Seguir o O MINHO

Desporto

Presidente da República promulga diploma com medidas excecionais no desporto

Covid-19

em

Foto: Presidência / Arquivo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou hoje o diploma do Governo que aprova “medidas excecionais” na área do desporto, devido à pandemia da covid-19.


“O Presidente da República promulgou diploma do Governo que aprova medidas excecionais e temporárias na área do desporto, no âmbito da pandemia da doença covid-19, de forma a assegurar uma resposta eficaz aos constrangimentos gerados pela atual situação de exceção neste setor”, refere uma nota colocada no sítio da Presidência da República.

Em conselho de ministros, o Governo aprovou hoje o prolongamento do estatuto de utilidade pública desportiva às federações até 31 de dezembro de 2021, na sequência do adiamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia de covid-19.

Esta decisão ocorre depois do adiamento de Tóquio2020, inicialmente agendado para o período entre 24 de julho a 09 de agosto de 2020 e adiado para 23 de julho a 08 de agosto de 2021, atendendo a que os mandatos estão associados aos ciclos olímpicos.

“As medidas tomadas não se prendem com qualquer retoma, mas sim com um conjunto de adaptações necessárias em função de os Jogos Olímpicos terem sido adiados um ano. Todos os ciclos de financiamento das federações desportivas têm ciclos de quatro em quatro anos, e, por força dessa organização dos Jogos Olímpicos, há aqui uma adaptação a este prolongamento”, explicou Mariana Vieira da Silva, ministra de Estado e da Presidência.

No comunicado do conselho de ministros, o Governo dá conta do “regime excecional que, entre outras medidas, vem prorrogar até 31 de dezembro de 2021 o estatuto de utilidade pública desportiva das federações desportivas, definindo regras específicas para a sua renovação, em linha com as decisões adotadas pelo Comité Olímpico Internacional e pelo Comité Paralímpico Internacional”.

O conselho de ministros aprovou ainda disposições excecionais sobre a duração dos mandatos dos dirigentes de federações, associações ou ligas, assim como a “aplicação do regime duodecimal previsto no regime jurídico dos contratos-programa de desenvolvimento desportivo”.

O regime jurídico das federações desportivas e as condições de atribuição do estatuto de utilidade pública desportiva prevê que o “mandato dos titulares dos órgãos das federações desportivas, bem como das ligas profissionais ou associações territoriais de clubes nelas filiadas é de quatro anos, em regra coincidente com o ciclo olímpico”, sendo que, neste caso, será de cinco.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 186 mil mortos e infetou mais de 2,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Mais de 708 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 820 pessoas das 22.353 confirmadas como infetadas, e há 1.143 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Anúncio

Desporto

João Sousa nas meias-finais do Circuito Sénior da Federação de Ténis

Ténis

em

Foto: DR

O vimaranense João Sousa assegurou hoje a qualificação para as meias-finais do segundo torneio do Circuito Sénior da Federação Portuguesa de Ténis (FPT), com uma vitória ante João Monteiro, enquanto Nuno Borges foi eliminado no Lisboa Racket Centre.

Depois de bater Tiago Torres no primeiro encontro do Grupo 1, o número um português e 66.º colocado do ‘ranking’ ATP superou João Monteiro, por 6-4 e 6-2, em uma hora e 20 minutos, num dia em que o vento voltou a dificultar a tarefa dos jogadores.

“Estive mais à vontade com as condições, que aqui não são fáceis. Mas joguei a bom nível e estou contente com esta exibição contra um bom jogador. Feliz pela vitória. A confiança é importante. A semana passada foi de aprendizagem depois de muito tempo sem competir, em condições a que não estou habituado. Tenho de me habituar e tentar apanhar n ovas rotinas, sem apanha-bolas e menos juízes de linhas. Tem sido uma boa semana. Dois bons jogos, o segundo melhor do que o primeiro em condições de vento muito instáveis”, afirmou.

Graças à liderança do Grupo 1, João Sousa, de 31 anos, vai defrontar nas meias-finais Luís Faria, que hoje estava a liderar o encontro frente a Gastão Elias, por 5-0, quando adversário desistiu, por lesão no cotovelo direito.

“O Luís é um jovem de Guimarães. Somos da mesma terra e ele tem evoluído muito. Espero manter o bom nível de ténis e conto fazê-lo de novo no sábado para tentar vencer e chegar à final”, frisou.

Além de assegurar ser “importante competir em Portugal e raro, mas ótimo jogar para as poucas pessoas que podem estar presentes”, João Sousa acredita estar no rumo certo para estar em boa forma daqui a seis semanas, aquando da retoma do ATP Tour em Washington.

“Temos feito os passos corretos para dia 14 estar no pico de forma, tanto fisicamente como mentalmente. Estou estável e bem e estes torneios também servem para isso”, sublinhou.

Ao contrário de Sousa, Nuno Borges, que se sagrou campeão do primeiro torneio do Circuito Sénior FPT, derrotando inclusivamente na fase de grupos o minhoto e Gastão Elias (nas meias-finais), foi hoje derrotado por Frederico Silva, em duas partidas, por duplo 6-4.

“Estou muito contente por ter ganho este encontro e estar nas meias-finais. Já esperava um encontro difícil, ele fez um bom torneio na semana passada, joga muito bem e estava com muita confiança. As condições dificultaram muito o jogo dos dois, por isso estou muito contente pelo que consegui fazer e pela vitória”, frisou o segundo cabeça de série.

