Seguir o O MINHO

Alto Minho

Presidente do politécnico de Viana espera rapidez na resolução de impasse eleitoral

“Prevejo que a decisão deve ser conhecida dentro de pouco tempo”

em

Foto: IPVC

O presidente em exercício do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) disse hoje que “dentro de pouco tempo” estará resolvido o impasse na eleição do novo responsável pelo cargo, a aguardar decisão da tutela desde final de abril.

“Prevejo que a decisão deve ser conhecida dentro de pouco tempo, alguns dias, um mês. O pedido de parecer foi enviado ao Ministério da Ciência Tecnologia e Ensino Superior e estamos a aguardar com naturalidade”, afirmou Rui Teixeira.

O processo de eleição do novo presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) foi suspenso a 30 de abril devido a uma “dúvida jurídica”, apesar de um dos dois candidatos ao cargo ter vencido por dois votos de diferença.

Duas listas, uma encabeçada pelo atual vice-presidente do IPVC, Carlos Rodrigues, e outra liderada pelo ex-secretário de Estado do Governo PSD-CDS Vieira e Brito, disputaram as eleições para a presidência da instituição.

Rui Teixeira, ainda presidente do IPVC, que falava aos jornalistas à margem da cerimónia que assinalou os 33 anos da instituição, explicou que Carlos Rodrigues venceu por 14 votos, contra 12 de Vieira de Brito” e que a “dúvida jurídica” se prende com o facto de “dois dos 29 membros do Conselho Geral que elege o presidente não estarem presentes”.

O Conselho Geral é composto por representantes das seis escolas que integram o IPVC e por instituições da região.

Segundo Rui Teixeira, “14 votos é a maioria dos votos dos 27 membros do Conselho Geral, mas não é a maioria dos 29”.

“O entendimento nas eleições em geral é de que maioria é face ao número de votantes. Um exemplo: No país há dez milhões de eleitores, só votam cinco, um partido teve três milhões de votos. Esse partido forma Governo porque tem a maioria. É um pouco o que se passou aqui, na interpretação do senso comum. Mas a interpretação do senso comum e a lei nem sempre são a mesma coisa”.

Os dois candidatos concorrem a um mandato de quatro anos e podem recandidatar-se uma única vez.

A presidência do IPVC é atualmente ocupada por Rui Teixeira, de 62 anos. No cargo desde 2007, Rui Teixeira é licenciado em Ciências da Nutrição, mestre em Saúde Pública e doutorado em Economia por uma universidade espanhola.

“Desenvolver e Consolidar para melhor servir”, é o lema da candidatura de Carlos Rodrigues, vice-presidente do IPVC desde 2005.

Carlos Rodrigues tem 55 anos, é doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade de Aveiro, tendo ingressado no politécnico de Viana do Castelo em 1989.

Nuno Vieira e Brito, de 58 anos, lidera a lista “IPVC/Estratégia 2023 – Uma Estratégia de Futuro”. Doutorado em Medicina Veterinária pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), entrou para o IPVC em 1988.

Entre 2007 e 2011 foi vice-presidente da instituição de ensino superior, cargo que deixou quando foi nomeado diretor geral da alimentação e veterinária, cargo que exerceu até 2013, quando foi nomeado, durante o Governo de Pedro Passos Coelho, secretário de Estado da Alimentação e Investigação Agroalimentar, desempenhando aquelas funções até 2015.

Com cerca de cinco mil alunos, o IPVC tem seis escolas – de Educação, Tecnologia e Gestão, Agrária, Enfermagem, Ciências Empresariais, Desporto e Lazer -, ministrando 28 licenciaturas, 40 mestrados, 34 Cursos de Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) e outras formações de caráter profissionalizante.

Além das escolas superiores de saúde, educação e tecnologia e gestão, situadas em Viana do Castelo, o IPVC tem escolas superiores instaladas em Ponte de Lima (Agrária), Valença (Ciências Empresariais) e Melgaço (Desporto e Lazer).

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Alto Minho

Eleições intercalares em freguesia de Melgaço marcadas para 28 de julho

Paderne

em

Foto: DR / Arquivo

As eleições intercalares para a freguesia de Paderne, em Melgaço, vão realizar-se a 28 de julho, de acordo com um despacho do Governo publicado hoje em Diário da República (DR).

O despacho, assinado pelo secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Manuel Soares Miguel, refere ter ocorrido um “equívoco” na data inicialmente marcada, 07 de julho, procedendo agora à “correção” e apontando o dia 28 de julho como a data “correta” para realização das eleições naquela freguesia de Melgaço.

A primeira data para as intercalares tinha sido publicada em DR no dia 15 de maio, na sequência da comunicação, pelo presidente da Câmara de Melgaço, da “renúncia de 35 eleitos para a assembleia de freguesia de Paderne, carecendo o órgão de condições de funcionamento por inexistência do número legalmente necessário de membros em efetividade de funções”.

