Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Presidente da segunda maior Junta de Ponte de Lima demite-se por causa de central de betuminoso

António Fiúza disse que sairia quando aquela central começasse a funcionar: “À população de Arcozelo peço desculpa por esta minha demissão”

em

Foto: Facebook de António Fiúza

O autarca de Arcozelo, segunda maior freguesia do concelho de Ponte de Lima, anunciou hoje a sua demissão do cargo de presidente da Junta, depois de a central de betuminoso instalada naquela localidade ter entrado em funcionamento.

“Em dezembro de 2017 afirmei, na Assembleia de Freguesia de Arcozelo, que no dia em que a central de betuminoso iniciasse a sua produção, eu imediatamente apresentaria a minha demissão de Presidente da Junta”, explica António Fiúza numa longa nota publicada, este sábado à noite, na rede social Facebook.

“Quero honrar a minha palavra e… a central de betuminoso já se encontra em plena laboração!”.

A demissão do autarca eleito, em 2017, na lista independente Ponte de Lima Minha Terra (PLMT) terá efeitos a partir de 31 de agosto.

“À população de Arcozelo peço desculpa por esta minha demissão. Só vos rogo, encarecidamente, compreensão e não condenação! Faço-o porque adoro a minha terra e com a consciência que a minha continuidade no cargo, sempre em constante conflito com outros órgãos autárquicos do nosso concelho, seria prejudicial para a Vila de Arcozelo”, afirma.

A instalação daquela central de betuminoso no centro de Arcozelo foi, desde 2016, bastante contestada por parte substancial da população, tendo a sua construção sido mesmo embargada.

“Situa-se a 300 metros de uma Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, instituição que detém nas proximidades, uma creche, lar de idosos e centro de dia”, dizia, na altura, o porta-voz de um movimento cívico.

Por o local, em apoio da população, passaram vários deputados e eurodeputados, de diferentes partidos.

Os terrenos utilizados pela Quinta da Lagoeira, detentora da empresa Predilethes, para instalação daquela central de betuminoso, num total de 15.680 metros quadrados, foram vendidos pela Câmara Municipal de Ponte de Lima, por ajuste direto, pelo preço de 10 euros o metro quadrado.

Nas Eleições Autárquicas de 2017, a lista independente PLMT conseguiu 4 mandatos, contra três da segunda lista mais votada, um do PSD e outro da CDU.

Mensagem de António Fiúza na íntegra

“O PROMETIDO É DEVIDO…”

Foto: Facebook

Em Dezembro de 2017 afirmei, na Assembleia de Freguesia de Arcozelo, que no dia em que a Central de Betuminoso iniciasse a sua produção, eu imediatamente apresentaria a minha demissão de Presidente da Junta.

Como o prometido é devido ou, tal como me disse uma amiga jornalista que tive o prazer de conhecer nestas andanças da politica “… pois é senhor Fiuza, já os nossos avós diziam que a palavra dada é palavra honrada mas… será que esse ditado popular também se aplica à palavra de um politico?!” Quero acreditar que a palavra de um politico também tem que ser honrada ou melhor dizendo, tem obrigação de ser honrada, embora reconheça que a maior parte dos políticos não honram a sua palavra. Quero honrar a minha palavra e… a Central de Betuminoso já se encontra em plena laboração!

Após ter informado os meus colegas do executivo, bem como todos aqueles que comigo integraram a lista independente Ponte de Lima Minha Terra nas eleições autárquicas de 1 de outubro de 2017 e os funcionários da autarquia, apresentei hoje o meu pedido de demissão à senhora Presidente da Assembleia de Freguesia de Arcozelo, com efeitos a partir do próximo dia 31 de agosto.

Demito-me porque:

-Não aceito… trair a confiança dos 803 eleitores que votaram na minha lista sabendo de antemão que seria sempre oposição à instalação da central de betuminoso.

-Não aceito… que pretendam transformar a minha freguesia no caixote do lixo industrial do concelho.

-Não aceito… porque existem eventuais riscos para a saúde dos arcozelenses! Já me custa ver morrer bons amigos com a silicose provocada pela inalação do pó de sílica proveniente do corte ou transformação do granito. Basta!…

-Não aceito… que os autarcas e a população da freguesia de Arcozelo estejam impedidos de escolher o melhor caminho para construir o futuro da sua terra e sejam obrigados a aceitar aquilo que não desejam… a porcaria que os outros não querem!

-Não aceito… pois uma unidade deste tipo irá afastar ou condicionar a instalação de excelentes unidades de produção com a possível criação de centenas de postos de trabalho bem remunerados. Nós necessitamos urgentemente de empregos com qualidade, na área de serviços ou em novas tecnologias.

-Não aceito… pois, contrariamente ao que se afirmava, esta Central de Betuminoso não criou e nem irá criar qualquer posto de trabalho para a população de Arcozelo.

-Não aceito… porque não existe qualquer vantagem económica ou social para a freguesia, antes pelo contrário, estou convicto de que se irá gerar uma menos valia para todos aqueles que aqui nasceram e/ou residem.

Saio com a promessa de não mais voltar a liderar uma lista em futuras eleições autárquicas. Mas acreditem que vou continuar determinado e empenhado nos vários combates, pugnando sempre pelo desenvolvimento e bem-estar da população da Vila de Arcozelo. Aqui nasci, aqui vivi e… um dia irei morrer. Esta é a minha terra… a nossa terra. Procurei sempre servir a população de Arcozelo principalmente os mais humildes, os mais carenciados, as crianças, os idosos, os doentes e aqueles que vivem sós desejando apenas um pouco de carinho ou uma palavra amiga. Quero continuar a servir mas a utilizar outras vias que não… a politica! Existe por aí muita gente à minha espera… à vossa espera!