O próximo adversário de Frederico Silva será Duarte Vale, após a vitória deste diante Tiago Cação em três ‘sets’, pelos parciais de 5-7, 6-3 e 6-4, em duas horas e 55 minutos de encontro.

Na competição feminina, Francisca Jorge, campeã na Vale do Lobo Tennis Academy no domingo, foi a primeira a garantir a passagem às meias-finais, que vai disputar com Maria Inês Fonte. A outra meia-final será discutida por Inês Murta e Ana Filipa Santos.

Continuar a ler

Futebol

João Pedro Sousa admitiu que jogo com Portimonense foi “o menos conseguido da época”

FC Famalicão

em

Foto: DR

O treinador do Famalicão admitiu hoje que a derrota frente ao Portimonense, “foi o jogo menos conseguido da época”, mas garantiu que a equipa já “está preparada” para o Tondela, no encontro da 30.ª jornada da I Liga de futebol.

João Pedro Silva, na conferência de antevisão da partida com o Tondela, referiu que o trabalho para o próximo jogo passou por “perceber onde se pode magoar” o adversário para conseguir a vitória.

“Em relação ao último jogo temos que perceber o porquê de uma exibição tão negativa. Assumimos que foi o jogo menos conseguido da época e temos que trabalhar sobre o jogo. Perceber onde é que o Tondela nos pode ferir e onde é que podemos magoar o Tondela, neste curto espaço de tempo também temos que treinar e recuperar e já estamos preparados para este novo desafio”, admitiu o técnico.

O treinador famalicense, questionado sobre o facto de ver beliscado o objetivo de garantir o quinto lugar no final do campeonato, desvalorizou.

“O maior de todos os objetivos, não fugindo a questão nenhuma, é tentar ganhar os últimos cinco jogos. Nós somos profissionais e estamos obrigados a isso”, referiu.

João Pedro Sousa abordou ainda a questão de o Famalicão ter perdas de pontos com adversários da parte inferior da tabela, lembrando que é com essas equipas que os famalicenses encontram mais dificuldades.

“É um facto. Fizemos bastantes pontos com as equipas da metade superior da tabela e não tantos como gostaríamos com as da parte inferior. São equipas e formas de jogar diferentes, estamos a encontrar mais dificuldades, principalmente nos jogos em casa, com as equipas pior classificadas e há momentos do jogo em que percebemos que temos de melhorar. Esses momentos do jogo estão identificados e temos de dar uma resposta diferente”, afirmou também.

O treinador não quis comentar eventuais interesses de outros clubes em contratá-lo, mas garantiu que “tudo o que se fala, não retira um milímetro de atenção”.

“Para mim é um orgulho estar associado ao Famalicão. Esse é o meu maior orgulho. Tenho contrato com o Famalicão e estou orgulhoso com o crescimento do clube”, salientou.

O Famalicão, no sexto lugar, com 45 pontos, desloca-se este domingo, às 19:15 horas, ao reduto do Tondela, que ocupa o 15.º lugar, com 30, para um encontro da 30.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Continuar a ler

Futebol

Artur Jorge convoca jovens Fabiano, Samuel Costa e Sanca no Braga

Convocatória

em

foto: Divulgação / SC Bragal

O treinador interino do SC Braga, Artur Jorge, convocou hoje os jovens Fabiano, Samuel Costa e Sanca para a receção ao Desportivo das Aves, sábado, da 30.ª jornada da I Liga de futebol.

Fabiano é um lateral direito brasileiro de 20 anos que, na época que findou recentemente, alinhou na equipa B. Com a mesma idade, Sanca é um extremo que jogou sobretudo nos sub-23, mas também na equipa secundária dos minhotos.

Artur Jorge chamou ainda o jovem médio Samuel Costa (19 anos, equipa B e sub-23), sendo que este, ao contrário dos dois primeiros, não é uma estreia nas convocatórias da equipa principal.

O técnico que substituiu Custódio Castro na quarta-feira, após o desaire em Vila do Conde, diante do Rio Ave (4-3), não vai poder contar com Esgaio, Fransérgio e Rolando, castigados, nem com Sequeira e Tormena, lesionados.

Wilson Eduardo, que hoje se despediu do clube cinco épocas depois (o seu contrato terminava a 30 de junho e não foi renovado), também sai da lista de convocados.

O defesa central Wallace, ausente das opções há muito tempo, também terminou o seu vínculo aos bracarenses e deixou de integrar igualmente (no dia 01 de julho) os trabalhos da equipa principal.

SC Braga, quarto classificado, com 50 pontos, e Desportivo das Aves, 18.º e último, com 14, defrontam-se a partir das 21:30 de sábado, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Manuel Mota, da associação de Braga.

Lista dos 21 convocados:

– Guarda-redes: Matheus, Eduardo e Tiago Sá.

– Defesas: Pedro Amador, Fabiano, David Carmo, Bruno Viana, Bruno Wilson, Raul Silva e Diogo Viana.

– Médios: Samuel Costa, André Horta, João Novais, Palhinha.

– Avançados: Sanca, Abel Ruiz, Ricardo Horta, Paulinho, Trincão, Rui Fonte e Galeno.

Continuar a ler

Populares