Seguir o O MINHO

Futebol

Prémio ‘The Best’ será hoje atribuido a Ronaldo, Messi ou Van Dijk

Português e argentino têm cinco troféus cada

em

Foto: Twitter / Arquivo

O sucessor de Luka Modric como vencedor do prémio ‘The Best’ sairá hoje do trio que integra os consagrados Cristiano Ronaldo, da Juventus, e Lionel Messi, do FC Barcelona, e o premiado Virgil van Dijk, do Liverpool.

O holandês Virgil van Dijk, vencedor da Liga dos Campeões e eleito melhor futebolista europeu, é o primeiro defesa a surgir no trio de finalistas desde 1997 e vai testar o estatuto hegemónico de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, que arrecadaram cinco troféus cada.

Van Dijk, de 28 anos, recebeu, há poucas semanas, o prémio de melhor jogador da UEFA na época 2018/19, durante a qual foi um dos principais esteios do Liverpool campeão europeu e da seleção holandesa que chegou à final da Liga das Nações, perdida para Portugal.

O português Cristiano Ronaldo, de 34 anos, na sua época de estreia pela Juventus, pela qual conquistou a Serie A e foi eleito o melhor jogador da prova italiana, surge entre o trio de finalistas pelo oitavo ano seguido, sendo que, desde 2007, apenas não esteve entre os três melhores em 2010.

O argentino Lionel Messi, de 32 anos, está de regresso ao lote de finalistas, do qual não fez parte no ano passado, algo que não sucedia desde 2007, após ter vencido a Liga espanhola em 2018/19 e sido o melhor marcador das ligas europeias, com 36 golos.

Entre os candidatos a melhor treinador, contam-se três técnicos que trabalham na Liga inglesa: Pep Guardiola (Manchester City), vencedor em 2011, Jürgen Klopp (Liverpool) e Mauricio Pochettino (Tottenham).

Já o prémio de melhor futebolista feminina, que no ano passado foi entregue à brasileira Marta, recordista de troféus (seis), será disputado entre a inglesa Lucy Bronze e as norte-americanas Alex Morgan e Megan Rapinoe, fulcrais para que os Estados Unidos vencessem o último Campeonato do Mundo, que decorreu em França.

Em virtude dessa conquista dos Estados Unidos, a selecionadora Jill Ellis está entre as nomeadas para melhor treinador de futebol feminino, juntamente com o antigo internacional inglês Phil Neville, técnico da seleção inglesa, e Sarina Wiegman, vencedora do troféu em 2017 e que levou a Holanda à final do Mundial2019.

Na cerimónia ‘The Best’, os brasileiros Alisson (Liverpool) e Ederson (Manchester City), e o alemão Marc-André ter Stegen (FC Barcelona) disputam o prémio para melhor guarda-redes de 2018/19, enquanto o galardão para melhor golo, denominado ‘prémio Puskas’, será entregue a Lionel Messi, ao colombiano Juan Quintero ou ao húngaro Daniel Zsóri.

Os prémios para melhor guarda-redes de futebol feminino, ‘fair play’, melhor adepto, melhor ‘onze’ masculino e feminino FIFPro fecham as 11 categorias que compõem ‘The Best’, cuja cerimónia de entrega dos prémios decorrerá hoje, em Milão.

Anúncio

Futebol

Reformulação das competições europeias não retira vagas a Portugal

Portugal está no sexto lugar do ‘ranking’ da UEFA

em

Foto: Divulgação/FPF

A próxima reformulação das competições europeias de futebol, com a introdução da Europa Conference League, não irá alterar as vagas destinadas à participação portuguesa, caso Portugal consiga manter o atual sexto posto no ‘ranking’ da UEFA.

O organismo que rege o futebol europeu decidiu avançar para a criação de uma nova prova sob a sua égide, anunciada em 2018, numa tentativa de dar mais competição às federações-membro para o período entre 2021 e 2024.

Neste momento, Portugal discute com a Rússia o sexto lugar da hierarquia, uma vez que esse posto atribui diretamente duas vagas para a Liga dos Campeões, uma para a fase de acesso à prova mais importante de clubes da UEFA e outras três para a Liga Europa.

Em comunicado, a UEFA escreve que “espera mudanças que melhorem o equilíbrio competitivo, o apelo comercial da Liga Europa e garantam níveis mais altos de participação dos campeões nacionais”, assim como “uma representação mais ampla das associações nacionais no futebol europeu de clubes ao longo da temporada”.

A Liga Europa, que vai ter o vencedor da prova a entrar diretamente na Liga dos Campeões no ano seguinte, passa do atual formato de 48 equipas para 32, igualando o modelo da ‘Champions’, com oito grupos de quatro equipas, seguida das fases a eliminar (oitavos de final, ‘quartos’, ‘meias’ e final), sendo que a ronda dos 16 avos de final deixa de existir, passando a disputar-se um ‘play-off’ entre os terceiros classificados da fase de grupos da prova mais importante de clubes e os segundos classificados da Liga Europa para aceder aos ‘oitavos’.