À população de Arcozelo peço desculpa por esta minha demissão. Só vos rogo, encarecidamente, compreensão e não condenação! Faço-o porque adoro a minha terra e com a consciência que a minha continuidade no cargo, sempre em constante conflito com outros órgãos autárquicos do nosso concelho, seria prejudicial para a Vila de Arcozelo. Tenho a certeza que o meu sucessor, juntamente com os restantes elementos do executivo, irá ter pela frente dois anos de sucesso para a freguesia com a execução dos seguintes projetos: Construção do Polo Industrial do Granito; Colocação de Piso Sintético e Sistema de Rega no Campo de Jogos; Concurso público para execução do excelente projeto, recentemente concluído, para a Rua da Ponte do Arquinho; Construção da Casa Mortuária e alargamento dos Cemitérios das Regadas e Paroquial; Pavimentação e alargamento de vários arruamentos da Vila de Arcozelo que já se encontram sinalizados.

Termino com um especial agradecimento à população da Freguesia de Arcozelo que sempre me dedicou um carinho enorme e muita paciência em me aturar. Obrigado a todos e acreditem que me custou imenso tomar esta decisão.

António Fiuza

Anúncio

Ponte de Lima

Ponte de Lima chora a morte de jovem de 22 anos após despiste fatal

Cerimónias fúnebres decorrem na terça-feira

em

Foto: DR

Ponte de Lima está de luto na sequência da morte de Susana Ribeiro, de 22 anos, esta noite de domingo, num aparatoso despiste na A27, em São Pedro de Arcos, Ponte de Lima.

A morte de Susana está a motivar uma onda de consternação por entre amigos e colegas, sendo já várias as homenagens prestadas através das redes sociais, que falam numa jovem “extremamente simpática e que andava sempre com um sorriso nos lábios”.

O estabelecimento onde trabalhava, Ameadella Pastelaria, em Viana do Castelo, anunciou esta segunda-feira que estará encerrada a partir das 16:30 desta terça-feira, de forma a participar nas cerimónias fúnebres que se realizam a partir das 17:30, na capela de Nossa Senhora da Conceição, em Moreira do Lima.

Susana Ribeiro terá entrado em despiste neste domingo, por volta das 20:43, de acordo com informação oficial do INEM.

Segundo disse a O MINHO fonte dos bombeiros, a jovem ficou presa nos escombros da viatura, que capotou, ainda por razões não divulgadas.

Ao local da ocorrência acorreram 15 operacionais, apoiados por seis viaturas, divididos entre Bombeiros de Ponte de Lima, VMER e SIV do Alto Minho e militares do destacamento de trânsito da GNR.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Jovem morre na A27 em Ponte de Lima

Sentido Viana do Castelo-Ponte de Lima

em

Foto enviada a O MINHO

Uma jovem morreu, este domingo à noite, na sequência de um despiste de um automóvel na A27, na zona de São Pedro de Arcos, quando seguia no sentido Viana do Castelo – Ponte de Lima.

A vítima, natural de Moreira do Lima,  freguesia daquele concelho, tinha 22 anos, segundo disse a O MINHO fonte dos bombeiros. Ficou presa nos escombros da viatura, que capotou.

Ao local da ocorrência acorreram 15 operacionais, apoiados por seis viaturas, divididos entre Bombeiros de Ponte de Lima, VMER e SIV do Alto Minho e militares do destacamento de trânsito da GNR.

O alerta foi registado pelo Centro de Orientação de Doentes Urgentes do INEM cerca das 20:43.

Desconhecem-se ainda as causas do sinistro.

O corpo da vítima foi transportado para o Instituto de Medicina Legal de Viana do Castelo.

Última atualização: 23h33

Continuar a ler

Ponte de Lima

Ponte de Lima: Morreu o empresário Baltazar Lima

Aos 71 anos

em

Foto: Direitos Reservados

O empresário limiano Baltazar Lima faleceu aos 71 anos, vítima de doença prolongada, informou, esta sexta-feira, a família.

“A família comunica o falecimento de Baltazar Lima, que se encontrará em câmara ardente, hoje, dia 13, a partir das 14:30, na sua loja, com entrada pelo Largo de São José, no centro de Ponte de Lima. Amanhã, às 14:00 horas, seguirá para o crematório de Braga”, lê-se numa nota divulgada.

Baltazar Boaventura Gonçalves de Lima marcou a história do comércio em Ponte de Lima, onde abriu a primeira de uma cadeia de lojas de eletrodomésticos, no centro da vila, em 1975, depois de ter retornado de Luanda, Angola, onde acumulou experiência como radiotécnico e gerente de várias lojas, como a Lusolanda (radiotécnico Philips), Pão de Açúcar (encarregado do setor de eletrodomésicos) e Alta Aliança (gerente da loja Sony), conforme destacava a revista Revismarket, num artigo publicado em 2013.

Imagens: Google (Arquivo)

Ao longo de uma longa história de 44 anos, a sua empresa serviu todo o concelho limiano e grande parte do distrito de Viana do Castelo, mais recentemente associada à marca Worten, com quem celebrou o primeiro contrato de franchising da cadeia do grupo Sonae, em Portugal.

Continuar a ler

Populares