Seguir o O MINHO

Barcelos

Presidente da Câmara de Barcelos continua em prisão domiciliária mas quer presidir às reuniões

Tribunal decidiu manter Miguel Costa Gomes em casa, mas o autarca quer presidir às reuniões do executivo, presencialmente ou via ‘skype’

em

Foto: DR / Arquivo

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto decidiu manter o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes (PS), em prisão domiciliária, mas o autarca quer presidir às reuniões do executivo, ou presencialmente ou via ‘skype’.

“Houve a reapreciação da medida de coação, obrigatória de três em três meses, e o tribunal, por despacho de 03 de setembro, decidiu manter a prisão domiciliária por, entretanto, não ter havido nenhum facto novo no processo”, disse hoje à Lusa o advogado de Costa Gomes.

Nuno Cerejeira Namora disse ainda que, entretanto, deverá estar “para breve” a decisão do Tribunal da Relação do Porto sobre o recurso que interpôs para contestar a aplicação da medida de coação de prisão domiciliária.

“É possível que haja uma decisão em outubro”, referiu.

Miguel Costa Gomes está em prisão domiciliária desde 03 de junho, indiciado dos crimes de corrupção passiva e de prevaricação, no âmbito da operação Teia.

Ficou também proibido de contactar com os funcionários do município.

Em julho, pediu ao juiz de instrução criminal autorização para se deslocar aos Paços do Concelho para presidir às reuniões do executivo, mas o pedido foi indeferido.

O autarca já avançou com novo pedido, para que lhe seja permitido presidir às sessões ou presencialmente ou pela Internet, via ‘skype’.

“A proibição de presidir às reuniões consubstancia uma violação das regras democráticas”, disse Nuno Cerejeira Namora.

Entretanto, e ainda segundo o advogado, Costa Gomes continua a governar o município “a partir de casa”, continuando “sempre com a agenda cheia”.

Na operação Teia, e além de Costa Gomes, são ainda arguidos o entretanto demissionário presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, que ficou em liberdade mediante o pagamento de uma caução de 40 mil euros, e a mulher, a empresária Manuela Couto, que ficou em prisão domiciliária.

O outro arguido é o ex-presidente do Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto Laranja Pontes, que também ficou em liberdade mediante caução de 20 mil euros, e com suspensão das funções que exercia.

Laranja Pontes reformou-se entretanto.

O processo está relacionado com alegados favorecimentos às empresas de Manuela Couto por parte do município de Barcelos e do IPO/Porto, a troco de favores políticos conseguidos por Joaquim Couto.

O tribunal já declarou a especial complexidade do processo, o que significa que o Ministério Público tem um prazo alargado para deduzir a acusação.

A defesa de Costa Gomes também já recorreu desta decisão.

Anúncio

Barcelos

Pais fecham jardim-de-infância a cadeado em Barcelos

Reclamam um parque infantil e mais árvores

em

Foto: Associação de Pais do JI de Negreiros

Os pais dos alunos do Jardim-de-Infância de Negreiros, em Barcelos, fecharam, esta segunda-feira, a escola a cadeado, em protesto contra a “completa falta de condições” do recinto exterior.

O presidente da Associação de Pais, António Campos, disse à Lusa que, na prática, as crianças têm de passar todo o ano letivo “fechadas nas salas”.

“No espaço que deveria ser de recreio, não há absolutamente nada. Nem um simples escorrega. As crianças não têm como se divertir”, referiu.

Disse ainda que o piso exterior “é irregular”, tendo já uma “inspeção” aconselhado a que as crianças “não andem por lá, por razões de segurança”.

“É uma completa falta de condições”, afirmou.

Disse que em 2017, a câmara adiantara que o projeto para a intervenção no exterior estava a ser elaborado e que foi garantido o início das obras para as férias de verão de 2018.

No entanto, sublinhou, “até à data, nada”.

Os pais fecharam hoje a escola a cadeado, que foi retirado após a deslocação da GNR ao local.

No entanto, garantem que o protesto é para continuar até que a câmara “dê garantias” quanto à realização das obras.

Contactada pela Lusa, fonte da câmara disse que o projeto de intervenção “está em vias de conclusão”.

Acrescentou que o projeto foi objeto de revisão, para incluir obras de manutenção no edificado, nomeadamente, no telhado.

“À semelhança de outras intervenções no parque escolar, a obra avançará logo que haja disponibilidade financeira”, refere ainda o município.

 

Notícia atualizada às 14h18 com mais informação.

Continuar a ler

Barcelos

Bebé de um ano entre cinco feridos após acidente em Barcelos

Em Feitos (EN 103)

em

Urgências Hospital Barcelos. Foto: O MINHO (Arquivo)

Uma colisão rodoviária a meio da manhã deste domingo provocou ferimentos ligeiros em cinco pessoas, entre as quais um bebé com cerca de um ano de idade, apurou O MINHO junto de fonte dos Bombeiros de Barcelos.

O sinistro ocorreu na Estrada Nacional 103, na freguesia de Feitos, com o alerta a ser dado pelas 10:21, segundo informações recolhidas junto do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Barcelos pelos Bombeiros de Barcelos, que estiveram no local da ocorrência com três ambulâncias.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Barcelos

Estradas cortadas, casas e vacarias ameaçadas devido a incêndio em Barcelos

em

Fotos: O MINHO

O incêndio que lavrou em zona florestal de Alvelos, Barcelos, desde as 15:15 deste sábado, está, pelas 19:30, dominado e em fase de rescaldo, depois de ter motivado o corte de uma estrada municipal [EM 505] que liga Alvelos a Remelhe por parte da GNR.

Foto: O MINHO

Houva também casas e vacarias a ser alvo de proteção das autoridades e de populares, devido ao risco do incêndio alastrar-se para zona habitacional.

O combate que inicialmente contava com 10 bombeiros e um helicóptero foi reforçado com mais 43 bombeiros e outro meio aéreo.

Foto: O MINHO

Fonte dos Bombeiros de Barcelos disse a O MINHO que chegaram a existir casas e vacarias em risco.

Fonte: Fogos.pt

Fonte: Fogos.pt

Fonte: Fogos.pt

Pelas 16:45, estavam 53 bombeiros, 15 viaturas e dois meios aéreos no combate às chamas.

Fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro de Braga disse a O MINHO que o incêndio encontra-se dominado e em fase de rescaldo.

Notícia atualizada as 19:31

Continuar a ler

Populares