O mesmo acontece para a nova competição da UEFA, com os terceiros classificados da Liga Europa e disputarem igualmente um ‘play-off’ com as equipas que terminarem em segundo lugar nas ‘poules’ da Europa Conference League, com o vencedor da competição a entrar também de forma direta para a fase de grupos da Liga Europa na edição seguinte.

Esta nova estrutura para as competições europeias garantirá que, pelo menos, 34 federações nacionais da UEFA estejam representadas na fase de grupos de uma ou mais competições, havendo um mínimo de 14 campeões nacionais na fase de grupos da Liga dos Campeões, entre oito e 11 campeões nacionais na fase de grupos da Liga Europa e entre nove e 12 campeões nacionais na fase de grupos da Europa Conference League.

Todas as associações-membro da UEFA terão acesso às três competições de clubes e as suas quotas permanecerão inalteradas.

Continuar a ler

Futebol

Benfica, ainda desfalcado, ‘testou’ novo relvado da Luz na semana do jogo em Vizela

Águias ‘voam’ até ao Minho no sábado

em

Foto: DR / Arquivo

A equipa de futebol do Benfica ‘estreou’ hoje o novo relvado do Estádio da Luz, colocado nos últimos dias, durante a paragem para as seleções, numa sessão em que Bruno Lage orientou o treino ainda sem os ‘internacionais’.

Na preparação para a visita de sábado ao Vizela (20:45), em jogo dos 16 avos de final da Taça de Portugal, o treinador ‘encarnado’ chamou oito jogadores provenientes da equipa B e dos juniores.

Frimpong, Tiago Dantas, Morato, Fábio Duarte, Leo Kokubo, Diogo Mendes, Gerson e Henrique Araújo foram os escolhidos para se juntarem aos disponíveis do plantel principal, na estreia do novo ‘tapete’ da Luz.

Numa pré-época em que o clube recebeu dois eventos e colocou, posteriormente, um relvado novo, o treinador benfiquista chegou a queixar-se do mesmo, dizendo que as lesões de Rafa e Chiquinho tinham a ver com a relva.

“Nota-se perfeitamente na circulação da bola. É um relvado mais pesado, o que nos leva a ter maior desgaste físico, e tem-nos tirado alguns jogadores por lesão, como o Chiquinho e o Rafa”, salientou Lage no final de outubro, antes desta nova mudança da superfície.

Ainda ausentes, devido às seleções, e sem a oportunidade de ‘testarem’ o novo relvado, estiveram Rúben Dias, Pizzi, Tomás Tavares, Nuno Tavares, Florentino, Gedson, Jota, Seferovic, Svilar, Taarabt e Vlachodimos.

O Benfica, recordista de troféus na Taça de Portugal, com 26 títulos, visita na quarta eliminatória o Vizela, líder da Série A no campeonato de Portugal, no sábado, a partir das 20:45, antes defrontar fora o Leipzig, na Liga dos Campeões.

Continuar a ler

Futebol

FC Porto encaixa até 50 milhões com novo adiantamento de receitas televisivas

Podem entrar mais 20 em janeiro

em

Foto: Twitter / Arquivo

A SAD do FC Porto encaixou hoje 30 milhões de euros (ME) com uma nova emissão de obrigações pela Sagasta, envolvendo a cedência de receitas futuras de direitos televisivos, e podem entrar mais 20 ME em janeiro.

Em causa está a alteração aos termos e condições da operação de titularização de créditos denominada ‘Dragon Finance n.º 1’, que tem a Sagasta Finance – sociedade de titularização de créditos – como emitente, realizada em 24 de maio de 2018, e que teve como objeto a titularização dos créditos decorrentes do contrato de cessão de direitos de transmissão televisiva dos jogos no Estádio do Dragão, a contar para a primeira Liga, entre a SAD portista e a Altice, segundo o comunicado disponível na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A operação de maio do ano passado permitiu um encaixe de 100 milhões de euros aos cofres dos ‘azuis e brancos’ e a alteração hoje anunciada “teve por objetivo a prorrogação da maturidade média prevista aplicável às obrigações titularizadas emitidas em 24 de maio de 2018”, lê-se no documento.

Esta alteração implica a “correspondente emissão de obrigações de titularização adicionais pela Sagasta no montante de 30 milhões de euros adicionais na presente data e no montante máximo de 20 milhões de euros adicionais em janeiro de 2020, a título de acréscimo do preço de compra e venda dos créditos”, especificou a SAD do FC Porto.

Continuar a ler

Populares