Seguir o O MINHO

País

Portugal apoiará a luta do povo ucraniano na UE, NATO e ONU

Política

em

Foto: DR / Arquivo

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, agradeceu hoje a intervenção do seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky perante o parlamento português e assegurou-lhe que Portugal apoiará a luta do povo ucraniano na UE, NATO e ONU.

Estas posições constam de uma mensagem que foi publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet logo após o fim da sessão solene em que Zelensky discursou por videoconferência, na qual Marcelo Rebelo de Sousa esteve presente.

“Portugal esteve, desde a primeira hora, e está e estará sempre, com o heroico povo ucraniano e a sua luta, apoiando, nomeadamente na União Europeia (UE), na NATO e nas Nações Unidas (ONU), e acolhendo, na tão excecional comunidade ucraniana que entre nós vive, todas e todos os que, vindos da Ucrânia, até nós queiram vir e cá ficar”, lê-se no texto.

“Nesta hora, em que só há lugar para a humanidade, a fraternidade e a solidariedade, somos todos ucranianos”, afirma o chefe de Estado português.

Nesta mensagem, Marcelo Rebelo de Sousa começa por agradecer ao Presidente da República da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, “a intervenção de hoje na Assembleia da República, dirigida a todos os Portugueses”.

“E, mais do que isso, agradece, na sua pessoa, ao martirizado povo ucraniano o exemplo que tem dado ao mundo, há quase dois meses de guerra. Agradece a coragem, a resistência, o sentido de afirmação de independência, de soberania, de unidade nacional”, acrescenta.

O Presidente da República “agradece a militares e, de modo especial, a civis, devastados pelos horrores da guerra e obrigados a abandonar a sua pátria”.

EM FOCO

Populares