No mesmo despacho, o secretário de Estado das Autarquias Locais nomeou a Comissão Administrativa, composta Rui Pinho, que liderava a Junta de Freguesia, e Carlos Alberto Rodrigues, ambos da lista de independentes Amigos de Paderne (AP), e Vítor Jorge de Castro Rodrigues, do PS.

A freguesia de Paderne encontra-se em gestão corrente desde dezembro de 2018, na sequência da rejeição do Plano de Atividades e Orçamento para 2019.

Nas eleições autárquicas de outubro de 2017, e de acordo com dados do Ministério da Administração Interna, o movimento Amigos de Paderne (AP) venceu com 34,87% dos votos, garantindo três mandatos na Assembleia de Freguesia, o PS somou 33,09%, igualando o número de mandatos (3), e o movimento Tudo por Paderne (TP) ficou com outros três lugares, ao alcançar 28,04% dos votos.

Contactado hoje pela agência Lusa, o presidente da Câmara de Melgaço, Manoel Batista, disse desconhecer a existência de listas concorrentes ao ato eleitoral de 28 de julho.

O autarca socialista referiu que “a data do novo ato eleições só agora foi conhecida e que as novas listas ainda deverão estar em construção”.

Continuar a ler

Ponte de Lima

5 minutos de Ponte de Lima na televisão em França

Reportagem do canal France 5 no norte de Portugal

em

Fotos: Imagens France 5

Ponte de Lima foi um dos locais do Norte de Portugal em destaque no último episódio do programa Échappées Belles (Fugas Belas; tradução livre), do canal francês France 5, que foi para o ar na noite de sábado, 18 de maio.

Vídeo: Imagens France 5

As gravações na vila limiana, em dia de feira, e na freguesia de Arcozelo, na festa em honra da padroeira Santa Marinha, foram feitas em julho do ano passado, conforme noticiou O MINHO na altura, e resultaram em cerca de cinco minutos de reportagem.

Esta não é a primeira vez que Ponte de Lima é motivo de reportagem no estrangeiro.

E quando 80 milhões de japoneses viram Ponte de Lima na televisão? Foi há dois anos

Entre as várias vezes em que a vila foi mostrada nas televisões além fronteiras, a principal aconteceu em 2015, no Japão, num programa de 20 minutos, com uma audiência estimada de 80 milhões de espetadores, que lhe foi totalmente dedicado.

France 5: Programa Completo

Com uma duração de cerca de 1:30 horas, Ponte de Lima surge no programa perto do minuto 57.

O programa Échappées Belles é emitido no canal cultural francês France 5 há mais de dez anos.

Continuar a ler

Futebol

Quatro equipas inglesas promovem estágios em Viana

Pré-época

em

Foto: Divulgação

Três equipas inglesas de futebol têm já confirmados, para julho, os estágios de pré-época em Viana do Castelo. Os estágios vão acontecer no Estádio Municipal Manuela Machado, sendo que as comitivas, que implicam mais de 100 pessoas, vão ficar instaladas em duas unidades hoteleiras do concelho.

As equipas vêm efetuar treinos de preparação de pré-época e vão também promover alguns jogos de treino com equipas portuguesas.

A equipa sub-23 do Brighton Hove Albion instala-se em Viana do Castelo de 7 a 12 de julho, numa comitiva de 30 pessoas. Depois, de 13 a 20 de julho, a equipa sub-23 do Nottingham Forest chega com uma comitiva de 28 elementos.

De 15 a 22 de julho, as equipas sub-23 e sub-18 do Fulham treinam no Estádio Municipal com uma comitiva de 48 elementos.

Recorde-se que, em dezembro do ano passado, o Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo assinou um protocolo de desenvolvimento de turismo desportivo no concelho vianense que visa trazer equipas de futebol de todo o mundo à cidade, para realização de estágios. O documento, assinado entre o autarca José Maria Costa e o representante da CA Tourism & Events Limited, com sede em Inglaterra, tem como objetivo o desenvolvimento turístico desportivo do concelho de Viana do Castelo e a cooperação entre as partes no âmbito específico do apoio logístico, vigorando pelo período de um ano, renovado automaticamente.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo disponibiliza o Estádio Municipal Manuela Machado para realização de estágios de futebol e jogos de treino, cedendo outros apoios logísticos, dependendo das necessidades que se vierem a verificar. A autarquia fica ainda responsável por efetuar o tratamento e manutenção da relva natural do complexo, assim como tomar todas as iniciativas necessárias para que este esteja nas perfeitas condições para a realização dos estágios de futebol.

Já a empresa de promoção dos eventos desportivos tem de garantir que os clientes ficam sempre instalados nas unidades hoteleiras do concelho de Viana do Castelo, utilizando fornecedores e entidades locais para os variados serviços necessários ao apoio e realização dos estágios, assumindo ainda o compromisso de divulgar o concelho junto dos clientes e parceiros.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares