Seguir o O MINHO

Desporto

Portugal perde com Roménia final feminina do Europeu de equipas de ténis de mesa

Ténis de Mesa

em

Foto: Raquetc

A seleção portuguesa feminina de ténis de mesa perdeu este domingo a final do Europeu de equipas, que decorre em Nantes, França, ao ser derrotada pela campeã em título Roménia por 3-0.

Bernadette Szocs superou Jieni Shao por 3-2 (11-7, 8-11, 6-11, 11-7 e 11-6), Daniela Dodean Monteiro bateu Fu Yu também por 3-2 (7-11, 11-8, 11-9, 6-11 e 11-3) e Elizabeta Samara ganhou a Leila Oliveira por 3-0 (11-9, 11-7 e 11-6).

As romenas somaram o quinto cetro, depois dos conquistados em 1992, 2002, 2005 e 2017, enquanto Portugal, ao arrebatar a prata, conseguiu a sua melhor classificação de sempre, já que nunca tinha sequer chegado às meias-finais.

Em masculinos, Portugal, campeão em 2014, ‘vice’ em 2017 e terceiro em 2011, disputa ainda hoje a final, frente à Alemanha, que é a detentora do cetro e procura o oitavo título.

Anúncio

Futebol

Ivo Vieira quer Vitória com filosofia atacante no duelo com Standard Liège

1.ª jornada da fase de grupos da Liga Europa

em

Foto: Arquivo

O treinador Ivo Vieira afirmou, na quarta-feira, que o Vitória SC quer apresentar o futebol ofensivo até agora treinado, para vencer o Standard de Liège, na Bélgica, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa de futebol.

Depois de ter ultrapassado três pré-eliminatórias, com 15 golos marcados e nenhum sofrido, a equipa portuguesa vai estrear-se, na quinta-feira, na fase de grupos e, perante o atual líder do campeonato belga, deseja exprimir os princípios de “atacar a baliza do adversário”, “ter bola” e “proporcionar um bom espetáculo”, frisou o técnico.

“Vamos lutar, acima de tudo, por um resultado positivo, tendo consciência de que é um jogo de grau de dificuldade elevado. Vamos acreditar na ideia que implementamos no campo, sempre com o objetivo de ganhar qualquer jogo”, realçou, na conferência de antevisão ao duelo marcado para as 18:55 locais (17:55 de Lisboa), em Liège.

Ivo Vieira lembrou, contudo, que o potencial ofensivo do Vitória depende da valia do Standard, uma equipa, a seu ver, “muito competitiva” e “motivada” por iniciar a competição perante o seu público, com “atletas bem compostos em termos atléticos”, na frente, e jogadores que tratam bem a bola no meio-campo.

O treinador dos belgas, Michel Preud’homme frisou, na sua antevisão, que Standard e Vitória são ‘outsiders’ no Grupo F, perante os ingleses do Arsenal e os alemães do Eintracht de Frankfurt, mas Ivo Vieira, apesar de ter concordado, frisou que as “duas equipas têm uma palavra a dizer”.

O ‘timoneiro’ vitoriano elogiou o belga pela carreira que teve como guarda-redes – passou pelo Benfica entre 1994 e 1999 – e também pela “valia como treinador”, mas disse querer “ganhar a ‘guerra’”, na ronda inaugural da fase de grupos.

O treinador disse ainda que o plantel está disposto a escrever algo mais na história vitoriana com um eventual triunfo, já que os minhotos ficaram sempre em branco nas deslocações anteriores à Bélgica: empataram 0-0 no primeiro duelo com o Standard de Liège, em 1995/96, e com o Anderlecht, em 1996/97, e perderam por 1-0 com o Beveren, em 1987/88, sempre para a antiga Taça UEFA.

Depois da vitória inaugural para a Liga portuguesa, sobre o Aves (5-1), no sábado, Ivo Vieira disse que o tempo de recuperação para quinta-feira foi “pouco”, mas disse, por outro lado, ser “gratificante” viver uma “dinâmica de jogos” tão elevada.

Ao lado do técnico, o extremo Rochinha, com uma passagem longe de “positiva” pelo emblema belga, em 2015/16, realçou que a confiança da equipa subiu após o primeiro triunfo para o campeonato, mesmo que a “envolvência” da Liga Europa seja diferente e a “qualidade” do adversário superior à do Aves.

O Vitória SC, 10.º classificado da I Liga portuguesa, defronta o Standard de Liège, líder do campeonato belga, no Estádio Maurice Dufrasne, em Liège, a partir das 18:55 locais (17:55 em Lisboa), em jogo que vai ser arbitrado pelo russo Sergei Ivanov.

Continuar a ler

Futebol

“O meu melhor amigo joga no SC Braga”

Liga Europa: Wolverhampton-SC Braga

em

Foto: Twitter

Na véspera do duelo com o SC Braga, para a primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa, o jogador português do Wolverhampton, Rúben Neves, revelou que o seu melhor amigo joga nos minhotos.

“Vai ser bom porque nós, jogadores portugueses, conhecemos bem o SC Braga. O meu melhor amigo, Ricardo Horta, joga lá. Por isso, vai ser especial para ambos. Somos bons amigos, bons companheiros de equipa, mas queremos vencer”, disse o médio formado no FC Porto.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Depois de 277492 tentativas fizemos isto !! @goncalopaciencia @rubendsneves @diogobaiaspr @ri_pereira @joaopaciencia @ricardojrneves

Uma publicação partilhada por Ricardo Horta (@ricardohorta21) a

Vídeo: Rúben Neves e Ricardo Horta, com Gonçalo Paciência e Ricardo, em 2015.

O internacional português recordou ainda os tempos em que vestia de azul e branco e lutava com os arsenalistas na I Liga.

“Quando estava no FC Porto havia uma rivalidade com o SC Braga. São duas cidades próximas com duas grandes equipas em Portugal. Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas vamos tentar conquistar a primeira vitória na fase de grupos”, disse aos jornalistas.

E deixou elogios à experiência europeia do SC Braga: “É uma equipa que tem vindo a crescer bem e conseguido bons resultados na Europa nos últimos anos. Temos a informação necessária, mas estamos concentrados no que podemos fazer. Vamos dar o nosso melhor pela vitória”.

SC Braga e Wolverhampton defrontam-se em Inglaterra, esta quinta-feira, a partir das 20:00 horas, em jogo da primeira jornada do Grupo K da Liga Europa 2019/2020.

Continuar a ler

Futebol

Preud’homme: “Vitória é uma equipa completa”

1.ª jornada do Grupo F da Liga Europa

em

Foto: Divulgação

O treinador dos belgas do Standard de Liège, Michel Preud’homme, afirmou hoje que deseja o “melhor resultado possível” frente ao Vitória SC, equipa que considerou “completa”, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa de futebol.

Conhecido no futebol português pelas cinco épocas em que defendeu as redes do Benfica – cumpriu 199 jogos entre 1994/95 e 1998/99 -, o treinador, de 60 anos, realçou que o seu conjunto vai encarar a fase de grupos “jogo a jogo”, a começar pelo primeiro, frente a um adversário que considerou ter valia técnica e física.

“É uma equipa completa, capaz de se organizar, mas também de se projetar no ataque, graças a laterais ofensivos. É uma equipa técnica, mas também física”, observou, na conferência de imprensa de antevisão ao duelo de quinta-feira, decorrida no Estádio Maurice Dufrasne, em Liège.

Atual líder do principal campeonato belga, com 15 pontos após sete jornadas, o Standard quer também somar o “máximo possível” de pontos no Grupo F, mesmo ciente da “qualidade dos adversários”, acrescentou o técnico.

“No ano passado, tínhamos [no grupo J] Sevilha [Espanha] e Krasnodar [Rússia], que muitos subestimaram. Agora, temos Arsenal [Inglaterra] e Eintracht Frankfurt [Alemanha]. O Standard e o Vitória são os ‘outsiders’. Mas subimos do pote quatro para o três [no sorteio], numa evolução para continuar a crescer na Europa”, salientou.

Na segunda época seguida pelo clube onde iniciou a carreira de jogador, Michel Preud’homme reconheceu ainda que o médio Selim Amallah, lesionado, está indisponível para o reencontro entre belgas e portugueses 24 anos depois – os vitorianos ultrapassaram então a primeira ronda da Taça UEFA, com um triunfo caseiro (3-1) e um 0-0 em Liège.

“Ele treinou com o plantel, mas admitiu que não estava a 100%. Existem outras soluções no grupo, e é melhor não arriscar”, realçou.

Um dos 21 convocados dos belgas, o ponta de lança Renaud Emond, lembrou que o Standard venceu todos os jogos em casa na fase de grupos de 2018/19, mas realçou que a sua equipa está, para já, somente concentrada em derrotar o Vitória.

O Vitória SC, 10.º classificado da I Liga portuguesa, e o Standard de Liège, primeiro da I Liga belga, defrontam-se no Estádio Maurice Dufrasne, em Liège, a partir das 18:55 locais (17:55 em Lisboa), em jogo que vai ser arbitrado pelo russo Sergei Ivanov.

Continuar a ler

Populares