Seguir o O MINHO

I Liga

“Portimonense teve a sorte do seu lado”

Luís Castro analisou a derrota do Vitória SC em Portimão.

em

Luís Castro. Foto: DR/Arquivo

O treinador do Vitória SC, Luís Castro, falou aos jornalistas, em conferência de imprensa, após a derrota, por 3-2, contra o Portimonense, em jogo da 5.ª jornada da I Liga:

“Foi uma primeira parte em que o Portimonense esteve por cima, mas não muito, porque conseguimos em determinada altura equilibrar o jogo. O nosso adversário teve a sorte de marcar um golo e chegar ao intervalo em vantagem”.

Vitória SC perde em Portimão e falha terceira vitória consecutiva

“Na segunda parte, foi o Vitória que esteve por cima e conseguiu fazer dois golos, mas o nosso adversário teve a sorte do seu lado e fez mais um golo nos minutos finais o que nos deixou sem capacidade para reagir.

Os jogadores que entraram reforçaram o que era a nossa ideia de jogo e atiraram a equipa para frente, mas não chegou para ganhar pontos”.

Vitória SC: Uma história de amor eterno que começou há 96 anos

António Folha, treinador do Portimonense, também falou à imprensa:

“A sensação é ótima, porque ganhar é sempre bom. O Vitória de Guimarães é uma excelente equipa, mas o Portimonense fez um bom jogo, muito competente. Fizemos um autogolo, mas tivemos a felicidade de fazer mais um golo e segurar a vitória.

É por isso, uma vitória justa, os jogadores tiveram uma atitude digna e uma grande motivação para ganhar o jogo”.

Jogo do Vitória SC transmitido no Japão

“A paragem no campeonato e a entrada de vários jogadores foi benéfica porque conseguimos trabalhar em 15 dias para aperfeiçoarmos aquilo que pretendíamos.

Estou muito satisfeito por aquilo que os jogadores fizeram hoje, pois demonstra um enorme caráter e uma entrega muito grande.

O Jackson Martinez está a subir de forma e hoje teve oportunidade de jogar alguns minutos e esteve muito bem”.

Com este resultado, o Vitória SC desceu ao nono lugar, mantendo os mesmos seis pontos.

Anúncio

Futebol

Treinador do Aves quer dar a volta por cima frente ao Vitória

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador Nuno Manta Santos frisou hoje que o tempo devolverá uma melhor classificação ao lanterna-vermelha Desportivo das Aves na I Liga de futebol, em véspera da receção ao Vitória de Guimarães, da 23.ª jornada.

“Podíamos ter abandonado o último lugar há duas jornadas, mas os resultados não foram positivos. Pelo trabalho diário realizado, acreditamos plenamente que iremos deixar esse posto mais jornada, menos jornada. O foco principal é garantirmos em maio que o Aves permanece na I Liga, sabendo que é uma caminhada árdua e temos de ganhar pontos”, referiu o técnico, em conferência de imprensa.

Nuno Manta Santos sente um balneário com “energia positiva e vontade de jogar”, já que os avenses conseguiram baixar de nove para três pontos a desvantagem para a zona de salvação, sem nunca abandonaram a cauda da tabela, como atestam uma goleada caseira com o Rio Ave (4-0) e o empate em Famalicão (1-1) nas últimas duas rondas.

“No final desse jogo todos sentimos uma grande revolta a e frustração por termos trabalhado tanto e deixado fugir dois pontos. Tivemos tudo na mão, mas faltou sermos mais competentes naquele lance final. Pegando nas coisas positivas que fizemos, como a atitude, organização e estratégia, procurámos retificar os momentos em que não estivemos tão bem. O nosso foco é garantir pontos amanhã [sexta-feira]”, sustentou.

O Desportivo das Aves nunca triunfou nas quatro receções aos minhotos para o campeonato e o treinador alerta para a “intensidade” dos pupilos de Ivo Vieira, que alcançam “muito facilmente o último terço”.

“Procuram sempre a baliza adversária, ora numa situação de transição vertical, em que têm jogadores bastante rápidos na frente, assim como mostram paciência para trabalhar a bola perante equipas que fecham o bloco. Obviamente concedem alguns espaços e teremos de aproveitar aquilo que nos deixarem”, observou.

Nuno Manta Santos pode contar com Cláudio Falcão e Bruno Morais, que cumpriram suspensão na ronda anterior, ao contrário dos lesionados Andrej Simunec, Aaron Tshibola e Mohammadi, do castigado Beunardeau e de Rúben Oliveira, indisponível ao abrigo dos regulamentos da prova, por estar cedido pelos vimaranenses ao clube de Santo Tirso.

O Desportivo das Aves, 18.º e último colocado, com 13 pontos, recebe o Vitória de Guimarães, na oitava posição, com 28, na sexta-feira, às 20:30, no Estádio do CD Aves, no jogo inaugural da 22.ª jornada da I Liga, que terá arbitragem do portuense Rui Costa.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente pressiona liderança do Benfica

I Liga

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O líder Benfica encerra na segunda-feira em casa do Gil Vicente a 22.ª jornada da I Liga de futebol, pressionado pelo diluir da vantagem de sete para um ponto para o FC Porto, que recebe domingo o Portimonense.

