivas aos nossos clientes e também aos nossos parceiros, que em resultado deste projeto terão, finalmente, as portas do mercado espanhol mais abertas”, dizem, citados no comunicado.

O CEO do Grupo Primavera, Santiago Solanas, afirma que “o objetivo é ser o maior player ibérico de soluções de Gestão na Cloud, oferecendo soluções diferenciadoras e que criem valor para os nossos clientes, tendo ao nosso lado um canal de parceiros com elevada experiência na resposta às necessidades das empresas, tudo isto suportado numa equipa altamente motivada em abraçar novos desafios”.

“Isto só vai ser possível com a visão e experiência de José Dionísio e Jorge Batista, que fizeram da Primavera um projeto vencedor e que vão continuar a ser importantes motores do Grupo Primavera”, acrescenta.

Por seu lado, Arthur Mornington, partner da Oakley Capital, também citado em comunicado, afirma: “Estamos muito satisfeitos que o José Dionísio e o Jorge Batista tenham aceitado o nosso desafio uma vez que a Primavera foi a empresa que escolhemos para complementar a nossa estratégia de liderança ibérica, não apenas pela posição de liderança que tem, mas pelo enorme valor que acrescenta ao grupo ao nível das suas ofertas state-of-the-art, que serão certamente bem acolhidas no mercado espanhol”.

Em comunicado, a empresa salienta que a ampla abrangência da oferta será um dos grandes fatores de diferenciação do Grupo Primavera, que juntará o atual portfólio da Primavera BSS – que ainda este ano foi largamente reforçado com novas ofertas cloud, baseadas em tecnologia state-of-the-art e preparadas para entrar no mercado espanhol no início do próximo ano – à oferta desenvolvida por todas as empresas deste grupo empresarial, garantindo-se desta forma uma cobertura total das necessidades de gestão do tecido empresarial.

A operação, que mereceu a aprovação dos acionistas da Primavera, carece ainda da apreciação das Autoridades da Concorrência de Portugal e de Angola, de modo a tornar-se definitiva. As partes envolvidas acordaram não divulgar os detalhes financeiros da transação.

A Primavera. é uma multinacional portuguesa especializada no desenvolvimento de soluções de gestão e plataformas para integração de processos empresariais. Tem 350 colaboradores e está presente em Portugal, Espanha, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Guiné-Bissau.

A Oakley Capital é um fundo de capital de risco focado na Europa Ocidental, com mais de 4 mil milhões de euros de ativos sob gestão. A Oakley investe em empresas no mid-market e lower mid-market no continente europeu em três setores principais – Consumo, Educação e Tecnologia – com um claro foco em modelos de negócio digitais.

O Grupo Primavera apresenta-se como líder de mercado da Península Ibérica em software de gestão para PME: 600 colaboradores, 60 milhões de Euros de receitas, 55.000 clientes, dos quais 4.500 são escritórios de contabilidade. Resulta do talento e experiência da Primavera BSS, Ekon, Tabulae, Contasimple, Billage, Diez Software e Professional Software. O Grupo Primavera tem como objetivo estratégico liderar o mercado ibérico de software de gestão empresarial na cloud.

Populares