Seguir o O MINHO

Desporto

Portugal com soberana oportunidade para ultrapassar Rússia no ‘ranking’ das taças europeias de futebol

Ranking

em

Foto: DR / Arquivo

Portugal tem na terceira jornada da fase de grupos das taças europeias de futebol, de terça-feira a quinta, uma soberana ocasião para ultrapassar a Rússia e instalar-se no ‘milionário’ sexto lugar do ‘ranking’ da UEFA.

Num duelo por três equipas na ‘Champions’ 2021/22, duas delas com entrada direta, as equipas lusas partem para mais uma ronda a ‘míseros’ 0,1 pontos das russas (43,449 contra 43,549), pelo que, na prática, só precisam de conseguir resultados idênticos.

As formações lusas beneficiam do facto de os seus triunfos e empates valerem mais (0,4 e 0,2 contra 0,333 e 0,166, respetivamente), porque os russos têm de os dividir por seis (número de equipas com que começaram) e os portugueses por cinco.

Desta forma, Portugal saltará para sexto, no final da terceira ronda da Liga Europa, na quinta-feira, se no conjunto dos jogos somar pelo menos três pontos (dois por vitória e um por empate) e a Rússia não fizer melhor.

Ainda sem pontos no Grupo G da Liga dos Campeões, o Benfica é quarta-feira o primeiro a entrar em ação, na receção ao Lyon, que já bateu na Luz (4-3 em 2010/11). Na receção a franceses, os ‘encarnados’ nunca perderam (10 vitórias e quatro empates).

Quinta-feira, na Liga Europa, também jogam nos seus recintos o Sporting, frente aos noruegueses do Rosenborg, no Grupo D, e o FC Porto, face aos escoceses do Rangers, no Grupo G.

Por seu lado, o Sporting de Braga, invicto na Europa (cinco vitórias e um empate), visita os turcos do Besiktas, no Grupo K, enquanto, no F, o Vitória de Guimarães enfrenta o seu encontro mais complexo, no reduto do Arsenal.

Ao contrário de Portugal, a Rússia enfrenta uma jornada complexa, com o CSKA Moscovo a ser a sua grande esperança, já que é anfitrião dos húngaros do Ferencvaros, em encontro do Grupo H.

Ainda na Liga Europa, para o Grupo C, o Krasnodar, ‘carrasco’ do FC Porto na terceira pré-eliminatória da ‘Champions’, visita os turcos do Trabzonspor.

Na Liga dos Campeões, o Lokomotiv, de João Mário e Éder, visita a Juventus, de Cristiano Ronaldo, na terça-feira, em embate do Grupo D, e, no dia seguinte, o Zenit, que na última ronda bateu em casa o Benfica (3-1), desloca-se a Leipzig.

As formações lusas estão em maioria (cinco contra quatro) na fase de grupos e todos os pontos que somarem (dois por vitória e um por empate) são divididos por cinco (0,4 por vitória e 0,2 por empate), enquanto os russos têm de dividir os seus por seis (0,333 por triunfo e 0,166 por igualdade).

Portugal, que já sabe que em 2020/21 (sétimo nas contas entre 2014/15 a 2018/19) manterá a situação atual – uma entrada direta na ‘Champions’ e outra na terceira pré-eliminatória -, está bem posicionado para acabar a presente temporada no sexto posto e conseguir, em 2021/22, recuperar uma segunda entrada direta.

– ‘Ranking’ da UEFA dos últimos cinco anos:

2015/16 2016/17 2017/18 2018/19 2019/20 (equipas) Total

————————————————————————————–

1. Espanha 23,928 20,142 19,714 19,571 5,928 (7/7) 89,283

2. Inglaterra 14,250 14,928 20,071 22,642 5,714 (7/7) 77,605

3. Alemanha 16,428 14,571 9,857 15,214 5,142 (7/7) 61,212

4. Itália 11,500 14,250 17,333 12,642 4,500 (6/7) 60,225

5. França 11,083 14,416 11,500 10,583 4,166 (5/6) 51,748

6. Rússia 11,500 9,200 12,600 7,583 2,666 (4/6) 43,549

7. PORTUGAL 10,500 8,083 9,666 10,900 4,300 (5/5) 43,449

8. Bélgica 7,400 12,500 2,600 7,800 5,000 (4/5) 35,300

9. Holanda 5,750 9,100 2,900 8,600 6,400 (4/5) 32,750

10. Ucrânia 9,800 5,500 8,000 5,600 3,000 (3/5)

Anúncio

Futebol

João Pedro renova com Vizela e cumpre 13.ª época consecutiva no clube

II Liga

em

Foto: FC Vizela / Facebook

O Vizela, clube que foi promovido à II Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a renovação de contrato como defesa João Pedro, que assim vai cumprir a 13.ª temporada consecutiva no plantel sénior da formação minhota.

O jogador, de 30 anos, nunca representou outro emblema na sua carreira, tendo igualmente feito todo o seu percurso de formação, durante oito anos, nas equipas jovens do Vizela.

“É um orgulho renovar pelo meu clube de sempre e acompanhá-lo para o lugar de onde nunca deveria ter saído”, referiu João Pedro, em declarações ao site do clube.

O defesa direito, que é um dos capitães de equipa, estreou-se pelo emblema vizelense em setembro de 2008, e desde então já cumpriu 236 jogos oficiais pelo clube.

O Vizela, a par do Arouca, foi indicado pela Federação Portuguesa de Futebol para a subida à II Liga Portuguesa de Futebol, depois do Campeonato Portugal, onde militava, ter sido interrompido, devido à pandemia de covid-19.