Em jornada de ressaca europeia para os clubes lusos envolvidos na Liga Europa, o campeão nacional, que nos últimos dois jogos perdeu seis pontos, pode iniciar o encontro em Barcelos no segundo lugar, ainda que de forma provisória, atrás do FC Porto.

O clube portuense, que se impôs na receção ao Benfica (3-2) e em casa do Vitória SC (2-1), enquanto os ‘encarnados’ também perderam com o SC Braga (1-0), podem terminar o dia de domingo no topo da classificação.

A diferença na liderança não é tão ‘magra’ desde a 12.ª jornada, em que ambos se encontravam separados por dois pontos, tendo, a partir daí, a formação ‘encarnada’ mantido os ‘dragões’ à distância, que chegou a um máximo de sete pontos à 17.ª.

O emergente SC Braga, com seis vitórias e um empate nos últimos sete jogos, recebe no domingo o Vitória de Setúbal (11.º), com o objetivo de consolidar a terceira posição da tabela classificativa, segura por um ponto relativamente ao Sporting.

Os ‘leões’, que na última ronda empataram a 1-1 em casa do Rio Ave (quinto), têm no domingo um duro teste para não perder o comboio europeu, já que recebem o Boavista, que vem de uma derrota em casa com o Belenenses SAD (2-1), após três triunfos consecutivos.

A 22.ª jornada abre sexta-feira com o Vitória SC (oitavo) a mostrar a sua candidatura aos lugares europeus em casa do lanterna-vermelha Desportivo das Aves, que na última ronda somou um ponto em casa do Famalicão (1-1).

Será o primeiro jogo dos minhotos desde o confronto com o FC Porto, que ficou marcado por um caso de racismo, quando o avançado maliano Marega pediu para ser substituído ao minuto 71 após ter sido alvo de cânticos e insultos racistas por parte de adeptos da equipa vimaranense.

No sábado, o Tondela recebe o Rio Ave e o Belenenses SAD o Marítimo, e no domingo disputam-se ainda os jogos Paços de Ferreira-Famalicão e Moreirense-Santa Clara.

Programa da 22.ª jornada:

– Sexta-feira, 21 fevereiro:

Desportivo das Aves – Vitória SC, 20:30

– Sábado, 22 fevereiro:

Tondela – Rio Ave, 18:00

Belenenses SAD – Marítimo, 20:30

– Domingo, 23 fevereiro:

Paços de Ferreira – Famalicão, 15:00

Moreirense – Santa Clara, 15:00

Sporting – Boavista, 17:30

SC Braga – Vitória de Setúbal, 20:00

FC Porto – Portimonense, 20:30

– Segunda-feira, 24 fevereiro:

Gil Vicente – Benfica, 19:30.

Continuar a ler

Futebol

Já não há bilhetes para o Gil Vicente-Benfica: “Esgotado”

A cinco dias do jogo

em

Foto: Gil Vicente FC

O encontro entre Gil Vicente e Benfica, marcado para segunda-feira, no encerramento da 22.ª jornada da I Liga de futebol, vai ter lotação esgotada, informaram hoje em comunicado os minhotos.

“O Gil Vicente FC informa que os bilhetes para o jogo de segunda-feira com o SL Benfica encontram-se esgotados”, pode ler-se numa nota publicada pelos ‘galos’ no ‘site’ oficial, a cinco dias da partida agendada para o Estádio Cidade de Barcelos.

Os ingressos começaram a ser vendidos em 06 de fevereiro e fonte dos minhotos indicou à agência Lusa a cedência de cerca de 5.000 bilhetes destinados aos adeptos ‘encarnados’, que irão ocupar as bancadas norte, normalmente afeta aos clubes visitantes, e sul inferior, ambas a um custo unitário de 25 euros.

A receção aos campeões nacionais também está a ser encarada com expectativa pelos aficionados barcelenses, que ajudarão a preencher os 12.000 lugares sentados do recinto, muito graças às 5.500 cadeiras anuais vendidas no início da temporada.

A maior assistência registada pelos gilistas em 2019/20 deu-se logo na jornada inaugural do campeonato, em 10 de agosto, quando 10.962 espetadores presenciaram o triunfo sobre o vice-campeão nacional FC Porto (2-1).

Os minhotos estão moralizados pela vitória em Setúbal (2-1), na jornada anterior, e pelo empate obtido em Braga (2-2), há duas rondas, enquanto os ‘encarnados’ atravessam a pior fase da época, fruto das derrotas com FC Porto (3-2) e Sporting de Braga (1-0).

O Gil Vicente, 10.º classificado da I Liga, com 26 pontos, recebe o líder isolado Benfica, com 54, mais um do que os ‘dragões’, segundos colocados, na segunda-feira, às 19:30, no Estádio Cidade de Barcelos, para a conclusão da 22.ª jornada.

Continuar a ler

Populares