À data da suspensão da prova, o Vizela liderava a Série A com 60 pontos (mais oito que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em 1º lugar na Série B com 58 pontos (mais oito que o Lusitânia de Lourosa).

Continuar a ler

Futebol

Estádio do Rio Ave aprovado para receber jogos na retoma da I Liga

Covid-19

em

Foto: Divulgação / Rio Ave FC (Arquivo)

O Estádio do Rio Ave, em Vila do Conde, foi aprovado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) para receber jogos na retoma da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a LPFP.

O organismo também confirmou aprovação do recinto do Desportivo das Aves, entretanto já divulgada pelo clube, elevando para 14 os estádios autorizados a receber desafios no regresso do campeonato, a partir de 03 de junho.

No caso do estádio dos vila-condenses, a aprovação surgiu após uma vistoria realizada esta manhã, pela Administração Regional de Saúde do Norte, que emitiu parecer favorável, após verificar as intervenções feitas pelo clube.

O Rio Ave procedeu ao aumento da área de um dos balneários para respeitar a distância de segurança de 4 metros quadrados por atleta, colocação de sinalética, instalação torneiras automáticas e à revisão do sistema de ventilação de todos os espaços.

“Sempre foi, desde o primeiro instante, intenção do Rio Ave jogar no seu estádio, pois tínhamos a certeza de que reunimos todas as condições para o trabalho diário como para toda a operacionalização nos dia de jogo, em condições de segurança, a todos os níveis, para atletas, treinadores, médicos e staff”, manifestou o clube vila-condense no seu site oficial, após receber a notícia da aprovação do recinto.

No caso do estádio do Desportivo das Aves, a aprovação já tinha sido anunciada pelo clube na sexta-feira, mas só hoje foi ratificada publicamente pela LPFP, que ressalvou, no entanto, que fica “impedida a utilização do sistema de ar condicionado na zona técnica”.

Além dos recintos do Rio Ave e Desportivo das Aves, foram já aprovados pela DGS o Estádio da Luz (Benfica), Estádio do Dragão (FC Porto), Estádio José Alvalade (Sporting), Estádio D. Afonso Henriques (Vitória SC), Estádio João Cardoso (Tondela), Estádio do Marítimo, Estádio Municipal de Braga, o Portimão Estádio, a Cidade do Futebol (FPF), o Estádio Capital do Móvel (Paços de Ferreira), Estádio Cidade de Barcelos (Gil Vicente) e o Estádio do Bessa (Boavista).

O Estádio do Bonfim (Vitória de Setúbal) ainda aguarda por nova inspeção para ser avaliado um conjunto de correções indicadas pela DGS como necessárias para aprovação do recinto.

No plano de desconfinamento face à pandemia de covid-19, o Governo autorizou a realização à porta fechada dos 90 jogos da I Liga, que deve será reatada a 3 de junho e é liderada pelo FC Porto, com um ponto de vantagem sobre o campeão Benfica, e da final da Taça de Portugal, entre ‘dragões’ e ‘águias’, tendo excluído a continuidade da II Liga.

Os campeonatos de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso gradual à competição, como Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, depois de a Liga alemã ter sido retomada

Continuar a ler

Futebol

“Temos 10 jogos e temos de os encarar como 10 ‘finais'”

Davidson, Vitória SC

em

O extremo Davidson, do Vitória SC, afirmou hoje que as derradeiras 10 jornadas da I Liga portuguesa de futebol são como 10 ‘finais’ para o clube minhoto, que deseja apurar-se para a Liga Europa da próxima época.

Após a interrupção anunciada em 12 de março, devido à pandemia de covid-19, o campeonato vai ser reatado em 03 de junho e decorrer até 26 de julho, com a equipa vitoriana, sexta classificada, com 37 pontos, a precisar de subir a um dos cinco primeiros lugares até ao final da época, para alcançar essa meta.

“Temos objetivos, lançados no início da época. Estávamos num momento muito bom, nas infelizmente aconteceu a paragem. Temos 10 jogos e temos de os encarar como 10 ‘finais’, para conseguirmos bons resultados e alcançarmos o apuramento para a Liga Europa”, realçou o jogador brasileiro, num vídeo divulgado pelos vimaranenses, na rede social Facebook.

O primeiro adversário nessa série de “finais” é o Sporting, num duelo da 25.ª jornada agendado para 04 de junho, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, e Davidson assumiu o objetivo de vencer uma equipa que ocupa o quarto lugar, com 42 pontos, e que vai “atacar o máximo possível” para “marcar golos e tentar a vitória”.

“Vai ser um jogo difícil e muito importante, mas jogamos em nossa casa, e é importante vencer em casa. Temos condições para vencê-los. Já mostrámos ter condições para bater-nos com todas as equipas da I Liga”, salientou.

À semelhança de todos os outros jogos da I Liga por disputar, o embate entre vitorianos e ‘leões’ vai realizar-se sem público nas bancadas, condição que, para o ala, de 29 anos, vai obrigar os atletas a estarem “ainda mais focados e concentrados”.

Autor de 10 golos em 37 jogos oficiais na época 2019/20, Davidson realçou que o plantel treinado por Ivo Vieira, face ao “regresso já próximo”, tem trabalhado para “voltar bem”, apesar de “não estar ainda a 100% fisicamente”.

O futebolista, que, em Portugal, representou também Sporting da Covilhã e Desportivo de Chaves, mostrou-se também satisfeito pelo regresso, na semana passada, aos treinos coletivos, situação que deixou de ser “normal” face ao surto do novo coronavírus.

“Estar ao lado dos colegas de equipa e poder treinar, trabalhar e desfrutar é muito bom. É muito bom voltar a fazer o que mais se gosta, mesmo com as restrições”, confessou.

Continuar a ler

Populares